Tire suas dúvidas sobre a vacina de HPV

links patrocinados

Tire suas dúvidas sobre a vacina de HPV

A partir do mês de março deste ano, todas a Unidades Básicas de Saúde – UBS, passaram a oferecer a vacina contra o HPV. No primeiro ano da campanha de vacinação contra o HPV, meninas de 11 a 13 anos estarão sendo vacinadas. No ano seguinte, a campanha abrangerá meninas de 9 até 11 anos. Já em 2016, a campanha é voltada para meninas a partir dos noves anos.

Vale ressaltar que esta vacina contra o HPV já é oferecida na rede privada há alguns anos. Por isso, tire suas dúvidas sobre a vacinação e entenda porque ela é tão importante para meninas e meninos e quais os problemas que ela ajuda a prevenir.

O que é o HPV e quem deve receber a vacina?

Tire suas dúvidas sobre a vacina de HPV Vacina de HPV

Antes de mais nada, é preciso entender que o HPV é um vírus e sua transmissão é feita através do sexo. Vale ressaltar ainda que o HPV é o grande responsável pela maioria dos casos de câncer de colo de útero, além de câncer na vagina, no pênis, de vulva e orofaringe. Além disso, o HPV é o grande responsável pelo aparecimento das terríveis verrugas genitais.

Existem dois tipos de vacina contra o HPV. A primeira delas é a quadrivalente, recomendada para meninas e também para meninos, com idades entre 9 e 26 anos. Já a bivalente, é recomendada para mulheres e meninas a partir dos 10 anos. Por outro lado, vale ressaltar que a vacina quando aplicada até os 15 anos, recebe uma melhor resposta imunológica no corpo.

Conheça a  vacina de HPV

Confira mais

É muito importante tomar a vacina contra o HPV, já que a maioria dos indivíduos, sejam eles mulheres ou homens, costumam ter contato com algum tipo do vírus depois de 2 anos de vida sexual ativa. Também é muito importante que os meninos recebam a vacina contra o HPV, para proteger contra o aparecimento de câncer de pênis, garganta, ânus e também contra as verrugas genitais. Além disso, os homens são os grandes responsáveis por transmitirem o vírus para as suas mulheres e parceiras, por isso, ao receber a vacina estarão automaticamente colaborando contra a redução do aparecimento do câncer de volver e de câncer de útero nas mulheres.

Confira a vacina de HPV

Qual a diferença entre as vacinas?

A vacina contra o HPV quadrivalente é composta pelos vírus 16 e 18, responsáveis pelo aparecimento do câncer de colo de útero e dos vírus 6 e 11, causadores das verrugas genitais. Já a vacina bivalente contra o HPV é composta apenas pelos vírus 16 e 18.

Pode-se dizer que o principal efeito colateral desta vacina é a dor no local onde a vacina foi aplicada. Além disso, pode ocorrer mal estra e febre nos primeiros dias.

Tire suas dúvidas sobre a vacina de HPV - saiba mais

Quem pode receber e deve receber a vacina?

A vacina contra o HPV deve ser e pode ser recebida por todos, mesmo os indivíduos que já iniciaram a vida sexual. Quem já teve HPV, também deve receber a vacina.

 

Lúpus – Tratamento e Sintomas

A doença Lúpus, é conhecida por ser uma doença auto-imune, ou seja, o portador da doença é atacado pelo próprio organismo. O sistema imunológico do individuo portador causa danos ao organismo. Ele ataca células saudáveis do corpo e com isto acaba por disseminar a doença em todo o organismo saudável.

Existem mais de uma forma de Lúpus, sendo elas a Lúpus Discóide, a Lúpus Sistêmico, Lúpus Vulgaris, Lúpus anticoagulante e a Lupus induzida por drogas. Elas agem de forma diferente e em diferentes áreas do corpo.

Tipos de Lúpus

A Lúpus Discóide, ou Lúpus eritematoso discóide, é a que acontece somente, e limitado, a pele, ela pode ser identificada através de inflamações cutâneas no rosto, pescoço e no couro cabeludo. Os casos de Lúpus discóide podem evoluir para Lúpus Sistêmico. Quase 10% dos casos gerais evoluem e podem afetar todos os órgãos e sistemas do corpo humano.

A Lúpus Sistêmico é mais grave que a Lúpus Discóide. Pois para alem de inflamações cutâneas, esta doença atinge os sistemas e órgãos do corpo. Diferentemente da Discóide que afeta apenas a pele. Pode comprometer órgãos vitais como coração, rins, pulmões e o sangue, o que compromete o sistema imunológico.

A Lúpus induzida por drogas é causada pelo uso continuo de algumas drogas especificas ou medicamentos. Ela possui sintomas semelhantes ao da Lúpus sistêmica e a lista de medicamentos que possuem drogas que podem causas Lúpus é grande, centenas de medicamentos comercializados estão nesta lista.

Sintomas

A Lúpus demonstra alguns sintomas muito semelhantes ao de outras doenças conhecidas. Isto faz com que o diagnostico precoce seja prejudicado. Alguns dos sintomas da Lúpus podem ser, Febre, mal-estar, inflamação nas articulações, inflamação pulmonar, dores no corpo, manchas avermelhadas, ulceras na boca e inflamação dos gânglios linfáticos. O diagnostico precoce pode ser feito por um medico.

Tratamentos

Para o tratamento de Lupus confirmado através de um diagnostico medico inclui o uso de antimaláricos, como no caso de lesões cutâneas disseminadas. As doenças auto-imunes demandam um tratamento muito cuidadoso, pois todo o sistema imunológico já esta comprometido. Portanto o uso de determinados medicamentos pode ser muito agressivo ao paciente. Alem do tratamento medicado existe também o tratamento psicológico e outras formas de tratamento. Para saber o tratamento correto um medico especialista deve ser consultado. Em caso de sintomas de Lúpus procure urgentemente seu medico.

GD Star Rating
loading...
Pesquisar
Artigos Relacionados