Dinheiro verdadeiro

links patrocinados

Dinheiro verdadeiro

Dinheiro verdadeiro

Sobre o Dinheiro verdadeiro

Com o crescente número de notas falsas de dinheiro que surgem a cada dia, o Banco Central tomou uma atitude para tentar mudar esta situação e fazer com que as pessoas reconheçam o Real, quando ele é verdadeiro ou quando é falso.

Todas as cédulas do Real são produzidas de maneira bastante peculiar, porém, com o advento das tecnologias, fica cada vez mais fácil, também, de falsificar as notas. Para que você não cometa o erro de receber ou até mesmo repassar alguma nota falsa no mercado, aprenda como distingui-las.

As notas da nossa moeda são feitas em papel especial de fibra de algodão, que contém, em sua estrutura, quatro elementos de segurança. Esses recursos são a marca d’água, algumas fibras coloridas, fibras luminescentes (aparecem somente na luz ultravioleta) e também o fio de segurança, ainda não presente em todas as notas.

Como saber se o Dinheiro é verdadeiro

Agora, tentando diminuir a presença das notas falsas no mercado, foi instaurado um novo dispositivo de segurança presente, até o momento, somente nas cédulas de 20 reais. É a faixa holográfica, que é aplicada somente após a fabricação de cada papel.

Depois que cada cédula é impressa, são adicionados outros elementos de segurança, como, por exemplo, o registro coincidente, micro impressões, fundos especiais, imagem latente e impressões em alto relevo, além da numeração de cada nota.

O Banco Central também se mobilizou contra a falsificação de notas de dinheiro e lançou uma campanha publicitária sobre o assunto. O intuito do processo é fazer com que os cidadãos aprendam como reconhecer uma nota falsa. Além de propagandas publicitárias na televisão, o governo também criou um site com todas as informações, em forma de vídeo, para a população. Visite o site Dinheiro de Verdade e aprenda todas as diferenças das notas!

Moedas Estrangeiras

Moedas Estrangeiras

Sobre as Moedas Estrangeiras

A moeda é a forma institucionalizada do poder de troca, ou seja, é através dela que podemos comprar ou vender as coisas. A moeda surgiu especificamente com esse intuito, o de proporcionar a troca de produtos sem precisar necessariamente trocar os produtos.

Isto significa que ao invés de eu trocar 1 kg de banana por 1 kg de cenoura eu não preciso mais fazer a troca pelo produto, e sim pela moeda. Eu estipulo um valor correspondente e faço a mediação entre as trocas através do dinheiro. Ela é a forma como se dá a transação monetária.

Cada lugar no mundo possui a sua própria moeda. Isso significa que o dinheiro daqui é diferente do dinheiro da Europa. Caso uma pessoa apareça na Inglaterra com uma mala cheia de reais, ela não vai valer nada por lá. É preciso que se faça o câmbio entre uma moeda e outra.

O exemplo citado só demonstra o que muitas vezes as pessoas esquecem: a moeda é uma forma de representação social instituída e aceitada pela sociedade. Se o inglês não reconhece o real ele perde sentido, por isso é necessário fazer a troca. E, claro, essa troca tem um custo, já que nem todas as moedas possuem o mesmo valor.

As moedas do mundo

Todas as transações monetárias e trocas cambiais são feitas em relação ao dólar americano. O dólar é a moeda mais utilizada no mundo, mas é vigente em poucos países, como nos EUA, Ilhas Marshall, Palau, Micronésia. Existem mais variações do dólar, como o Canadense (do Canadá), Australiano (Austrália, Kiribati, Nauru).

O Euro é a mais nova moeda inventada, que foi criada para unificar o sistema de troca da União Européia. Ele é utilizado na Finlândia, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Portugal, França, Irlanda, Itália, Vaticano, San Marino, Países Baixos, Montenegro, Mônaco, Kosovo, Luxemburgo.

Existem centenas de moedas, que variam de país para país. Algumas delas são: peso argentino, peso uruguaio, dinar argelino, afegani, rand, lek novo, dólar das Bahamas, dólar de Belize, libra libanesa, iene, rupia indiana, cuacha zambiana, lira turca, peso chileno, cedi novo, dalasi, libra esterlina, entre muitas outras.

Pesquisar
Artigos Relacionados