Transtorno Bipolar

links patrocinados

Transtorno Bipolar

Transtorno Bipolar

Transtorno bipolar causa sintomas de euforia e depressão

É comum ouvir falar sobre “pessoas que possuem transtorno bipolar”, no entanto, poucas pessoas sabem que isso não é apenas uma mudança de humor, mas sim uma doença que deve ser devidamente tratada.

O transtorno bipolar se trata de pessoas que passam por fases de “mania” e “depressão” de forma intercalada e repentina. Em outras palavras, o humor da pessoa sofre alterações bruscas, no entanto, algumas características da personalidade são fixas, o que facilita o diagnóstico concreto para que a pessoa possa ter o transtorno bipolar tratado e amenizado.

No entanto, deve-se atentar para os sintomas, visto que ciclos de humor que variam entre alegria e tristeza são comuns a qualquer indivíduo. Quem possui transtorno bipolar tem esses “altos e baixos” muito intensificados, podendo causar danos a si mesmos ou a outras pessoas ao redor.

Como identificar o transtorno bipolar e a necessidade de tratamento

Causas do Transtorno Bipolar

O paciente com transtorno bipolar possui extremos tão fortes que podem desejar cometer suicídio em um dia com depressão e realizar algo extremamente criativo para extravasar a euforia na fase de mania.

Diferente do que se julga, uma pessoa com bom humor durante a manhã, que se torna mal humorada ou depressiva durante a noite não é caracterizada como tendo transtorno bipolar. Uma das características da doença é que esses períodos possuem ciclos maiores, podendo ser de semanas, meses, em alguns casos, até anos, em que pessoas passam por maiores dificuldades devido a intensidade da mania ou da depressão.

Sintomas de mania ou depressão persistem até causar prejuízos

Transtorno Bipolar no Brasil

A mania pode ser identificada por fases de ego inflado, falta de necessidade de sono, aumento do hábito de falar, facilidade para distração, fuga de ideias, agitação psicomotora, envolvimento excessivo com atividades que causam prazer e alegria (consumismo, atividades sexuais inapropriadas, como realizar o ato com vários parceiros diferentes em um curto período de tempo etc.)

Já na fase de depressão, o estado depressivo, em que a pessoa busca o isolamento, se encontra indisposta para realizar atividades de rotina, possui sentimentos de inutilidade, distúrbios de sono – insônia e hipersônia – perda ou ganho significativos de peso e pensamentos suicidas, podem causar os prejuízos próprios, sendo que a depressão é mais grave que a mania.

No entanto, algumas características permanecem fixas na personalidade da pessoa, quando o transtorno bipolar possui maior duração e é mais tênue. As principais são: ansiedade, dificuldade para se levantar pela manhã, dificuldade de realizar tarefas, sentir-se aborrecido ou entediado, criatividade excessiva, irritabilidade contra limites, períodos de isolamento.

Transtorno bipolar possui tratamentos que controlam a doença

Pessoas com Transtorno Bipolar

Não há uma cura para o transtorno bipolar, no entanto, tratamentos medicamentosos, terapias e acompanhamento médico constante podem permitir que o paciente leve uma vida normal. Há tempos atrás, pessoas com as mudanças de humor acentuadas, que causavam riscos a si mesmos ou a outros eram mantidas em hospitais psiquiátricos, e tratados de formas prejudiciais, como terapias de eletrochoque.

Hoje, o maior conhecimento da medicina mudou essa situação. É necessário que o paciente possua formas de extravasar os sentimentos, como terapias ocupacionais. Também se torna necessária uma criação de regras em horários para dormir, tomar os medicamentos de forma contínua, evitar álcool, cafeína ou outros elementos que causem alterações na atividade cerebral, etc.

Como se tratar do Transtorno Bipolar Transtorno Bipolar 2013

Pesquisar
Artigos Relacionados