Parar de Fumar

links patrocinados

Parar de Fumar

Parar de Fumar

Sobre como Parar de Fumar

O hábito de fumar não é nada saudável, e a decisão de parar de fumar é muito difícil de ser tomada por um fumante. Parar de fumar é difícil, mas não impossível. O caminho é muitas vezes árduo e longo, mas caminhar passo a passo é a melhor forma de sucesso.

O ato de parar de fumar, muitas vezes, não depende apenas do fumante. O alto grau viciante da nicotina aliado a pressão de um grupo fumante de amigos ou família e o hábito diário, influenciam na decisão.

Mesmo com as influências externas, a decisão é totalmente do fumante. A pessoa deve colocar na cabeça o seu objetivo (de parar de fumar) e levá-lo adiante. Pensar que o cigarro causa várias doenças e que em longo prazo os benefícios são inúmeros também ajuda.

Doenças evitadas ao parar de fumar

As pessoas que fumam possuem uma chance 10 vezes maior de desenvolver câncer de pulmão, cinco vezes mais chances de sofrer bronquite crônica, infarto e enfisema pulmonar e o dobro de chances de sofrer derrame cerebral.

Benefícios ao parar de fumar

Ao parar de fumar, 20 minutos depois a pressão do sangue se normaliza; após 2 horas a nicotina não estará mais presente no sangue, o nível de oxigênio ficará normal após 8 horas. Dois dias depois é possível perceber uma melhora no olfato e no paladar; em 3 semanas a respiração fica mais fácil e de 5 a 10 anos depois a chance de sofrer infarto será a mesma de quem nunca fumou. Ao parar de fumar você não estará ajudando apenas na melhora de sua saúde, mas também na saúde e qualidade de vida de amigos e familiares que vivem ao seu redor. Pense nisso.

Lei Antifumo em São Paulo

Lei Antifumo em São Paulo

Sobre a Lei Antifumo em São Paulo

Uma nova lei está causando discussões em todo o estado de São Paulo. No dia 7 de agosto passou a vigorar a lei antifumo em São Paulo, que proíbe que pessoas fumem dentro de estabelecimentos fechados.

O Governo Estadual tomou essa medida para acompanhar a tendência mundial. Em cidades como Nova Iorque, Londres, Paris e Buenos Aires a mesma lei já está em vigor. E aqui no Brasil quem deu o passo à frente foi São Paulo.

Lei Antifumo em São Paulo – determinações

A lei antifumo em São Paulo determina que estabelecimentos fechados como shoppings, restaurantes e casas noturnas devem proibir o fumo. Como quem fuma é o cliente, muitos empresários questionam a responsabilidade dos estabelecimentos.

Mas o que vale mesmo é o que está escrito na lei. Portanto, se a fiscalização pegar clientes fumando, o estabelecimento receberá uma multa. Se houver reincidência, a multa é dobrada. Se houver uma terceira vez, o lugar ficará interditado por 48 horas. E se a fiscalização pegar o estabelecimento em desacordo com a lei antifumo em São Paulo mais uma vez, a interdição será de 30 dias.

Lei Antifumo em São Paulo – medidas

Portanto, o governo indica que algumas medidas podem ser tomadas para evitar o flagra, como fixação de cartazes lembrando a proibição de fumar, retirada dos cinzeiros e orientar os clientes para que respeitem a lei.

É bom lembrar também que a lei antifumo em São Paulo proíbe inclusive o conhecido fumódromo. Apenas pode-se fumar em locais abertos e ventilados. Isso significa que em áreas comuns de condomínios, shoppings, praças de alimentação, ambientes fechados de uso coletivo público ou privado, bares, restaurantes, lanchonetes, casas noturnas, o próprio ambiente de trabalho e áreas comuns de hotéis e pousadas é proibido o fumo e o fumódromo. Em parques e áreas abertas dos hotéis e condomínios está liberado o cigarro.

Pesquisar
Artigos Relacionados