Caixa Econômica Federal FIES

links patrocinados

Caixa Econômica Federal FIES

Caixa Econômica Federal FIES

Sobre a Caixa FIES

A Caixa Econômica Federal, popularmente conhecida como apenas Caixa, ou Caixa Econômica, é uma instituição financeira, sob a forma de empresa pública do Governo Federal Brasileiro. Ele dispõe de autonomia administrativa e patrimônio próprio. Sua sede fica localizada na capital da República Federativa, no Distrito Federal, em Brasília.

A Caixa Econômica Federal compõe entre as cinco instituições financeiras públicas do Brasil, as outras são o Banco do Brasil, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, BNDS, o Banco do Nordeste e Banco da Amazônia. A Caixa Econômica é um órgão vinculado ao Ministério da Fazenda.

Caixa Econômica Federal Fies

O Fies, Programa de Financiamento Estudantil, é um programa lançado pelo Governo Federal para custear os estudos de Ensino Superior a estudantes que não tem condições de fazê-lo. Estes estudantes tem de estar regularmente matriculados em instituições não gratuitas, que estejam cadastradas no Programa. (Confira sobre o FIES 2012)

Ainda estas instituições não gratuitas tem que estar avaliada nos processos realizados pelo MEC de forma positiva. Este programa foi criado no ano de 1999, beneficiando ao todo mais de 500 mil estudantes, chegando a investir recursos na casa de 6 bilhões de reais desde o seu surgimento.

Como participar do Programa de Financiamento Estudantil da Caixa

A única forma de ingresso ao programa é participando do Processo Seletivo de candidatos ao financiamento. O programa utiliza esse método por ser o mais democrático possível para que haja maior credibilidade do Programa e consequentemente do governo federal.

Os critérios definidos para a seleção dos candidatos é feito totalmente pelo Ministério da Educação, o MEC. Eles são findados na impessoalidade e totalmente transparentes, levando sempre o perfil socioeconômico de cada candidato.

Comissão Permanente de Seleção e Acompanhamento

As instituições que se inscrevem no programa devem constituir uma Comissão Permanente de Seleção e Acompanhamento do FIES, com o intuito maior de atender aos estudantes. A comissão é composta por dois representantes da IES, um representante do corpo docente e dois estudantes universitários da instituição. A comissão poderá até ter um maior número de componentes, entretanto, deverá sempre ser mantida esta proporção.

FIES 2011

FIES 2011

Sobre o FIES 2011

Além das universidades públicas e do Prouni, existe outra forma de fazer um curso de nível superior. O Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior, FIES, como o nome diz, financia o custo do curso para quem não tem condições de pagar o valor total de cada mensalidade.

As inscrições para pedir o financiamento podem ser feitas em qualquer momento do ano letivo. Não há um prazo final para pedir o crédito, já que muitas pessoas poderiam perder esse prazo, esperando por resultados de vestibular ou do Prouni.

Em 2011, o número de inscrições está muito maior que no ano anterior e a expectativa do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) é de que dobre o número de contratos do FIES com os estudantes. No ano passado, foram feitos 80 mil contratos. Desde sua criação, que aconteceu em 1999, aproximadamente 600 mil pessoas aderiram ao financiamento.

Apesar do aumento da procura, os juros foram reduzidos de 9% e 6,5% para 3,4%, e o prazo de carência aumentou para três meses. Para amortizar a dívida na forma de pagamentos periódicos e inferiores às mensalidades da faculdade, o prazo também foi estendido, de 1,5 vezes o tempo do curso para três vezes mais um ano. Isso significa que se o estudante fizer um curso de quatro anos, por exemplo, poderá quitar sua dívida em até 13 anos.

Exigências

Para pedir o financiamento, o estudante deve estar matriculado em curso superior de instituição particular que participe do programa e que tenha avaliação positiva do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior, o Sinaes. O estudante também precisa ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio, Enem.

É importante saber ainda que o benefício só vale para um curso, com matrícula regular, e que não é permitido trancar. Outras regras estão no site do FNDE.

Dicas

No site do FNDE, é possível também simular o valor da mensalidade que será cobrado ao final do prazo de carência. Fazendo essa simulação, será possível planejar melhor o pagamento e ir mais além. O estudante deve pesquisar o mercado da profissão que pretende ter com o curso, para ter uma noção sobre a possibilidade de amortizar a dívida atuando na área em que se formará.

Pesquisar
Artigos Relacionados