Glaucoma: sintomas e tratamento

links patrocinados

Glaucoma: sintomas e tratamento

O glaucoma é uma doença ocular bastante comum que, se não for tratada de maneira correta, pode até mesmo levar à cegueira. O problema é causado por um aumento na pressão interna do olho, que lesiona o nervo ótico. Isso, como consequência, prejudica a visão.

Tipos

Glaucoma: sintomas e tratamento Glaucoma

Há tipos diferentes de glaucoma. Na maioria dos casos, cerca de 80%, a doença é conhecida como glaucoma crônico simples. Essa variação acontece, geralmente, em adultos com mais de 40 anos, podendo ser assintomático. Outro tipo é o glaucoma secundário, que decorre de outros problemas, como catarata e diabetes. Por fim, há uma forma rara de glaucoma congênito, que afeta bebês recém-nascidos.

Glaucoma: sintomas

Sintomas do glaucoma

Em seu estágio inicial, o glaucoma não apresenta sintomas claros. A perda de visão decorrente da doença começa a se manifestar já em sua fase avançada, tendo como sintoma inicial o prejuízo da visão periférica. Aos poucos, o campo visual vai ficando mais estreito, até que o paciente perca completamente a visão.

Na grande maioria dos casos, o glaucoma começa a ser uma preocupação após os quarenta anos de idade. Entretanto, a doença pode acometer pessoas de qualquer faixa etária.

Glaucoma:  tratamento

Diagnóstico e tratamento

Para fazer um diagnóstico correto do glaucoma, o melhor procedimento recomendado é o exame de fundo de olho. O histórico familiar também é muito importante para auxiliar no diagnóstico.

O tratamento inicial para o glaucoma é feito através da utilização de colírios. Em situações emergenciais, podem ser utilizados medicamentos de via oral. Dependendo do tipo de glaucoma, principalmente aqueles que derivam de outras doenças, é preciso tratar o problema originário. Com o tratamento, a pressão no interior do olho é reduzida e, por consequência, o problema visual deixa de existir.

No caso do glaucoma secundário, que surge a partir de outras doenças, a utilização de colírios é feita por um período curto de tempo, até que a pressão se normalize. No caso do glaucoma crônico, entretanto, é preciso utilizar colírios por toda a vida. A doença não tem cura, mas pode ser perfeitamente controlada com o uso disciplinado da medicação. Em alguns casos, desde que haja recomendação médica, é possível fazer cirurgias para correção do problema.

Glaucoma: sintomas e tratamento - saiba mais

Cuidados

Há alguns cuidados que podem ser tomados em relação ao glaucoma, tanto para quem já foi atingido pela doença quanto por aqueles que desejam se prevenir. No segundo caso, é ideal consultar um oftalmologista regularmente, especialmente depois dos 35 anos de idade. O diagnóstico precoce é uma das melhores maneiras de se tratar o glaucoma.

Para quem precisa do tratamento contra o glaucoma, é preciso ter muita disciplina. Por se tratar de uma doença assintomática em alguns estágios, é muito comum que alguns pacientes abandonem o tratamento, por julgar que estão curados. Há também quem deixe de comprar os remédios, que são caros, e acabem tendo seus quadros agravados posteriormente.

O glaucoma é uma doença que tem sintomas bem específicos, sendo de fácil diagnóstico. Se você apresentar quaisquer destes sintomas, entre em contato com seu oftalmologista.

Pesquisar
Artigos Relacionados