Bancários SP

links patrocinados

Bancários SP

Os bancários fazem parte de diferentes organizações e sindicatos em busca da defesa de seus direitos, como, por exemplo, horas adequadas de trabalho, porcentagem de reajuste de salário digna, benefícios extras como férias e décimo terceiro, bem como questões de previdência social e outras providências relacionadas aos direitos dos seus familiares (dependentes financeiros).

Por ser um setor que influencia todos os outros (ou seja, quando os bancos entram em greve, afeta o recebimento de salários, os pagamentos de débitos em geral, o acesso a sua conta bancária no sentido de fazer grandes transferências ou ainda recebimentos, entre outras atividades), quando existe uma greve dos bancários (como a última, que acabou na segunda semana do mês de novembro no ano de 2011), isso acaba deixando toda economia em passos lentos.

Defesa da classe

Um exemplo de órgão que contribui para a defesa desses direitos, bem como de manutenção da qualidade dos próprios funcionários e a divulgação de informações pertinentes sobre a classe são os sindicatos. Responsáveis por organizar manifestações, publicar panfletos e jornais sobre a situação atual dos bancários, bem como abrir espaço para o debate sobre modos estratégicos de atuação, os sindicatos iniciaram suas atividades a partir dos anos sessenta, porém ganhando forma realmente na década seguinte e sendo popular realmente na década de oitenta.

Foi nesse período que surge a Central Única dos Trabalhadores (CUT), o Diretório Central dos Estudantes (DCE) e outros órgãos que hoje fazem parte da história na luta por igualdade entre todos os indivíduos, bem como uma reflexão política contrária a atitudes de privatizações, empresas multinacionais com salários baixos, etc. O Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e região, por exemplo, é um dos mais antigos do país em atividade, tendo sido criado no ano de 1923 e até hoje é referência de atuação de protestos.

Mais informações

Representando quase cento e quarenta mil funcionários de banco, o Sindicato está presente em dezessete cidades diferentes (entre elas São Lourenço da Serra, Barueri, Embu, Vargem Grande Paulista, Cotia, além das duas principais mencionadas no próprio nome). Segundo dados do próprio Sindicato, toda a região envolvida chega a ter quatrocentos e trinta mil funcionários (sendo que cento e trinta e oito mil desses são sindicalizados) e representam um quarto de todos os trabalhadores em bancos.

Além da luta pelo salário, o Sindicato também oferece benefícios como convênios com diferentes instituições (de saúde, lazer, etc.) para os conveniados e seus dependentes, assistência sobre seus direitos e em caso de demissão, descontos em eventos culturais, bem como a sensação de união entre os profissionais. Para se sindicalizar, basta entrar no site oficial e obter mais informações sobre que tipos de documentos é necessário, bem como preencher um formulário de inscrição de adiantamento e depois visitar a sede do sindicato mais próxima (também há uma listagem dos endereços e telefones na página do Sindicato). Caso prefira conversar com um sindicalizado antes, o site oferece também uma lista de funcionários em bancos específicos que representam o órgão, dessa forma é possível ver quais os benefícios de ser sindicalizado.

Fotos

Confira Fotos dos Bancários SP:

Bancários SPBancários SP
Sindicato dos Bancários de SPSindicato dos Bancários de SP
Os bancários sindicalizados lutam por melhorias do trabalhoOs bancários sindicalizados lutam por melhorias do trabalho

Pesquisar
Artigos Relacionados