Ciência sem Fronteiras 2014

links patrocinados

Ciência sem Fronteiras 2014

Incentivar os estudos e pesquisas da área científica e tecnológica está sendo um dos objetivos do ano de 2014 para o país. Com foco nos estudantes universitários, o Ciência sem Fronteiras 2014 é um programa que pretende levar alunos de graduação, ensino tecnológico e doutorado para outros países, impulsionando experiências internacionais aos brasileiros.

O que é o programa universitário Ciência sem Fronteira

Ciência sem Fronteiras 2014 Ciência sem Fronteiras 2014 - saiba mais

Ciência sem Fronteiras 2014 é um programa que tem suas origens ancoradas no ano de 2011. Como uma iniciativa do governo federal para o incentivo de práticas ligadas à internacionalização, pesquisa e tecnologia, atualmente se destaca como o maior distribuidor de bolsas de estudos em outros países voltado para estudantes brasileiros.

Uma das áreas mais contempladas é a de doutorandos, na qual pelo menos 19.500 bolsas serão distribuídas. A maior marca de intercambistas, entretanto vem dos cursos de graduações das universidades, cuja meta é que recebam mais de 60 mil bolsas de estudos. O Ciência sem Fronteiras 2014 é uma ótima oportunidade para os interessados em conquistar conhecimento de sua área em outros países.

Ciência sem Fronteiras 2014 - saiba mais

Destinos que podem ser escolhidos para o intercâmbio do Ciência sem Fronteiras 2014

O programa de intercâmbios tem propostas de bolsas para os continentes da Europa, América do Norte e Ásia e Oceania. Para os cursos elegíveis de graduação, tecnólogo e doutorado, os alunos podem se inscrever no Ciência sem Fronteiras 2014 para passar até um semestre em países como Estados Unidos da América, Canadá, Austrália, Japão, Nova Zelândia, China, Coreia do Sul, Cingapura e Índia.

Vários países da Europa também podem ser selecionados como destino para o intercâmbio. São exemplos pertencentes ao Ciência sem Fronteiras 2014 a França, Espanha, Rússia, Finlândia, Bélgica, República Tcheca, Holanda, Dinamarca, Hungria, Irlanda, Reino Unido, Suécia, Ucrânia e Itália.

Confira Ciência sem Fronteiras 2014

Como se inscrever no programa de intercâmbios

É necessário, primeiramente, avaliar se o curso que a pessoa interessada está fazendo é de uma das áreas prioritárias do Ciência sem Fronteiras 2014. O estudante ainda precisa averiguar se já cursou mais de 20% do curso e até 90% do mesmo. Caso a resposta seja positiva para ambos os requisitos, o aluno ainda deve conferir se a sua média do Enem foi maior que 600. Só serão validados os exames feitos a partir do ano de 2009.

Para se inscrever o interessado deve entrar no site do Ciência sem Fronteiras 2014 e preencher o seu cadastro de forma completa. Após escolher o país em que prefere para o destino do intercâmbio é preciso averiguar mais requisitos, como proficiência na língua nativa ou no inglês e também sobre a universidade que o acolherá.

Ciência sem Fronteiras 2014 - confira

Cursos elegíveis para o Ciência sem Fronteiras 2014

As áreas da ciência e da tecnologia são as que recebem atenção especial do Ciência sem Fronteiras 2014. Na área de humanas são poucas as graduações e doutorados que conseguem se eleger, sendo esta uma das maiores polêmicas do programa. Os setores prioritários são os ligados, por exemplo, à Biotecnologia, Farmácia, Ciências da Terra, Energia, Petróleo, Nanotecnologia, Tecnólogos, Produção Agrícola e tantos outros.

Pesquisar
Artigos Relacionados