Guia de Carreiras – Ciências sociais

links patrocinados

Sobre Guia de Carreiras - Ciências sociais

Guia de Carreiras – Ciências sociais

Saber problematizar as relações entre o Estado, o homem e as estruturas sociais é a principal atribuição de um cientista social. Esta, que é uma das formações com mais tradição na história acadêmica, se divide em grandes áreas do conhecimento, como sociologia, antropologia e política. Quem se forma em ciências sociais possui diversos setores de atuação, indo da área de transportes à educação, passando por participação política, saúde e diversos outros.

Segundo a cientista social Táli Pires de Almeida, o curso oferece recursos intelectuais para uma compreensão mais aprofundada do funcionamento da sociedade e do mundo. Táli, que atualmente cursa mestrado na USP, está se especializando em estudos sobre migração, e trabalha em uma ONG de prestação de serviços a imigrantes na capital paulista. De acordo com ela, quem se gradua em ciências sociais está apto a trabalhar nas mais diversas áreas.

Atuação

Alguns dos exemplos dos campos de atuação para cientistas sociais são as ONGs, movimentos sociais e até mesmo partidos políticos, especialmente nos setores de assessoria. Também é muito comum que os formados se especializem para, posteriormente, atuarem como professores do ensino superior. O poder público, nos últimos anos, também tem se mostrado uma opção de trabalho para os cientistas sociais. A demanda por estes profissionais tem aumento nos programas governamentais, seja para atuar na execução de programas do governo ou para elaborar projetos junto ao poder legislativo.

Para Táli, a atuação no setor público é um caminho interessante a ser seguido, porque permite ao profissional continuar suas pesquisas ao mesmo tempo em que atua em prol do interesse público. Nos últimos anos, a procura por antropólogos, sociólogos e cientistas sociais aumentou de maneira considerável em concursos públicos. Para se tornar sociólogo ou antropólogo, o cientista social deve se especializar com mestrados e doutorados.

O curso

Quem opta pelo curso de ciências sociais deve estar ciente de que precisará ler muito, além de estar atualizado sobre questões políticas, culturais e sociais. Dentre as disciplinas obrgatórias do curso estão filosofia, metodologia científica, economia, geografia, história, psicologia e diversas outras. O curso, embora seja predominantemente teórico, possui algumas aulas práticas, que envolvem principalmente pesquias de campo e interpretação de dados. O curso é oferecido como bacharelado e licenciatura. No segundo caso, há também disciplinas voltadas para a educação, além de estágio supervisionado.

O curso, que tem duração média de quatro anos, também pode ser oferecido com graduações específicas – antropologia, ciência política ou sociologia -, dependendo da instituição escolhida. Em Altamira, no Pará, a UFPA oferece o curso de etnodesenvolvimento, com o objetivo de habilitar profissionais para atuar como professores em aldeias e comunidades.

Política

Independente da área de conhecimento escolhida, o acadêmico de ciências sociais precisa, obrigatoriamente, compreender a política. Segundo Táli Almeida, isso não significa que os acadêmicos precisem atuar junto a partidos, ou sequer gostar de política. Contudo, é essencial que se pense sobre a política e suas implicações. Embora as reflexões e produções do cientista social sejam solitárias, ele deve estar sempre em contato com outros profissionais da área.

Fotos

Confira Fotos sobre Guia de Carreiras – Ciências sociais:

Profissão Cientista Social Mercado de trabalho Ciências sociais Área de atuação Ciências sociais Ciências sociais Guia de Carreiras

Pesquisar
Artigos Relacionados