Aikidô – História, técnicas e estilos do Aikidô

links patrocinados

Aikidô – História Técnicas e Estilos do Aikidô

A escolha de uma modalidade esportiva específica pode mostrar muito sobre a personalidade de uma pessoa. A formação cultural pode ser um fator tão determinante quanto qualquer outro para influenciar as preferências na área do esporte para qualquer um. Afinal, existem diversas opções de esportes, as quais são extremamente diferentes entre si.

Com relação às variações culturais, quem tem mais contato com detalhes da cultura japonesa pode acabar seguindo essa tendência. O Brasil é um dos grandes mercados para a produção de animes (desenhos animados) e mangás (histórias em quadrinhos). Por ter esse contato, o qual normalmente começa na infância, os fanáticos pela cultura japonesa podem tentar aprender um pouco mais sobre isso.

O aikidô é uma arte marcial criada em 1920 no Japão. Ela foi desenvolvida pelo mestre Morihei Ueshiba, conhecido pelos praticantes do aikidô como ô-sensei (o grande mestre).

Técnicas do Aikidô

As técnicas do aikidô foram desenvolvidas através da assimilação de uma série de outros estilos de artes marciais, como o daito-ryu aikijujutsu,o kenjutsu e o jojutsu.

Basicamente, oaikidô utiliza toda a força do oponente contra ele mesmo, com uma técnica apurada que exige o mínimo de esforço por parte dos seus praticantes. Para os ocidentais é praticamente como se fosse uma “defesa pessoal”.

Significado de Aikidô

O termo aikidô significa harmonia (ai), energia (ki) e caminho (dô). Esta é uma arte marcial onde não existe disputa e ela alia sentimentos de cooperação e fraternidade. A prática também inclui algumas armas de madeira.

Apesar de existir essa tradução parcial das sílabas da palavra, não existe um significado literal traduzido do japonês para o português. Por mais que se tente, muito do sentido pode ser perdido caso fosse divulgado um nome oficial para essa prática no Brasil. Além disso, o contato cultural passa a ser mais efetivo quando se adota o nome original da atividade.

Os praticantes de aikidô aprendem com seus mestres a nunca recuar em um combate, eles se especializam na torção de membros superiores para fazer com que seus inimigos desistam do ataque.

Estilos de Aikidô

Aikikai (principal modalidade), Iwama (estilo tradicional com enfase na luta armada e não-armada), Shin Shin Toitsu Aikido (técnicas muito sutis), Shodokan (único estilo onde a competição é valida), Yoshinkan (estilo mais viril), Yoseikan Budo (fusão de caratê, judô e kobudo), Shin’ei Taido e Korindo.

Para conhecer mais sobre todas as especificidades desse esporte e o seu desenvolvimento histórico tanto no Japão quanto no Brasil, basta fazer uma rápida busca na internet. Com isso, o internauta pode acabar se encantando com o contexto da prática antes de experimentar a prática, o que facilita o desenvolvimento da atividade.

8 razões para visitar o Japão

Se está com dúvidas sobre qual viagem fazer nas próximas férias fora do Brasil, confira 8 razões para visitar o Japão.

As vantagens de se conhecer Tókio e outros centros urbanos

8 razões para visitar o Japão Conheça as 8 razões para visitar o Japão

1 – Tókio: sendo uma das capitais mais importante no mundo, ao lado de cidades como Londres e Nova York, Tókio é propriamente uma das 8 razões para visitar o Japão. Além de centro financeiro, Tókio é um verdadeiro exemplo de planejamento e de desenvolvimento global, sendo uma das capitais mais visitadas por estrangeiros em todo o planeta.

2 – Condições urbanas: apesar de ser um país pequeno com uma grande concentração de pessoas, os centros urbanos são limpos e com um sistema de transporte eficiente. Na lista das 8 razões para visitar o Japão, nada melhor do que pegar um trem na hora ou andar por uma rua limpa, lembrando que não há garis, sendo cada um responsável pela higienização de seu pedaço de via pública.

Confira as 8 razões para visitar o Japão

8 razões para visitar o Japão: gastronomia e cerejeiras

3 – Gastronomia: a culinárias japonesa é muito apreciada pelo mundo todo, sendo que por qualquer cidade que passados há um restaurante servindo sushis e outros pratos típicos. Entretanto, uma das 8 razões para visitar o Japão é que não há experiência maior na área da gastronomia do que provar uma legítima barca de sushi e sashimi ou receitas mais exóticas como o lámen, sukiyaki, manju, mochi e o gyudon.

4 – Festa das cerejeiras: é na primavera que ocorre um dos fenômenos mais bonitos dentro de certas regiões do país, o florescimento das flores da árvore cerejeira. Na lista das 8 razões para visitar o Japão, as ruas se tornam um espetáculo de cores e existem até mesmo festivais dedicado a esse acontecimento.

Japão

Cultura milenar e tradição dos animes

5 – Cultura: ao mesmo tempo que as áreas urbanas são globalmente industrializadas, o Japão também é um grande conservador de sua cultura. Entre as 8 razões para visitar o Japão é interessante visitar algumas das construções seculares presentes pelo país, como é o caso do templo Kofukuji e os templos antigos de Kyoto.

6 – Terra dos Pokémons: além do famoso desenho Pokémon, uma das 8 razões para visitar o Japão é a sua intensa produtividade em animes que vendem para o mundo tudo. Os otakus e fãs de plantão vão encontrar bastante produtos relacionados ao assunto nas prateleiras, além de lojas especializadas e, claro, vários eventos temáticos e de cosplay nas cidades maiores.

As 8 razões para visitar o Japão

8 razões para visitar o Japão: neve e comprast

7 – Inverno: além das flores da primavera, o inverno também pode ser aproveitado e até entra no ranking das 8 razões para visitar o Japão. Fazer uma visita ao monte Fuji, praticar ski e até mesmo andar de snowboard estão entre as sugestões do pacote.

8 – Compras: além de tudo isso, o Japão também pode ser muito interessante para quem deseja fazer compras, possuindo desde centros de departamento a até lojas luxuosas. Aproveite também as últimas tecnologias disponíveis.

Pesquisar
Artigos Relacionados