fwbuilder debian

links patrocinados

fwbuilder debian

fwbuilder debian

O FWBuilder é um sistema firewall de interface gráfica para iptables, o programa torna-se uma alternativa para usuários que não estão acostumados com a interface de texto para construir e editar o firewall. O software pode ser utilizado na plataforma Debian que é um sistema do GN e Linux. Assim usuários dos sistema operacional de código aberto podem utilizar o FWBuilder para configurar o firewall de seu computador.

Debian

O Debian possui distribuição livre e as que já foram realizadas com base no Debian foram o AtistX, BackTrack, Big Linux, BlackBuntu, BrDesktop, BRLix, Dream Linux, Dizinha Linux, Foxy Linux, Indymix, Kalango Linux, Kanofix, Knoppix, Kurumum Linux, Kake Linux, gnuLinEx, Linux Min Debian, Linspire, Muriqui Linux, Misix, Progeny Debian, Resulinux, Rxart, Sacix, Satux, Suite Telecentro, Ubuntu e Xandros.

Para todas estas distribuições baseadas em Debian existem diferentes codificações, todas elas abertas. O usuário pode utilizar o FWBuilder na base Debian que tem instalada em seu computador, basta instalar o software de programação do firewall.

Utilizar o FWBuilder

O programa FWBuilder pode ser utilizado de acordo com a necessidade do usuário, ele pode ser customizado e o usuário pode deixa-lo completo, ele permite que se faça comentários nas regras do firewall, o que ajuda os usuários a entenderem o seu funcionamento.

Outra função permitida pelo FWBuilder no Debian é criação de grupos de regras. Ele também já possui alguns templates prontos para serem utilizados em firewall mais simplificado. Ele suporta módulos e também multiplataforma. O usuário devera escolher a licença de uso do software no momento da configuração, podendo ela ser comercial ou não comercial.

Com o software FWBuilder o usuário consegue montar o ser firewall completo com todas as regras do Firewall através de uma interface gráfica, ao invés da interface textual de comandos. Depois de pronto o usuário pode clicar na opção compilar e o FWBuilder irá gerar um arquivo XML.

Assim que o usuário salva este arquivo XML gerado ele pode então gerar novos scripts de Firewall. Isto facilita para que o usuário consiga utiliza-lo em Iptables, em OpenBSD PF, também em IPfw e IPfilter. Mais informações acesse a comunidade Linux.

DHCP no Debian

DHCP no Debian

Locais que englobam um número elevado de computadores, como lan houses e lugares públicos, necessitam de um sistema eficiente que possibilite a conexão de internet para diferentes máquinas, uma vez que, a cada nova conexão, ou a cada computador há um IP específico.

Para uma rede doméstica que conecta em média três computadores, é fácil atribuir o IP, mas em redes públicas, o pedido desse protocolo tem que ser rápido e automático, e não manual que necessita mudar o IP a cada nova rede ou a cada novo computador. Para facilitar a emissão desse protocolo há o DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol).

O sistema DHCP

Traduzindo para o português, DHCP é um Protocolo de Configuração Dinâmica de Endereços de Rede. Trata-se de um sistema responsável pelo envio de endereços aos computadores, permitindo que cada máquina receba um IP automaticamente.

O DHCP permite que um servidor distribua endereços de IP de forma simultânea a diferentes computadores, enquanto as máquinas fazem conexão com a internet.

Uma nova conexão permite que o DHCP gere novos protocolos. Cada vez que uma máquina é desconectada, aquele número de IP fica disponível para ser utilizado em um outro computador da mesma rede.

A conexão Linux com o DHCP

A cada nova conexão o usuário envia um pedido de configurações DHCP. Este gerencia protocolos fixos de IP. Quando o DHCP recebe o pedido, há a entrega de um dos endereços para o cliente. Isso faz com que os endereços sejam “gastos” apenas com aqueles que estão conectados a rede.

Esta operação pode ser automática, dinâmica e manual. A primeira opção gera um protocolo a cada nova conexão, não dependendo do computador. A dinâmica funciona da mesma forma, porém, com tempo limitado de acesso à rede. Já a manual ocorre quando a máquina possui um protocolo fixo.

Configuração do DHCP no Linux

O servidor que é mais utilizado no Linux é o ISC DHCP. Para a instalação são necessários dois pacotes: dhcp e dhcpcd, o primeiro refere-se ao código do servidor, e o segundo ao código de usuário.

Para obter o primeiro código é preciso enviar o comando # rpm -ivvH dhcp-2.0-5.i386.rpm este implementará ações de gerenciamento do software, tais como instalação, consultas, remoção e verificação.
Após o envio do código, o usuário precisa criar um arquivo de configuração / dhcpd.conf. que será responsável por regular as atividades do servidor.

Cada arquivo recebe uma configuração especifica, por exemplo, a default-lease-time 600. A partir desta, o DHCP envia protocolos por 10 minutos, isso tem que ser feito com um pedido pré-determinado.

Já o max-lease-time 7200 leva até duas horas. O option subnet-mask 255.255.255.0, possui uma máscara de subrede, a ser fornecida aos usuários. Além dessas três configurações, há mais sete. O arquivo é criado de acordo com as especificidades de cada rede. Após ter feito o arquivo, é necessário a ativação automática do daemon dhcpd. Isso pode ser realizado com edição dos links em /rc.d.

Fotos

Confira Fotos da DHCP no Debian:

DHCPDHCP
Protocolo de Configuração Dinâmica de Endereços de RedeProtocolo de Configuração Dinâmica de Endereços de Rede
DebianDebian

Pesquisar
Artigos Relacionados