Apendicite – causas, sintomas e tratamento de apendicite

links patrocinados

Apendicite - causas, sintomas e tratamento de apendicite

Apendicite – causas, sintomas e tratamento de apendicite

A apendicite é uma doença muito comum em jovens e adultos com idade entre 20 a 30 anos. A doença atinge aproximadamente 10% da população, sendo uma doença que exige atendimento médico o mais rápido possível, e que leva a um quadro cirúrgico.

O órgão apêndice

Trata-se de um pequeno órgão que dá o prolongamento ao ceco (que fica localizado no início do intestino grosso). O apêndice faz ligação entre os intestinos delgado e grosso. E sua forma é muito semelhante ao dedo de uma luva ou a um verme.

Apesar de ser considerado um órgão inútil por alguns especialistas, o apêndice exerce algumas funções, como armazenar bactérias que participam do processo de digestão, além de ser responsável pela criação de anticorpos. No entanto, é um órgão que pode ser retirado do organismo sem prejuízos ao corpo humano.

O órgão produz certa quantidade de muco, e então, este é drenado pelo ceco, que será eliminado juntamente com as fezes.

A apendicite

A apendicite acontece quando há inflamação do apêndice. E essa inflamação acontece quando o ceco não realiza a drenagem do muco. Como o apêndice é um órgão sem saída, esse muco fica acumulado. E então, há um aumento do apêndice decorrente da não eliminação do muco.

A partir dessa dilatação, as paredes do apêndice começam a necrosar, e os vasos sanguíneos sofrem por compressão. Então, há o rompimento do apêndice.

Causas da doença

Em jovens e adultos a doenças pode ser resultado de uma infecção que causaram o aumento de tecidos linfáticos (mesmos tecidos que compõe o apêndice). Já em pessoas a cima de 30 anos, essa inflamação pode ser decorrente de pedaços ressecados de fezes. Outra possibilidade é ocorrer a obstrução do órgão devido a vermes ou tumores no intestino.

Sintomas de apendicite

O sintoma mais fácil identificação da apendicite é a dor abdominal. A dor é contínua e localizada ao lado direito do abdômen. A princípio é uma dor fraca, mas que aumenta até que se chegue a um quadro insuportável de dor.

Outro sintoma generalizado entre os que possuem o apêndice inflamado é a falta de apetite. Assim como febre, náuseas, vômitos, diarreia ou prisão de ventre, e apatia do paciente.

No quadro da apendicite o intestino para de funcionar, e então o sistema digestivo entra em colapso. Em quadros em que há a perfuração do apêndice, o abdômen do paciente apresenta-se rígido, e devido à dor sentida, não há a possibilidade de o paciente conseguir andar ou realizar simples movimentos.

O diagnóstico do paciente

Quando o órgão está inflamado em fase inicial, é muito difícil o paciente conseguir discernir como e em que região a dor está localizada, uma vez que esta começa a se manifestar na região do umbigo e do estômago.

Em casos em que há maior evolução dessa obstrução do apêndice, o diagnóstico é realizado pelo médico ao apalpar o abdômen do paciente e, para se ter certeza do quadro, são necessários ultrassonografia e tomografia computadorizada.

Tratamento da apendicite

Esta somente é possível por meio de cirurgia. Caso não ocorra o quadro cirúrgico o quanto antes, o paciente pode ficar em risco de morte.

<2>Fotos

ApendiciteApendicite
A apendicite é a inflamação do apêndiceA apendicite é a inflamação do apêndice
A dor mais comum é a abdominalA dor mais comum é a abdominal

Pesquisar
Artigos Relacionados