Pubalgia – sintomas e tratamento da Pubalgia

links patrocinados

Pubalgia - sintomas e tratamento da Pubalgia

Pubalgia – sintomas e tratamento da Pubalgia

Sobre a Pubalgia – sintomas e tratamento da Pubalgia

Toda e qualquer dor quer dizer que alguma coisa não está funcionando direito em nosso organismo ou que estamos com problemas nos músculos. Algumas destas dores são mais difíceis de serem diagnosticadas, como é o caso da pubalgia.

A pubalgia consiste em uma dor inguinal crônica ou dor púbica. Em termos claros, é a famosa dorzinha que dá na região da bacia ou até mesmo nas coxas. Geralmente, isso ocorre mais em homens, devido às atividades físicas mais intensas.

Sintomas da Pubalgia

Existem diversos sintomas que podem ser diagnosticados como pubalgia. Alguns deles: dor na região púbica, principalmente ao levantar, sentar e ao tossir; aumento da dor com exercícios de alta intensidade, como a corrida; sensação de ardor na região da virilha; espasmos; diminuição da amplitude de movimentação do quadril; e possível dor lombar.

Deve-se fazer o exame médico o mais rápido possível, principalmente para se descartar algumas outras doenças como a prostatite, a infecção urinária, a fratura por stress e ainda a hérnia inguinal, a qual é comumente confundida com a pubalgia.

Tratamento da Pubalgia

O tratamento para combater a pubalgia é um tanto quanto conservador. O paciente deve ficar em repouso completo, com a ingestão de anti-inflamatórios e com aplicações de compressas de gelo por quinze minutos no local onde está doendo. Também é indicado o alongamento leve dos músculos abdominais para diminuir o problema. Em casos extremos, alguns médicos recorrem à cirurgia.

Por isso, com qualquer sintoma da pubalgia, vá até o médico realizar os exames para iniciar o tratamento o mais rápido possível e ter uma recuperação mais rápida. Cuide de sua saúde, mas não exagere demais nos exercícios físicos.

Resfriado - tratamento e sintomas do Resfriado

Resfriado – tratamento e sintomas do Resfriado

Sobre o Resfriado

Está com dores de cabeça ou garganta, sensação de cansaço e espirrando com freqüência? Você pode estar resfriado! Infecção respiratória do trato superior, o resfriado é considerado uma das doenças que atingem mais pessoas no mundo. A boa notícia é que ele dura no máximo uma semana.

Vírus do Resfriado

Embora causado por pelo menos três tipos diferentes de vírus, alguns cuidados podem ser tomados para evitar o resfriado. Um dos motivos que favorecem o desenvolvimento da infecção é a baixa imunidade. Estresse emocional e cansaço, por exemplo, podem diminuir a defesa do organismo e facilitar com que você seja pego de surpresa pelo vírus.

Sintomas do Resfriado

E aí surgem os sintomas, como secreção nasal, espirros, dor de garganta, rouquidão e aquela dor de cabeça. Para quem já teve algumas dessas sensações e desconfia estar com um “belo” resfriado, a dica principal é ingerir bastante líquido. Água e sucos são recomendados. Chás com limão e mel, bem como soluções de água morna e salgada também entram na lista. Quanto mais o corpo estiver bem hidratado, menor a irritação na garganta e o ressecamento do nariz.

Recomendações importantes no Resfriado

Outra recomendação importante quando estiver com resfriado, é fazer uso de um spray nasal, que pode aliviar a sensação de entupimento do nariz. Vitaminas C podem ajudar, mas não curam efetivamente a doença. Os fumantes devem evitar entrar em contato com o cigarro nesse período, já que isso pode aumentar a irritação na garganta.

Tratamento do Resfriado

É importante ainda ressaltar que o resfriado é diferente de uma gripe. Por isso, antes de sair à compra de remédios, verifique com seu médico o que significam seus sintomas e qual o tratamento correto. Para qualquer uma das infecções, reservar um momento para descanso sempre é recomendado.

insuficiencia cardiaca

Insuficiência Cardíaca

Sobre a Insuficiência Cardíaca

É de suma importância que todas as pessoas consultem um médico regularmente, apenas para checar se está tudo funcionando corretamente no organismo e averiguar seu condicionamento físico. A consulta ao médico evita sérios problemas e cada especialista é responsável por diagnosticar o paciente.

Insuficiência Cardíaca no Brasil

Um dos problemas que ataca aproximadamente 6,5 milhões de pessoas no Brasil é a Insuficiência Cardíaca. Este é o termo utilizado para diagnosticar situações, nas quais o coração não está capacitado totalmente para manter as necessidades circulatórias das pessoas.

Vale ressaltar que a insuficiência cardíaca não se trata de alguma doença só, mas geralmente uma fase final de alguma outra doença do coração, principalmente aquelas que diminuem a força de contração do músculo do coração.

Sintomas da Insuficiência Cardíaca

Os sintomas da insuficiência cardíaca podem ser a falta de ar e o inchaço. O primeiro sintoma começa quando a pessoa faz grandes esforços, depois aos médios e, no final, quando a pessoa sente falta de ar mesmo em repouso. Com o tempo, este sintoma pode fazer com que o paciente tenha falta de ar enquanto estiver deitado. O inchaço tem início nas pernas e no fígado, provocado pelo acúmulo de líquidos nesses órgãos e membros.

Diagnóstico – Insuficiência Cardíaca

O diagnóstico é realizado através de exames clínicos e complementares. Há a necessidade de se tratar a doença que primeiro originou a insuficiência cardíaca. Além disto, reduz-se também a ingestão do sal, junto com a medicação de remédios diuréticos. Isto tudo ajuda o paciente a ter uma vida mais longa e saudável. Por isso, fique atento e consulte seu médico anualmente.

GD Star Rating
loading...
Pubalgia - sintomas e tratamento da Pubalgia, Nota: 3.9 de 5 com 8 votos
Pesquisar
Artigos Relacionados