Final da Libertadores 2009

links patrocinados

Final da Libertadores 2009

Final da Libertadores de 2009

A Copa Libertadores da América de 2009 teve como vencedor o clube Club Estudiantes de La Plata. Em segundo lugar ficou o Cruzeiro Esporte Clube, do Brasil. Esta foi a edição e número 50 da competição e teve o patrocínio do banco Santander, que ganhou lugar no nome do torneio, que passou a ser chamado de Copa Santander Libertadores. Uma das competições mais emocionantes do mundo e que reúne os maiores craques do futebol sul-americano, a Copa Libertadores da América é sempre uma garantia de espetáculo.

As finais da Copa Libertadores da América 2009 aconteceram em 8 e 15 de julho, tendo como finalistas os clubes Cruzeiro, do Brasil, e Estudiantes, da Argentina. O primeiro jogo, de ida, ficou no 0 a 0. O Estudantes levou a melhor no jogo de volta, fazendo um placar de 2 a 1 em cima do Cruzeiro e levando o caneco de campeão. A vitória permitiu ao Estudiantes entrar para a competição do Campeonato Mundial de Clubes da FIFA de 2009, onde passou de fase até perder por 2 a 1 na final para o Barcelona.

Participação brasileira

Jogos da Libertadores 2009

O Brasil foi para a Copa Libertadores da América 2009 representado por cinco equipes: Palmeiras, São Paulo, Grêmio, Cruzeiro e Sport. Destes, apenas Grêmio, São Paulo, Cruzeiro e Palmeiras passaram para as quartas-de-final. Na fase seguinte, caíram São Paulo, que levou a pior em um confronto com o Cruzeiro, e o Palmeiras, que perdeu para o Nacional do Uruguai. Nas semifinais, houve um confronto entre Grêmio e Cruzeiro, onde o time mineiro levou a melhor por 3 a 1 no jogo de ida e mantendo um empate por 2 a 2 no jogo de volta. Chegou à final contra o Estudiantes onde foi derrotado.

Artilharia e curiosidades

Final da Libertadores

O artilheiro da Copa Libertadores da América foi Mauro Boselli, do campeão Estudiantes, que marcou oito vezes em todo o torneio. Palmeiras e Grêmio tiveram marcadores empatados na terceira posição: Keirrison e Souza fizeram ambos seis gols durante toda a Copa Libertadores da América 2009.

Esta foi a quarta vitória do Estudiantes na Copa Libertadores da América. Antes, já havia vencido em três anos seguidos, em 1968, 1969 e 1970. Possui seis títulos do Campeonato Argentino e as conquistas da Copa Intercontinental de 1969 e da Copa Interamericana do mesmo ano.

Surto de gripe abala o México

Times da Libertadores 2009

Por conta do surto de gripe A (H1N1) que assolava o México durante a Copa Libertadores da América de 2009, os jogos de ida dos times mexicanos não puderam ser realizados em seus estádios. Nos casos dos confrontos entre San Luis contra Nacional e Guadalajara contra São Paulo seriam definidos cada um em um único jogo em Montevidéu e São Paulo, respectivamente. Seriam feitas disputas por pênaltis em caso de empate e a passagem ou não dos times seria definida naquela própria data. No entanto, os clubes mexicanos não concordaram com esta mudança, e anunciaram sua retirada do torneio, dando ao São Paulo e ao Nacional passagem livre para as quartas-de-final da competição.

Libertadores Copa Libertadores da America

Pesquisar
Artigos Relacionados