Piso salarial em São Paulo

links patrocinados

Piso salarial em São Paulo

Piso salarial em São Paulo

Os pisos salariais podem ser definidos por lei ou por Convenções Coletivas de Trabalho que são realizadas entre a empresa empregadora e seus funcionários. Quando são definidos por lei, os pisos salariais abrangem determinadas categorias profissionais que não têm Convenções Coletivas, e terão de ser respeitadas por todo o Estado em que a lei foi aprovada durante todo seu período de vigência.

A empresa que não respeitar o valor de salário mínimo a ser pago ao profissional e que está estipulado e definido na lei, poderá ter problemas com relação a isso. Portanto, se você emprega funcionários nestas categorias e em outras fique atento à legislação trabalhista e o valor mínimo a ser pago mensalmente pelos serviços de seus colaboradores. Caso o salário de seus colaboradores esteja acima do estipulado, você poderá fazer o reajuste ou conservar o que já está pagando ao profissional.

Lei 14.693/2012

A Lei 14.963/2012 foi aprovada para modificar os pisos salariais dos trabalhadores de três categorias trabalhistas distintas e entrou em vigor a partir de março de 2012 com os devidos reajustes realizados. Esta lei foi feita para definir o piso salarial dos profissionais que não têm convenções coletivas de trabalho para registrar o valor mínimo para ser pago aos profissionais. Não entram nesta lei os profissionais que atuam em órgãos municipais, estaduais ou federais, que são contratados mediante aprendizagem e que possuam convenção coletiva de sua categoria.

Valor Piso salarial em São Paulo

Primeira categoria a ter seu piso salarial modificado

O valor mínimo a ser pago aos profissionais que estão lotados nesta categoria é R$690,00 e os trabalhadores são: empregados não especializados do comércio, da indústria e de serviços administrativos, trabalhadores agropecuários e florestais, mensageiros, pescadores, trabalhadores de movimentação e manipulação de mercadorias e materiais, trabalhadores de serviços de limpeza e conservação, motoboys, auxiliares de serviços gerais de escritório, cumins, barboys, serventes, trabalhadores domésticos, lavadeiros, trabalhadores de serviços de manutenção de áreas verdes e de logradouros públicos, ascensoristas e trabalhadores não especializados de minas e pedreiras;

Segunda categoria que teve seu piso definido pela lei 14.693/2012

A segunda categoria definida por lei a ter seu piso reajustado por todo o estado de São Paulo teve o piso salarial definido em R$ 700,00. Os trabalhadores que pertencem a esta categoria são: operadores de máquinas e implementos agrícolas e florestais, datilógrafos, atendentes e comissários de serviços de transporte de passageiros, operadores de instalações de processamento químico e de máquinas da construção civil, tintureiros, barbeiros, operadores de telefone e de “telemarketing”, classificadores de correspondência e carteiros, vendedores, chapeadores,trabalhadores de costura e estofadores, “barmen”, pintores, vidreiros e ceramistas, pedreiros, trabalhadores de preparação de alimentos e bebidas, de fabricação e confecção de papel e papelão, trabalhadores em serviços de proteção, dedetizadores, cabeleireiros, manicures e pedicures e segurança pessoal e patrimonial.

São Paulo - piso salarial

Além de trabalhadores de serviços de turismo e hospedagem, tingidores, trabalhadores de curtimento, garçons, cobradores de transportes coletivos, soldadores, montadores de estruturas metálicas, fiandeiros, tecelões, joalheiros, ourives, operadores de máquinas de escritório, encanadores, de mineração e de cortar e lavrar madeira, montadores de máquinas, digitadores, telefonistas, mestres e contramestres, marceneiros, trabalhadores em usinagem de metais, ajustadores mecânicos, e supervisores de produção e trabalhadores de redes de energia e de telecomunicações, manutenção industrial.

Terceira categoria de trabalhadores a ter seu piso salarial disposto em lei

A terceira, e última, categoria disponível na ler 14.693/2012 com vigência desde março de 2012 está pagando a seus profissionais o valor de 710 reais pelo piso salarial. E abrange os trabalhadores das seguintes profissões: agentes técnicos em vendas e representantes comerciais, supervisores de compras e de vendas, operadores de estação de rádio e de estação de televisão, de projeção cinematográfica, trabalhadores de serviços de higiene e saúde, chefes de serviços de transportes e de comunicações, administradores agropecuários e florestais, de equipamentos de sonorização.

SP - piso salarial Piso salarial em São Paulo - em quanto está

Piso salarial

Confira um vídeo sobre as discussões acerca do novo piso salarial em São Paulo

Pesquisar
Artigos Relacionados