Como fazer dieta ortomolecular

links patrocinados

Como fazer dieta ortomolecular

Atualmente, homens e mulheres estão sempre em busca de uma dieta perfeita, seja para a perda de peso ou a melhoria na qualidade de vida. Dentre as muitas dietas existentes na atualidade, uma tem feito muito sucesso recente. É a dieta ortomolecular, que promete desintoxicar e equilibrar o organismo, a partir de um equilíbrio nos nutrientes ingeridos.

Confira mais

Como fazer dieta ortomolecular Confira Como fazer dieta ortomolecular

Dieta ortomolecular tem uma peculiaridade interessante: por se tratar de uma mudança na alimentação com o objetivo de oferecer ao organismo aquilo que está faltando, a primeira coisa a ser feita, para que a dieta seja realizada corretamente, é um exame conhecido como mineralograma capilar. Com ele, a partir dos fios de cabelo, é possível determinar exatamente quais aminoácidos e vitaminas estão em falta no organismo. Por isso, o cardápio da dieta ortomolecular deve ser feito com bastante cuidado, sempre com acompanhamento médico, para que o equilíbrio de nutrientes seja realizado da forma correta.

Conheça Como fazer dieta ortomolecular

Características gerais

Embora o cardápio de um dieta ortomolecular varie de acordo com as necessidades de nutrientes de cada pessoa, há alguns pontos que se aplicam a todos aqueles que desejam adotar este hábito. Uma das prioridades deste tipo de dieta são os alimentos com propriedades antioxidantes, como gérmen de trigo, linhaça, amêndoa, grão de bico e outros. Substâncias como o selênio e o zinco (presentes em carnes vermelhas, frutos do mar e cereais), além do magnésio (legumes e nozes) são uma prioridade da dieta ortomolecular.

Em relação a qualquer alimento, a dieta ortomolecular prioriza os alimentos in natura, devendo se evitar os industrializados. Quando possível, também é recomendável utilizar a versão integral dos alimentos refinados. No caso do leite, entretanto, é interessante substituir a versão integral pela desnatada.

Como fazer dieta ortomolecular - saiba mais

Alimentos

Apesar de ser fonte de diversos nutrientes, a carne vermelha é utilizada com extrema moderação na dieta ortomolecular, ou até mesmo evitada. A ingestão de proteínas tem como prioridade alimentos como peixes, aves e clara de ovo, preferencialmente o ovo caipira. A ingestão de líquidos também é uma das prioridades deste tipo de dieta.

Alguns alimentos que costumam aparecer em uma dieta ortomolecular são sucos naturais, frango grelhado, suco de uva, ricota, limonada com agrião e muitas folhas verdes.

O principal objetivo de uma dieta ortomolecular é utilizar alimentos que limpem o organismo, além de outros que não “sujem” muito o corpo. Também é preciso estar muito atento aos intervalos entre as refeições, que nunca devem ser maiores do que quatro horas.

Dieta ortomolecular

Resultados

Embora o grande objetivo de uma dieta ortomolecular seja a limpeza do organismo, com este tipo de alimentação podemos perder cerca de um quilo por semana. Embora não seja um valor tão alto para quem deseja perder peso rapidamente, este é um número considerado saudável.

Não há contraindicações na adoção da dieta ortomolecular, pois sua essência é a busca por alimentos saudáveis. No caso de vegetais, por exemplo, recomenda-se não cozinhá-los por muito tempo, pois isso reduz a quantidade de nutrientes. A dieta ortomolecular deve ser aliada à prática regular de atividades físicas.

Pesquisar
Artigos Relacionados