Licença amamentação

links patrocinados

Licença Amamentação

As mulheres que se tornam mães têm assegurados pela justiça, vários direitos. A licença maternidade é o mais conhecido entre as trabalhadoras, entretanto, outros benefícios também são assegurados para quem trabalha e teve filho recentemente.

Benefício – Licença amamentação

Um destes benefícios assegurados pela legislação trabalhista é a licença maternidade. Este direito prevê a liberdade para a mãe se ausentar do trabalho e se dedicar à amamentação de seu filho.

Entretanto, existem algumas dúvidas obre este benefício. A lei trabalhista brasileira referente à licença amamentação permite que a mãe se ausente por até uma hora por dia para amamentar seu filho. Este período pode ser dividido em duas sessões diárias de 30 minutos.

De acordo com as atuais leis, esta licença é válida por até seis meses após o nascimento da criança, podendo ser estendida em casos específicos.

Existe ainda a possibilidade de a mãe poder se afastar do trabalho por 15 dias após os três meses de licença maternidade. Entretanto, esta extensão da licença maternidade deve ser aplicada somente mediante atestado médico reconhecido pela empresa/indústria/repartição, ou por um médico do SUS.

Licença Maternidade

A Licença Maternidade ou ainda conhecida como Licença Gestante é um benefício garantido pela Constituição Federal, através do seu artigo 7º, inciso XVIII. Ele visa beneficiar a mulher que acabou de gerar seu filho, ficar afastada por cerca de 120 dias, recebendo remuneração normalmente.

Caráter da Licença Maternidade

Este benefício que tem caráter previdenciário e visam beneficiar toda mulher trabalhadora, mesmo as empregadas domésticas. A mulher tem o direito de sair para a licença a partir do último mês de gravidez e pode ficar até três meses depois, completando assim os 120 dias que tem direito.

Quem é o responsável pelo pagamento do salário maternidade

Quem efetua o pagamento do salário, que se chama salário maternidade, é o empregador. Posteriormente, o empregador poderá descontar da Previdência Social dos recolhimentos habituais. A mulher ainda poderá ter repouso aumentado em até duas semanas, caso assim entenda seu médico.

Outro benefício para a mulher gestante

Outro benefício que a Constituição Federal da República de 1988 traz à luz é o fato de que a mulher no momento em que se confirma a gravidez, esta não poderá ser demitida até cinco meses depois do parto. Com esta norma, a Constituição Federal visa assegurar o direito da própria criança.

 

Fibras Alimentares

Sobre as Fibras Alimentares

Todos os dias nós escutamos que temos que comer fibras alimentares. Mas o quFibras Alimentarese elas são? Para que servem? Quais são os benefícios? Confira neste artigo.

As fibras alimentares são substâncias importantes para o organismo humano. Dentre os benefícios que trazem, elas podem melhorar a qualidade de vida e aumentar a expectativa de vida. Mas o que efetivamente elas trazem é uma melhora no aparelho intestinal, tanto no funcionamento quanto na prevenção de doenças. Inclusive há estudos que confirmam que uma dieta alimentar rica em fibras e pobre em gorduras pode reduzir o risco de certos tipos de câncer, doenças do coração e diabetes do adulto.

Outras vantagens de se ter bastante fibra na dieta é que ela ajuda na manutenção do peso, porque exigem maior tempo de mastigação e, portanto, a sensação de saciedade vem antes, o que causa a menor ingestão de alimentos.

Onde encontrar Fibras Alimentares

As fibras alimentares são encontradas somente nas plantas. Elas fazem parte de grãos, vegetais e frutas que não são digeridas pelo nosso organismo. As principais fontes de fibras são leguminosas (como feijão, grão de bico, ervilha, soja, etc), sementes, cereais, frutas, legumes, grãos integrais, nozes e verduras.

O problema é que, como o nosso aparelho digestivo é destinado para uma animal carnívoro, as fibras acabam passando quase que intactas por ele, sendo eliminadas.

Mas as fibras alimentares são necessárias para auxiliar todas as outras substâncias alimentares a moverem-se pelo sistema digestivo de maneira adequada.

Portanto, as fibras alimentares encontram-se principalmente nas paredes das células dos vegetais e podem ser divididas em solúveis ou insolúveis.

Fibras Alimentares Solúveis

São as fibras que podem se dissolver na água. As principais ações do organismo são auxiliar na diminuição dos níveis de colesterol do sangue e regular a absorção intestinal dos açúcares dos alimentos.

Elas também exercem um importante papel no esvaziamento gástrico, porque permanecem mais tempo no estômago e dão maior sensação de saciedade. As fibras alimentares também exercem um efeito na velocidade de trânsito pelo intestino delgado e ajuda na prevenção da disenteria.

Fibras Alimentares insolúveis

As fibras alimentares insolúveis são as que não se dissolvem na água. Elas aumentam a massa fecal, agindo sobre a mobilidade e o tônus da musculatura do cólon, ou seja, do intestino grosso. Estas fibras regulam o tempo de permanência e trânsito das fezes no organismo, prevenindo, assim, o câncer de cólon, a aparição de hemorroidas, doença diverticular, enfermidades cardiovasculares, obesidade, etc.

GD Star Rating
loading...
Licença amamentação, Nota: 4.4 de 5 com 7 votos
Pesquisar
Artigos Relacionados