Guia de Carreiras – Biomedicina

links patrocinados

Sobre Guia de Carreiras – Biomedicina

Guia de Carreiras – Biomedicina

A grande diferença entre a biomedicina e a medicina tradicional é que, na primeira, os profissionais não têm contato direto com pacientes, nem se responsabilizam por tratamentos. Mas, assim como os médicos, os biomédicos também investigam doenças e trabalham com medidas preventivas e tratamentos para enfermidades.

Outra diferença fundamental é o tempo de duração dos cursos. Na medicina, os alunos passam por seis anos de graduação, além da residência médica obrigatória, que pode durar até cinco anos. A biomedicina tem cursos de graduação entre quatro e cinco anos – quatro anos para período integral, cinco para meio período. E, assim que se forma, o biomédico está pronto para atuar no mercado de trabalho.

Mercado de trabalho

Os principais locais de atuação dos biomédicos são laboratórios, clínicas e hospitais. É de responsabilidade do biomédico realizar a coleta e o processamento de materiais para exame, além da emissão de laudos e análises clínicas. De acordo com Cláudia Alves, biomédica de 30 anos, é comum que os profissionais recém-formados trabalhem neste setor para ganhar experiência para, posteriormente, abrir seu próprio laboratório de análises.

Embora seja menos comum, também há vagas para biomédicos em setores como análise forense, para atuar como perito criminal, ou clínicas de reprodução, especialmente para aqueles que se especializam em genética, microbiologia e biologia molecular.

Em locais que têm força na indústria alimentícia, também há vagas para biomédicos que atuam na análise de qualidade dos produtos. Este setor é bem desenvolvido no interior paulista, em cidades como Ribeirão Preto, e na região sul do Brasil. Grandes institutos de pesquisa, como a Fundação Oswaldo Cruz e o Instituto Adolfo Lutz, têm investido de maneira massiva em pesquisas com células-tronco e biologia molecular, ampliando ainda mais o leque de opções para aqueles que se formam em biomedicina.

O curso

De acordo com Cláudia, boa parte da grade curricular do curso de biomedicina é voltada para o aprendizado de análises clínicas. De fato, quase metade das disciplinas do curso têm como objetivo ensinar práticas de laboratório, para que o aluno possa aprender a lidar com equipamentos, compostos químicos e substâncias diversas. A área da biomedicina vive em constante inovação, portanto, é muito importante que os alunos estejam sempre frequentando congressos, seminários e feiras.

Além das disciplinas sobre prática em laboratório, os estudantes aprendem também sobre bioquímica, fisiologia, inglês e metodologia científica, dentre outras. Estas duas últimas disciplinas são extremamente importantes para a formação do biomédico, pois o trabalho inclui a interpretação e elaboração de diversos trabalhos científicos. Boa parte dos graduados em biomedicina buscam especializações, como mestrado e doutorado.

Remuneração

Para queles que optam pela carreira na pesquisa acadêmica, o valor das bolsas de estudo é de R$1350 para mestrandos e R$2000 para doutorandos. Quem chega ao pós-doutorado recebe uma bolsa de estudos de R$3300. Já quem decide atuar na parte prática da profissão, em laboratórios, o piso salarial fica entre R$1446 e R$1721, variando de acordo com o porte da empresa onde se trabalha. Estes valores são referentes à capital paulista.

Fotos

Confira Fotos sobre Guia de Carreiras – Biomedicina:

Profissão Biomédico Biomedicina Guia de Carreiras Mercado de trabalho Biomedicina Área de atuação Biomedicina

Pesquisar
Artigos Relacionados