Tarifa de energia menor em 2014

links patrocinados

Tarifa de energia menor em 2014

A tarifa de energia elétrica, no Brasil, é definida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). O cálculo é feito para distribuidoras e transmissoras. O primeiro caso responde pelo valor que recebemos em nossas contas mensais de energia elétrica; o segundo, por sua vez, é cobrado pela utilização dos sistemas elétricos de transmissão.

Confira mais

Tarifa de energia menor em 2014 Tarifa de energia menor

Os valores que temos de pagar mensalmente são, como quase tudo em nosso país, considerados altos. Isso acontece por uma série de fatores, como a alta tributação e o desperdício energético. Recentemente, entretanto, o Governo Federal anunciou uma redução nas tarifas de energia elétrica, que já foi colocada em prática. Em 2014, existe a promessa de novas alterações nas tarifas de energia elétrica. Estas mudanças não dizem respeito, diretamente, a uma redução nos preços, mas a uma alteração profunda no sistema de cobrança que temos hoje.

Tarifa de energia

Tarifa de energia em 2014

De acordo com informações preliminares, em 2014 pode ser adotado um sistema conhecido como “tarifa branca”, já utilizado em países como Portugal, Chile, Espanha, Austrália e Inglaterra. O objetivo da ANEEL é racionalizar o consumo de energia elétrica no Brasil, adotando diferentes padrões de cobrança de acordo com os horários de consumo.

Confira Tarifa de energia menor em 2014

Como funciona a tarifa branca

A tarifa branca deve começar a valer já em março de 2014. Como toda inovação, o sistema tem causado alguma polêmica. Os críticos acreditam que, com isso, a tarifa de energia elétrica ficará ainda mais cara no país. Quem aprova a ideia, por sua vez, diz que o sistema irá estimular um uso racional da energia elétrica.

Este novo sistema de cobrança tem como base a tarifação diferenciada da eletricidade, que ficará mais cara nos chamados “horários de pico” e mais barata em outros momentos. Estas faixas de preço têm sido chamadas de “postos tarifários”. O posto de ponta, que corresponde ao horário de pico, acontece entre segunda e sexta-feira, das 18h às 21h.

Entre 17h e 18h e entre 22h e 23h acontece o chamado posto intermediário, com uma tarifa menor do que a do horário de pico. Por fim, nos horários restantes, a tarifa será mais baixa do que a atual. Aos sábados, domingos e feriados nacionais, valerá a menor tarifa.

Confira Tarifa de energia menor em 2014

Redução na conta de luz em 2014

A ANEEL não divulgou os custos de cada um dos postos tarifários. Entretanto, de acordo com os diretores da agência, quem souber racionalizar o consumo, deixando as atividades mais dispendiosas – como banho, por exemplo – para os horários baratos, poderá economizar até 45% do valor atual da conta de luz, sem alterar a quantidade de energia consumida. Esta seria uma redução relevante para muitas famílias, que têm na conta de luz uma das maiores vilãs do orçamento. Por outro lado, quem gasta muito no horário de pico pode ter um aumento considerável na conta no final do mês.

De acordo com a ANEEL, a adesão ao sistema da tarifa branca será opcional e válida apenas para os chamados “consumidores de baixa tensão”, ou seja, residências e comércios de menor porte.

Pesquisar
Artigos Relacionados