FIES 2012

links patrocinados

FIES 2012

FIES 2012

Sobre o FIES 2012

Para facilitar o acesso de estudantes com renda mais baixa que outros nas instituições públicas de ensino superior foram implantadas as cotas para alunos de escola pública. Porém, nem mesmo assim os estudantes de renda mais baixa conseguem entrar em uma universidade estadual ou federal. Portanto, o Governo Federal criou algumas iniciativas para auxiliar tais alunos durante o tempo em que precisam arcar com os custos da faculdade particular.

Financiamento ao Estudante FIES

O Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES 2012) é uma das alternativas para a qual os estudantes podem recorrer a fim de receberem auxílio financeiro do Governo. O programa é do Ministério da Educação (MEC) e voltado especificamente aos alunos da graduação em ensino superior e em universidades não gratuitas.

A seleção para ser incluído no programa do Ministério pode ser feita ao longo de todo o ano para conseguir uma remuneração dos custos no valor integral da mensalidade ou uma quantia complementar.

Para o FIES 2012, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) continua na sua função de Agente Operador do Programa. Como possível benefício aos contemplados, a taxa de juros pode ficar abaixo dos 3,4% anuais. A possibilidade de ser um dos escolhidos para fazer parte do programa FIES também existe para os alunos do ensino técnico, por meio do Pronatec 2012.

Condições básicas para participar do FIES 2012

Como o programa de financiamento pode ser usado para incentivar os alunos do ensino técnico a começarem e continuarem suas graduações, outra possibilidade permitida pelo órgão é a de empresários buscarem o FIES para incentivarem o ensino técnico dos seus funcionários.

Duas outras entidades que participam da atuação do FIES na gestão de financiamentos são: a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil. A taxa de juros em 3,4% foi definida nesse valor em 2010, e a perspectiva é que ela se mantenha ao longo desse ano.

Aqueles que forem contemplados com a bolsa que cobre 50% dos gastos, a complementar, pode ainda se inscrever no programa Prouni para completar o valor. Os requisitos para fazer parte do FIES são: não possuir débito com o CREDUC, nunca ter se utilizado do programa, estar matriculado em alguma instituição de ensino e ter renda per capita familiar bruta inferior a 20%.

 

FIES 2009

FIES 2009

FIES é a sigla para o Programa de Financiamento Estudantil, um dos programas educacionais mais importantes do governo federal. O principal objetivo do FIES é financiar faculdades de ensino superior para estudantes de baixa renda que não possuem condições de pagar uma universidade privada. Esta é a ação prioritária do FIES, já que o programa também pode, em alguns casos, financiar cursos técnicos, mestrados e doutorados.

Para receber os benefícios do FIES o estudante precisa estar matriculado em alguma instituição de ensino superior privada e esta necessita estar cadastrada no MEC e possuir avaliação positiva.

Criação FIES

O FIES foi criado no ano de 1999 e veio para substituir um outro programa que oferecia financiamento para estudantes universitários, o Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC). Até hoje, o FIES já ajudou mais de 560 mil estudantes em todo o Brasil, com uma verba estimada em R$ 6 bilhões, que incluem contratações e as renovações do financiamento.

Desde 2005, o FIES começou a fazer parte de outro programa estudantil, o ProUni (Programa Universidade para todos), concedendo também financiamento para os bolsistas parciais (que possuem cobertura de apenas 50%) do programa. Apenas neste campo, o FIES já beneficiou mais de 9,2 mil estudantes.

Como participar do FIES

Todo o estudante matriculado em universidade privada pode requerer o benefício do FIES, desde que não possuam condições para bancar seus estudos, a faculdade esteja cadastrada no programa e possua avaliação positiva. Além disso, os estudantes que querem o financiamento do FIES não podem estar inadimplentes em relação ao PCE e nem já ter sido beneficiado pelo FIES anteriormente.

Para que a universidade seja avaliada positivamente ela precisa possuir, pelo menos, conceito 3 na última edição do ENADE (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes). O único método de se conseguir financiamento do FIES é através da participação do candidato no processo seletivo. Isso é feito para que o benefício seja oferecido de maneira democrática. Os critérios de seleção dos candidatos são escolhidos pelo MEC e levam em consideração, principalmente, a condição socioeconômica dos candidatos.

FIES 2009

As inscrições para o FIES 2009 começaram e se encerraram ainda no ano de 2008 e são realizadas semestralmente. Em 2009, as inscrições terminaram em novembro e os candidatos aprovados foram convocados para as entrevistas entre os dias 1º e 19 de dezembro. Todo o procedimento é feito pela internet.

Financiamento FIES

O benefício do FIES só é concedido após a abertura de contrato com a Caixa, responsável pelo financiamento. Se o estudante for menor de 18 anos a abertura do crédito deverá ser feita pelo seu responsável legal.

A concessão dos financiamentos segue uma ordem de preferência, que é: bolsistas do ProUni com 50% de cobertura, beneficiário de cursos prioritários e beneficiários que estudem em instituição com nota 5 ou 4 no ENADE.

Fotos

Confira Fotos do FIES 2009:

Fundo de Financiamento Estudantil (FIES)Fundo de Financiamento Estudantil (FIES)
FIES 2009 FIES 2009
Alunos bolsistas do ProUni podem solicitar o FIESAlunos bolsistas do ProUni podem solicitar o FIES

Pesquisar
Artigos Relacionados