Camada de Ozônio

links patrocinados

Camada de Ozônio

Camada de Ozônio

A partir da década de 90 termos como aquecimento global e camada de ozônio se tornaram mais comuns ao grande publico e se mostraram de grande interesse geral dos cidadãos. Em 1992 aconteceu no Rio de Janeiro a segunda conferencia das nações unida por um mundo sustentável. Desta conferencia diretrizes sobre meio ambiente surgiram, o protocolo de Kyoto para minimizar a poluição do ar a destruição da camada de ozônio e consequentemente minimizar o aquecimento global.

O que é

A camada de ozônio, também chamada de ozonosfera ou camada de ozono, é uma camada que fica localizada na estratosfera terrestre. Esta camada dista entre 16 e 30 quilômetros de altitude. A densidade desta camada, quer dizer sua espessura é de 20 quilômetros e seu nome se da por conta da quantidade do elemento ozono em sua composição, cerca de 90% de todo o ozono presente na atmosfera.

A camada de ozônio é a responsável pela proteção da terra, como se fosse uma capa composta por gás ozônio (O3), a camada é responsável por filtrar 95% de todos os raios ultravioletas que são emitidos pelo sol e incidem na terra.

Ela é a grande responsável pela manutenção da vida na terra. Sem a proteção contra os raios solares nocivos, plantas e animais não conseguiriam sobreviver no globo terrestre.

Em determinados períodos a camada de ozônio fica mais fina que em outros, ela forma-se e destrói-se através de fenômenos naturais que mantem seu próprio equilíbrio, sendo assim a espessura de 20 quilômetros da camada pode sofrer alterações em determinados períodos do ano.

Buraco na camada de ozônio

Com certeza esta tem sido uma das grandes preocupações das ultimas décadas. Como frear a degradação do meio ambiente e a emissão de poluentes na atmosfera sem que com isto a economia mundial sofra um colapso.

Mais do que muitas fabricas que emitem gás carbônico na atmosfera, os maiores poluidores e causadores do efeito estufa são a poluição vinda dos automóveis e a pecuária, criar gado para corte gera desmatamento, queimadas e emissão de gases mais nocivos que o monóxido de carbono. Em régios onde a camada de ozônio possui buracos causados pela interação do homem na atmosfera, como uso do CFC, isto contribui ainda mais para provocar o efeito estufa, que causa o aquecimento global.

 

Aurora Boreal

Aurora Boreal

A aurora boreal é um fenômeno natural óptico que acontece no polo norte do planeta. Ela também é conhecida como noite polar e consiste em um brilho no céu bastante belo.

A aurora boreal acontece devido ao choque de partículas de vento solar com a poeira espacial presente na via láctea e a alta atmosfera da Terra. Tudo isso é canalizado pelo campo magnético terrestre.

O fenômeno da aurora boreal não é exclusivo da Terra. Ele pode acontecer em outros planetas do sistema solar, como Vênus, Marte, Júpiter e Saturno. A aurora boreal também não é exclusivamente um fenômeno da natureza, já que pode ser reproduzido em laboratórios ou através de explosões nucleares.

Por que o nome aurora boreal?

O nome de aurora boreal foi definido para esse fenômeno pelo cientista Galileu Galilei em 1619. O nome é uma referência à deusa romana do amanhecer, conhecida como Aurora, e ao seu filho, Bóreas, que representa os ventos do norte. Na península escandinava, o fenômeno é mais conhecido como luzes do norte. A aurora boreal geralmente ocorre nos meses de março a abril e de setembro a outubro. O fenômeno também acontece no polo sul, mas é conhecido como aurora astral. Esse nome foi definido por James Cook, e conta apenas como referência ao local de sua ocorrência, o hemisfério sul.

Como o fenômeno não é exclusivo do hemisfério norte, como no começo todos acreditavam, ele passou a ser conhecido nos tempos atuais como aurora polar (pois ocorre próximo dos dois polos).

Qual o ‘mecanismo’ da aurora boreal?

A aurora boreal ou austral pode aparecer de duas maneiras no céu dos polos: ou como um brilho difuso, ou então como uma cortina estendida em sentido horizontal. Além desses dois tipos, a aurora pode formar arcos que mudam de forma de maneira constante.

O alinhamento dos raios e das cortinas segue a mesma direção das linhas do campo magnético terrestre. A união de diversos fatores é que define a tonalidade das cores da aurora boreal.

Como ocorrem as auroras boreais

A aurora boreal é causada por elétrons de energia, prótons e partículas alfa. A luz é gerada quando essas partículas colidem com átomos da atmosfera, geralmente nitrogênio e oxigênio. O fenômeno acontece geralmente em altitudes entre 80 e 150 km. Cada colisão entre todas essas partículas gera processos de ionização, dissociação e excitação de partículas.

Fotos

Confira Fotos da Aurora Boreal:

Aurora BorealAurora Boreal
Imagens da Aurora BorealImagens da Aurora Boreal
Aurora Borel acontece no polo norteAurora Borel acontece no polo norte

 

 

GD Star Rating
loading...
Pesquisar
Artigos Relacionados