Novas cédulas de R$2 e R$5: mudanças

links patrocinados

Novas cédulas de R$2 e R$5: mudanças

O dinheiro surgiu juntamente com uma das primeiras evoluções do comércio, este, era realizado através do escambo, a prática do escambo se consiste na troca de objetos, como por exemplo, ocorreu no Brasil Colônia, quando os portugueses trocavam suas bugigangas (espelhos, escova, entre outros) por trabalho braçal indígena. Entretanto, nem sempre uma pessoa queria dar a sua galinha em troca de trigo, pois esta também fazia plantio deste, ou então não o utilizava, assim, surgiu o dinheiro, pela necessidade de haver um intermédio comum entre os comerciantes.
O primeiro material que foi utilizado como dinheiro foi o ouro, seguindo este para a prata e outros metais, entretanto, estes foram se tornando escassos e utilizados para outros fins, surgindo assim à nota, que atualmente é o dinheiro mais utilizado em todo o mundo.

Novas Cédulas do Real

Novas cédulas de R$2 e R$5: mudanças Novas cédulas de dinheiro

As novas células foram criadas com dois intuitos distintos, o de renovar as notas do mercado, pois as antigas já estavam bastante surradas (rasgadas, sujas, escritas, desenhadas, entre outros), sendo estas desvalorizadas mercadologicamente, pois existem várias desconfianças quando pegamos uma nota toda violada, sendo, na maioria das vezes, impossível verificar a legitimidade desta, pois as marcas d’água existentes estão degradadas. Para suprir a demanda recorrente de trocar as notas devido ao seu estado físico, as novas cédulas passaram por um tratamento químico, com a finalidade de aumentar a vida útil destas.

Conheça mais sobre as Novas cédulas de R$2 e R$5: mudanças

Conheça mais sobre as Novas cédulas de R$2 e R$5: mudanças

O outro fator, que é inclusive, o de maior importância, é a modificação no tamanho das notas para que os deficientes visuais possam identificar qual nota estão manuseando, para realizar esta mudança a lógica utilizada é o aumento do tamanho das cédulas, na proporção que estas aumentam de valor, sendo assim, a nota de cem reais é a maior delas e a de dois reais a que obtém menor área.

Sobre as Novas cédulas de R$2 e R$5: mudanças

Novas Cédulas de R$ 2 e R$ 5: Mudanças

O projeto para a renovação das cédulas do dinheiro brasileiro começou no ano de 2010, com as notas de 50 e de 100 reais, a segunda etapa do processo se deu em 2012 com as notas de 20 e de 10 reais. Todas estas, permaneceram com as suas cores originais, havendo, portanto principal mudança no tamanho das notas, enquanto as cédulas de 10, 20, 50 e 100 reais foram aumentadas, a de 5 e de 2 tiveram pequena diminuição. Outro detalhe que foi alterado em algumas notas, foi à implementação de uma barrinha, estando está na vertical ou horizontal, nas novas cédulas de R$ 2 e R$ 5.
O Banco Central pede para que, principalmente ou comerciantes, tenham muito cuidado ao manusear as novas cédulas, pois como estes ainda não estão habituados com as novas marcas d’água, se torna mais fácil cair em golpes de falsificação de dinheiro.

Mudanças nas novas cédulas de dinheiro

O Dinheiro Famoso

Uma prática que se tornou bastante comum, durante ainda as monarquias, foi a de saldar seus líderes, através de estampas em bandeiras, obras de arte como esculturas e pinturas, composições musicais e de livros, entre as demais formas de bajulação. De alguns bons tempos para cá, a nova onda do “puxasaquismo” é estampar políticos nas cédulas, como Abraham Lincoln e Benjamin Franklin que já serviram de estampa para o dólar.

Pesquisar
Artigos Relacionados