Teste de Velocidade GVT

links patrocinados

Teste de Velocidade GVT

Tida como uma promissora companhia de banda larga desde sua criação, GVT se destaca em teste de velocidade. Se a companhia deixa a desejar quando a assunto é telefonia fixa ou TV por assinatura, tratando-se de banda larga, a operadora é uma das mais elogiadas pelos consumidores devido à qualidade dos serviços prestados. Para se ter uma ideia, a velocidade média da banda larga no Brasil é de 2,7 Mbps (megabytes por segundo), já a banda larga da GVT oferece a seus usuários velocidade média de 3,3 Mbps, valor bem superior à média nacional.

Infraestrutura

Parte desse sucesso se deve a infraestrutura por trás da empreitada: cabos de fibra óptica. O uso deste tipo de transmissor permite que o sinal que transporta o pacote de dados seja transformado em luz, o que aumenta incrivelmente sua velocidade e, consequentemente, a velocidade de downloads, uploads e todas as demais tarefas realizadas online pelo usuário.

No entanto, há fatores que podem interferir diretamente na velocidade de transmissão desses sinais, tanto relacionados aos equipamentos do usuário, como o modem, quanto à própria infraestrutura da operadora.

Superbanda 2

Com o cabeamento feito totalmente por meio de fibras ópticas, é possível a GVT oferecer a chamada superbanda. Modalidade de internet ultrarrápida que chega aos 150 MB de velocidade.

Interdependência dos equipamentos do usuário 3

É necessário ter em mente que a velocidade da conexão banda larga GVT tem correlação direta com a qualidade dos equipamentos de acesso à internet utilizado pelos usuários. Se o plano contratado contar com uma velocidade ótima, mas o usuário não dispor de um modem potente e de computador com processador capaz de processar uma grande quantidade de informações rapidamente, a velocidade da conexão será afetada.

Dicas para realizar o teste de velocidade em sua banda larga GVT 4

Há diversos softwares e serviços disponíveis gratuitamente na rede dedicados a medir a qualidade e velocidade de internet banda larga. Os serviços pedem dados como CEP da residência onde a conexão está instalada, provedor de internet – no caso, GVT-, tipo de conexão de internet (se wi-fi, cabeada, móvel, etc.) e velocidade da conexão. Como os medidores podem utilizar diferentes unidades para medir a velocidade da conexão, cabe uma explicação: as operadoras vendem seus planos de acordo com a quantidade de Megabits oferecidos (por exemplo, 10 MB). No entanto, a velocidade real de sua internet é medida em Megabytes (Mbps) ou Kilobytes (Kbps) por segundo. Para saber a velocidade real de sua conexão é fácil. Basta dividir o número de Mb, neste caso 20, por 8. O resultado, neste exemplo, 2,5, será a velocidade da conexão em megabytes: 2,5 Mbps.

De acordo com as regras impostas pela Anatel – Agência Nacional de Telecomunicações – a taxa de transmissão média (contado todos os dias do mês) deve ser 80% do plano contratado, enquanto que a velocidade de transmissão instantânea (download ou upload de algo) deve ser 40% da velocidade do plano. Por isso, fique atento e realize o teste várias vezes: testes de velocidade com a GVT comprovam que ela realmente cumpre os percentuais de velocidade impostos pela Anatel. Pode acontecer de a velocidade estar um pouco abaixo da média em determinado dia ou horário, mas isso será compensado com uma velocidade superior da obrigatória pela GVT nos próximos dias.

GD Star Rating
loading...
Teste de Velocidade GVT, Nota: 3.8 de 5 com 4 votos
Pesquisar
Artigos Relacionados