CNJ Começar de Novo

links patrocinados

CNJ Começar de Novo

CNJ Começar de Novo

Sobre o CNJ Começar de Novo

Quem é egresso do sistema carcerário, ou seja, é ex-preso, mesmo depois de ter cumprido sua pena e saído da prisão enfrenta uma série de dificuldades para se reintegrar na sociedade. Os problemas envolvem família, amigos, e também emprego.

Sair da prisão e conseguir um trabalho é algo muito difícil na maioria dos casos, por conta do preconceito de vários empregadores. Muitas pessoas tem receio de contratar esses indivíduos por medo de que façam algo errado novamente, mas negando o emprego nega-se também a oportunidade de uma vida digna, e com isso só se piora o problema.

Foi na tentativa de reverter este triste quadro que o Conselho Nacional de Justiça desenvolveu o programa Começar de Novo. Ele visa a sensibilização da sociedade civil e dos órgãos públicos para que forneçam oportunidades de trabalho e cursos de capacitação profissional para presos e egressos do sistema carcerário.

O programa

Promovendo a cidadania dessa forma, o objetivo do governo federal é diminuir a reincidência de crimes. Através do Portal de Oportunidades, criado pelo mesmo órgão, esses cidadãos podem se cadastrar e procurar vagas em empresas que aceitam declaradamente ex-presos em sua equipe.

O Portal de Oportunidades é um site que reúne vagas de emprego e cursos de capacitação, que são oferecidos pelas próprias empresas e pelos órgãos públicos. Estes são também responsáveis por atualizar a página com as novidades que surgirem no ramo.

Cartilha da Pessoa Presa

Outra ação que integra o programa Começar de Novo é a Cartilha da Pessoa Presa ou Cartilha da Mulher Presa. Ela é distribuída em presídios e contém informações importantes sobre como redigir uma petição simplificada, impetrar um habbeas corpus, saber direitos e deveres, e muito mais.

Mais informações

Para maiores informações sobre como participar do programa e conferir detalhadamente o que ele oferece, o cidadão interessado deve ligar no número (61) 2326-6789, mandar um e-mail para comecardenovo@cnj.jus.br, ou então comparecer ao Anexo 1 do Supremo Tribunal Federal.

CNJ JUS

CNJ JUS

Sobre o CNJ JUS

O CNJ, Conselho Nacional de Justiça, é um órgão do Poder Judiciário Brasileiro, que foi criado no ano de 2004, no dia 30 de dezembro, através da emenda constitucional nº 45. Tendo pouco tempo de vida, o CNJ já demonstra ser um instrumento importantíssimo para a garantia da democracia no país.

Sede do Conselho Nacional de Justiça e seu objetivo

Com sede na capital da República Federativa do Brasil, em Brasília, o CNJ foi criado com o intuito de garantir o controle administrativo e processual, bem como a transparência e o desenvolvimento do Judiciário, sendo que para isso, desenvolve ações e projetos.

Quem pode representar frente ao CNJ

O Conselho Nacional de Justiça, com atuação em todo o território brasileiro, recebe reclamações, petições eletrônicas ou representações contra membros ou até mesmo órgãos do Judiciário. Estas ações podem ser apresentadas por qualquer pessoa que sinta que seu direito foi afrontado frente a algum abuso de poder de magistrados ou órgãos do Judiciário ou advogado.

Assim, cabe ao Conselho Nacional de Justiça julgar estas ações relacionadas a questões administrativas do Judiciário. É de sua competência ainda a boa saúde do Judiciário no Brasil. Para isso, desenvolve parcerias que visam garantir a agilidade e transparência nas atividades.

Seu intuito, do Conselho Nacional de Justiça, é sempre deixar bem informado o cidadão, para que ele mesmo seja um instrumento de cobrança frente a qualquer abuso que possa ocorrer perante seus direitos consagrados pela nossa carta maior, a Constituição Federal de 1988.

Composição do Conselho Nacional de Justiça

A composição do Conselho Nacional de Justiça é feita através da própria Constituição Federal. Ela atribui os cargos de acordo com sua importância dentro do cenário do Judiciário. O Atual Presidente do CNJ é o Presidente no STF, Supremo Tribunal Federal, Cezar Peluso.

Conselho Nacional de Justiça Jus

O Conselho Nacional de Justiça contém um portal chamado de CNJ Jus. Nele encontra atualizado todas as ações do CNJ, bem como atos administrativos, informações sobre a instituição, entre outras coisas. O site ainda traz a opção para ser traduzido em Inglês e Espanhol e disponibiliza várias ferramentas para acessar as redes sociais em que o Conselho está presente, como Youtube, Twitter, Facebook, entre outras.

Pesquisar
Artigos Relacionados