Vestibular FBDC

links patrocinados

Vestibular FBDC

Vestibular FBDC

Sobre o Vestibular FBDC

A Fundação Bahiana para o Desenvolvimento das Ciências é a criadora da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Hoje, a Escola é uma das mais conceituadas instituições de ensino da saúde do Estado, oferecendo cursos em várias áreas da medicina. É uma instituição privada que abre vestibular em todos os semestres.

O vestibular da FBDC é um pouco diferente dos demais vestibulares do Brasil. Ele é composto de provas que já tem ligação com a área da saúde. É chamado de Processo Seletivo Formativo (PROSEF). Para os cursos de Psicologia, Fisioterapia, Biomedicina, Enfermagem e Odontologia, o primeiro momento do Processo Seletivo Formativo, não é uma prova e sim uma dinâmica de grupo. Apenas para Medicina que o Candidato precisa realizar uma prova antes de partir para o PROSEF.

Dinâmicas

Num primeiro, os inscritos são convidados a deixa o stress e a ansiedade de lado e reunir-se em uma dinâmica de grupo que promove a interação entre os futuros colegas de curso. Após este momento, todos assistem a um filme, onde são convidados a analisar sob a ótica da atuação de um profissional de saúde.

Na última parte do PROSEF, o candidato recebe um caso clínico fictício, onde, a partir das instruções dos professores, os próprios estudantes atuam na interpretação de cada profissional de saúde e na dramatização da situação clínica. Este tipo de atividade busca o aluno capaz de ser um multiprofissional.

Provas

Após toda essa dinâmica, os candidatos classificados fazem uma prova de redação eliminatória que compreende em uma produção de texto dissertativo-argumentativo, em forma de prosa, a partir de um argumento dado.

Já a prova discursiva é classificatória e consiste em conhecimentos contemporâneos em biodiversidade, ecologia, novos mapas sócios e geopolíticos, arte e filosofia, políticas públicas, educação, habitação, saúde e segurança, redes sociais e sustentabilidade (setor público, privado, terceiro setor), relações interpessoais (respeito/ética, cuidado, consideração e convivência), vida urbana e rural, inclusão x exclusão (inclusive digital), cidadania, diversidade, violência, terrorismo, avanços tecnológicos e relações de trabalho.

Para o curso de Medicina, a prova discursiva cobra saberes das Ciências da Natureza (Física, Química e Biologia) e da Matemática, com abordagens da vida cotidiana e enfoque em aspectos ligados à saúde.

 

vestibular medicina

Vestibular Medicina

Sobre o Vestibular Medicina

Todos os anos milhares de adolescentes – e alguns não tão adolescentes assim – resolvem fazer o vestibular. Alguns sem um rumo certo, outros com a certeza do que querem desde pequenos. E a grande maioria dos candidatos opta por um curso bem tradicional: o de Medicina.

Seja pelo dom da profissão e de salvar vidas, seja pela vontade e pelo orgulho da família de ter um doutor, o fato é que os vestibulares para Medicina estão lotados de candidatos. A concorrência deles é sempre maior do que em outros cursos (a não ser em exceções) e chega a ser de mais de 50 por vaga. E olha que isto não acontece somente em universidades públicas. As particulares também estão neste mesmo estado.

O problema é que muitos escolhem ser médicos, mas nem pensam o que isto de fato significa. Não procuram conhecer melhor a profissão, saber que matérias são lecionadas na faculdade, etc. Se este é o seu caso, leia o restante deste artigo.

Curso – Vestibular Medicina

Os cursos de Medicina podem variar de escola para escola. Mas basicamente eles possuem três fases: ciclo básico (que dura dois anos), ciclo clínico (a partir do terceiro ano) e o internato.

O ciclo básico é quando o aluno conhece a teoria que embasa a prática. São lecionadas matéria como anatomia humana, histologia, bioquímica e fisiologia. O corpo humano e seu funcionamento também é apresentado neste período.

O ciclio clínico vai até o quarto ano e o aluno passa a ter os primeiros contatos com o hospital e com pacientes. Uma das disciplinas é a propedêutica clínica e cirúrgica. É também nesta fase que o acadêmico passa pelas diversas especialidades médicas que existem.

Já o internato é quando o futuro médico passa os dias no hospital, participa de atividades ambulatoriais, de emergência e cirúrgicas. Tudo sob a supervisão dos professores.

Depois disto tudo, ele precisa fazer a residência, escolhendo a especialidade médica que pretende seguir. O tempo da residência dura conforme a opção do estudante.

Campo de Atuação – Vestibular Medicina

Engana-se quem pensa que médico resume-se aos cirurgiões e clínicos gerais. Hoje em dia, com as novidades tecnológicas, há diversas áreas médicas que não existiam antes, como a Imagenologia, Genética Médica e Medicina Ortomolecular.

O médico também pode atuar no campo de pesquisa, pesquisando a cura e novos remédios para diversas doenças.

E ainda existe a opção de seguir a carreira humanitária, fazendo parte de associações internacionais, como a Cruz Vermelha e a Médicos Sem Fronteiras.

GD Star Rating
loading...
Pesquisar
Artigos Relacionados