Guia de Carreiras – Logística

links patrocinados

Sobre Guia de Carreiras – Logística

Guia de Carreiras – Logística

Disposição e flexibilidade para trabalhar em horários pouco convencionais são pré-requisitos para quem deseja atuar com logística. Estes profissionais são responsáveis por administrar recursos e materiais de diversas empresas, como atacadistas, distribuidoras e fábricas, por exemplo. Quem atua com logística precisa lidar com armazenagem e estoque, movimentação interna e setores de distribuição de fábricas. Também é necessário trabalhar com sistemas eletrônicos e estar sempre em contato com clientes e foencedores.

Com a economia aquecida, o setor de logística tem se ampliado. É comum que este ofício seja realizado por pessoas graduadas em cursos como economia, administração e vários campos da engenharia. O profissional da logística tem como função aperfeiçoar diversos setores de uma empresa, como armazenagem de materiais e transporte, tendo sempre em vista a redução de custos e a otimização do serviço.

Mercado de trabalho

De acordo com Amaury Vitor, que gerencia a logística da empresa DHL Express, os principais setores que têm empregado profissionais da área são o comércio eletrônico, as empresas ferroviárias e a indústria farmacêutica. Nestes setores, a busca por profissionais capacitados tem sido cada vez maior.

Quanto à remuneração, os valores costumam variar bastante, principalmente no início da carreira. A formação do profissional é essencial na definição dos salários. Quem, por exemplo, se forma em economia e administração, ou em cursos técnicos, ganha em média 2,5 salários mínimos iniciais. Quem tem graduação em engenharia, por sua vez, recebe algo em torno de sete salários mínimos. A diferença se dá porque, no caso da engenharia, os profissionais normalmente, possuem conhecimentos mais específicos sobre os materiais que terão de lidar.

Requisitos

Os profissionais do setor precisam conhecer informática, pois terão de lidar constantemente com sistemas e bancos de dados. Empresas maiores, que possuem clientes e fornecedores em outros países, geralmente exigem que o profissional da logística saiba falar outros idiomas, pelo menos o inglês.

Quem atua com logística precisa, também, saber se relacionar com outras pessoas. Isso porque estes profissionais estão em contato permanente com funcionários de outros setores. Amaury Vitor, da DHL, explica que é necessária uma parceria com estes profissionais de diversos segmentos. No caso dele, por exemplo, há um contato constante com Roberta Zerbini, engenheira de alimentos. Roberta atua no desenvolvimento e criação de soluções para rotas de distribuição e criação de filiais.

O horário de trabalho também é algo importante a ser levado em conta. Isso porque, diversas vezes, os responsáveis pela logística de uma empresa precisam realizar longas viagens, para reuniões com fornecedores, por exemplo. Alguns centros de ensino brasileiros, como Anhembi Morumbi, Veris IBTA e a UFC (Universidade Federal do Ceará) oferecem especializações na área de logística. Embora não seja um pré-requisito, fazer uma especialização pode facilitar o acesso do profissional ao mercado de trabalho.

Cursos

Nestes cursos, os estudantes aprendem disciplinas como física e estatística, além de marketing e administração. Entre as disciplinas específicas estão formação de preços, distribuição logística, cadeia de suprimentos e terceirização de serviços. Também são ensinadas noções de sistemas de transporte, como ferroviário, rodoviário e aeroviário.

Fotos

Confira Fotos sobre Guia de Carreiras – Logística:

Guia de Carreiras – Logística Mercado de trabalho Logística Área de atuação Logística Logística Guia de Carreiras

Pesquisar
Artigos Relacionados