CTU UFJF Juiz de Fora

links patrocinados

CTU UFJF Juiz de Fora

Criado em 2 de fevereiro 1957, o CTU (Colégio Técnico Universitário) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), foi estruturado para atender a demanda de mão de obra qualificada do Brasil, que apresentava um alto crescimento urbano e industrial.

Depois de uma contribuição promissora, reconhecida nacionalmente, para o ensino técnico em Minas Gerais, o CTU passou por diversas mudanças até se transformar no atual Campus Juiz de Fora, do Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais.

Histórico

Com o nome de Cursos Técnicos da Escola de Engenharia, o centro técnico contava com 20 professores e cerca de 40 estudantes. A oferta inicial de cursos era de Máquinas e Motores; Eletrotécnica; Pontes e Estradas; e Edificações, com duração de três anos. As grades curriculares, focavam em atender as demandas do programa “Energia, Transporte e Alimentação”, base governamental da presidência de Juscelino Kubitschek (idealizador e fundador do estado de Brasília).

As aulas semanais eram ministradas nas antigas instalações e laboratórios da Escola de Engenharia – atual prédio onde funciona o Diretório Central de Estudantes (DCE) da UFJF –, incorporada à Universidade Federal de Juiz de Fora, em 1960. A estrutura dos cursos técnicos se aperfeiçoou ainda mais e, em 1964, a escola finalmente ganhou uma nova denominação.

Já nomeado como Colégio Técnico Universitário (CTU), os cursos de Mecânica, de Estrada e o de Eletromecânica passaram a integrar a grade curricular da instituição um ano depois. Em 1974, foi criado o curso de Metalurgia e em 1986, o curso técnico de Processamento de Dados, atualmente chamado de Informática.

Mudanças Estruturais

O CTU passou por diversas mudanças em conteúdo, nomenclatura e gestão, mas talvez as mais significativas tenham sido na estrutura física da instituição. No começo do ano de 1971, o colégio foi transferido para o Campus Universitário da UFJF, no espaço onde hoje funciona a Faculdade de Engenharia.

Já na década de 80, o CTU passou por novas mudanças, e começou a ocupar galpões improvisados, no local da atual Faculdade de Arquitetura da UFJF. E por fim, as aulas do colégio universitário passaram a ser ministradas na Faculdade de Odontologia, nos períodos diurno e noturno.

Só em 1998, o Colégio Técnico Universitário recebeu uma sede definitiva no espaço ocupado anteriormente pela Escola União-Indústria, através de uma negociação com o Ministério da Agricultura, iniciada cinco anos antes.

Novos Cursos

Em 1999 novos cursos técnicos foram integrados à grade curricular do CTU. Os primeiros foram o de Transação Imobiliária e Turismo, atual curso de Eventos; Transporte e Trânsito, atual curso de Transporte Rodoviário; Design de Móveis e Transporte Rodoviário.

Em virtude de mudanças na legislação educacional brasileira, o CTU seria um dos primeiros do país a ofertar cursos exclusivamente para estudantes do Ensino Médio. Posteriormente, além dos cursos técnicos, o CTU, finalmente, passaria a ofertar cursos no ensino superior.

Atual Campus Juiz de Fora

A reestruturação da Rede Federal de Educação Técnica e Tecnológica possibilitou, que em 2008, o CTU se desvinculasse da UFJF e passasse a integrar o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG).

No mesmo ano, em 29 de dezembro, o CTU se transformou em Campus Juiz de Fora. Com a nomeação, foram implementados novos cursos técnicos à grade curricular do Ensino Médio, na modalidade PROEJA, como o de Secretariado e em Ensino à Distância (EAD), nas áreas de Enfermagem, Segurança do Trabalho e Serviços Públicos.

Nos dois anos seguintes, a instituição criou os primeiros cursos superiores de Engenharia Mecatrônica, a Licenciatura em Física e o Bacharelado em Sistemas, em 2009, 2010 e 2011, respectivamente. Hoje, o Campus Juiz de Fora possui um espaço físico de 36 mil m², uma área ainda expansão. Atualmente, estão frequentando a instituição mais de 3 mil alunos nos Ensinos Médio e Superior.

GD Star Rating
loading...
CTU UFJF Juiz de Fora, Nota: 4.6 de 5 com 9 votos
Pesquisar
Artigos Relacionados