Como é feito um vídeo viral

links patrocinados

Como é feito um vídeo viral

O Marketing está cada vez mais diferente e novas estratégias, que a primeira vista não parecem algo voltado para o consumo, acabam tento proporções inimagináveis e acabam conhecidos como Marketing de guerrilha.

Definição de Marketing de Guerrilha

O artigo Marketing de Guerrilha: Teoria, Prática e Casos de Sucesso de autoria de: Daniel Kamlot, Cristiano Rabello Pádua da Fonseca nos mostra as táticas de marketing utilizadas para surpreender seus consumidores.

Como é feito um vídeo viral Vídeo viral

Entre elas existem os memes – que são figuras utilizadas para passar uma mensagem da empresa e podem ser facilmente relacionadas e elas -, marketing viral – nada mais que algo criado para que os próprios consumidores espalhem pela sociedade -, marketing de emboscada – quando há um evento patrocinado por determinada marca e as outras armam para serem divulgadas sem que o patrocinador tenha conhecimento -, PR Stunt – todas as ações que gerem mídia espontânea -,intervenção urbana – toda ação que tem como cenário a cidade -, mídia extensiva – toda a mídia utilizada que não sejam as padrões -, marketing invisível – são as ações que o público não percebe que sejam relacionadas a marketing de alguma empresa – e por fim as redes sociais que são por si só, propagadoras das opiniões dos consumidores.

Marketing de guerrilha e vídeo viral

Empresas que obtiveram sucesso utilizando-se do Marketing de Guerrilha e vídeos virais

As empresas investem bastante tempo e dinheiro em divulgações, afinal, a imagem é tudo. Os autores dp artigo já mencionado buscaram exemplificar casos de empresas como McDonals, Brahma e Coca Cola que fizeram uso de marketing espontâneo e tiveram bons resultados. O primeiro faz uso de um meme – Ronald McDonald- que encanta crianças e adultos e é sempre identificado por todos, já a Bhrama fez uma emboscada na copa do mundo de 1994, já a Coca Cola planejou a ação de doar piercings para centenas de jovens e ganhou a capa da revista Exame por conta desta publicidade. Outros casos de sucesso nesta área são os vídeos da franquia Spoletto, o criador do Meme Luiza que está no Canadá e o vídeo altamente compartilhado nas redes sociais do ‘perdi meu amor na balada.

Vídeo viral- repercussão negativa

Marketing que teve repercussão negativa

Não se pode ter certeza que essas estratégias de marketing terão bons resultados, porém nos últimos anos as organizações têm investido muito dinheiro em campanhas de divulgação. Algumas são rapidamente retiradas do ar, como foi o caso da campanha no Reino Unido do perfume Oh Lola! de Marc Jacobs com a atriz Dakota Fanning que foi retirada de circulação porque foi considerada indecente e leva a sexualização prematura da criança (a atriz em questão tinha 16 anos quando a campanha foi produzida). Portanto as empresas devem ser bastante cuidadosas em sua publicidade, pois esta pode repercutir de forma negativa e prejudicar a imagem da empresa. Tendo bom senso e utilizando o marketing de forma idônea, as organizações só têm a lucrar e todo o dinheiro envolvido retornará em questão de tempo.

Como fazer um vídeo viral

Como produzir um vídeo para torna-lo viral

Não são garantidas as chances de tornar seu trabalho um viral, porém alguns requisitos ele deverá atender para chamar a atenção do público. Primeiramente você deve ser criativo e montar algo novo pegaremos como exemplo os restaurantes Spoletto que recebiam reclamações constantes sobre seus funcionários, então foi tida a ideia de criar vídeos e fazer com que mais clientes se pronunciassem sobre o atendimento ruim, sendo assim os vídeos foram imensamente compartilhados. O mesmo aconteceu com o vídeo do rapaz que conheceu uma garota na balada e não havia pegado seu celular, algum tempo depois foi descoberto que este era mais um viral de uma operadora de telefonia celular.

Pesquisar
Artigos Relacionados