Açúcares Redutores

links patrocinados

Açúcares Redutores

Em química orgânica os açúcares redutores são substâncias que apresentam a função orgânica aldeído. São chamados assim porque são bons agentes redutores, doando elétrons (oxidando) em reações com os metais alcalinos. A capacidade de reduzir outras substâncias está ligada ao fato de que os açúcares redutores possuírem uma hidroxila livre em suas composições, ou seja, estas hidroxilas (OH) conseguem se unir a outras substâncias para reduzi-las.
Os principais açúcares redutores, também chamados de glicídios redutores, são a frutose, a lactose, a maltose e a glicose. A sacarose, ou seja, o açúcar comum, que adoça vários dos alimentos que consumimos, não é um açúcar redutor. No entanto, em algumas situações, como quando sofre uma hidrólise ácida, a sacarose pode gerar frutose e glicose que, por sua vez, são açúcares redutores.

Funções dos açúcares redutores no organismo

Os açúcares redutores possuem diversas funções no organismo humano. Os açúcares em geral possuem a função de gerar energia para as células e para o corpo como um todo. Tanto sacarose, quanto frutose ou lactose são importantes em várias reações químicas dentro das células. Por este motivo não é aconselhado retirar ou diminuir os níveis de consumo de açúcares redutores no organismo para não prejudicar seu funcionamento.
No entanto, o excesso de consumo de alimentos compostos essencialmente de açúcares também não é aconselhado, já que o excesso de açúcares redutores no organismo pode prejudicar o controle da produção de insulina, que é um hormônio que o corpo produz para regular os níveis de açúcar no sangue. Sendo assim, o jeito mais ideal de se consumir açúcares redutores é por meio da ingestão de alimentos naturais (frutas, legumes, carnes, entre outros)

A lactose e a intolerância de algumas pessoas

A lactose é um açúcar redutor dos que mais consumimos. Ela está presente em alimentos feitos a partir do leite animal. Atualmente há muitos alimentos que contém lactose e isso pode ser um problema. Há muitas pessoas que desenvolvem ou que nascem com uma intolerância a lactose que é, nada mais nada menos, do que a dificuldade que o organismo tem de digerir este açúcar redutor.
A intolerância a lactose pode causar diversos outros problemas no organismo humano. O desconforto abdominal interno é um dos principais sintomas de quem sofre com esta deficiência de seu organismo. O mais indicado para estas pessoas é a diminuição drástica do consumo de lactose. No entanto, para casos mais extremos, outros tratamentos podem ser mais eficazes.

A maltose

Um dos açúcares redutores mais conhecidos de quem aprecia uma boa cerveja. O malte, um dos componentes da cerveja é rico em maltose. A maltose é um açúcar redutor que está presente em diversos tipos de cereais e o malte é um deles. É comum encontrar maltose em pães e até em frutas (em pequenas quantidades).
A maltose possui função simplesmente energética no organismo humano. Seu excesso no organismo causa os mesmos efeitos que o excesso de qualquer outro açúcar redutor: perturba o equilíbrio e a produção de insulina pelo corpo. É por este e outros motivos que é necessário controlar o consumo de cerveja.

A insulina

A insulina é uma substância hormonal produzida pelo corpo para controlar os níveis de açúcares no sangue. Quando o equilíbrio é afetado, a pessoa pode produzir insulina em níveis insuficientes e adquirir diabetes. Por isso, em sua alimentação, procure manter o nível de consumo de açúcares redutores dentro do recomendado e você não terá problemas.

Pesquisar
Artigos Relacionados