BSC

links patrocinados

BSC

BSC

Sobre o BSC

O Balance Scorecard, ou simplesmente BSC, é um método criado para medição e gestão de desempenho de empresas. Desenvolvido em 1992 por Robert Kaplan e David Norton, professores da Harvard Business School, o BSC trouxe diversas melhorias aos sistemas tradicionais de avaliação de desempenho.

BSC na prática

O que o BSC busca é alinhar o planejamento e as ações de uma empresa. Isso se dá através de um complexo processo que se inicia com o esclarecimento e tradução da visão e da estratégia da empresa. A imensa maioria das empresas possui visões e estratégias, mas elas raramente são claras.

Após esclarecer a missão da empresa, deve-se comunicar e associar objetivos a medidas estratégicas. Uma empresa de sucesso é aquela que atinge seus objetivos, e isso só acontece a partir do momento em que os colaboradores se sentem parte deste objetivo a ser alcançado.

Na sequência, é necessário planejar e estabelecer metas. O crescimento da empresa deve ser pensado através de metas desafiantes, que instiguem os colaboradores a reduzir o tempo de execução de tarefas para otimizar o processo.

Avaliação de resultados

Para medir o grau de sucesso de um plano estratégico, a empresa deve se fazer quatro perguntas cruciais: Como é que aparecemos aos nossos acionistas? Como é que os clientes nos veem? Em que temos de ser excelentes? Como podemos melhorar e criar valor? As respostas a estas perguntas mostrarão se o planejamento foi bem-sucedido e quais mudanças devem ser feitas para melhorá-lo ainda mais.

Benefícios

O BSC pode ser muito útil para as estratégias de uma empresa. Entre os principais benefícios trazidos pelo método estão a melhora na comunicação interna, alinhamento da organização com a estratégia e o foco nas ações.

É importante frisar que o BSC é um meio, não um fim. Seu objetivo é promover uma estratégia, e nada garante que ele funcione como na teoria. O empresário deve estar sempre atento a diversas formas de gestão e planejamento.

BSC Kaplan e Norton

BSC Kaplan e Norton

Sobre o BSC Kaplan e Norton

O balanced scorecard, mais conhecido pela sigla BSC, é uma metodologia de gestão e medição de desempenho que foi formulada por Robert Kaplan e David Norton, ambos professores da Harvard Business School, nos Estados Unidos. Este método foi desenvolvido em 1992 e desde então vem sendo bastante utilizado no mercado.

Grande parte dos métodos utilizados na gestão de negócios provém de metodologias tradicionais que usam a tecnologia da informação (TI) e os softwares de ERP. O procedimento para aplicar esta metodologia inclui: definição da estratégia empresarial, gerência de serviços, gerência de negócios e gesta da qualidade.

Os passos mostrados acima são estipulados de acordo com os indicadores de desempenho. O método BSC foi apresentado como um modelo de desempenho e avaliação profissional. No entanto, a sua aplicação em empresas culminou no desenvolvimento da metodologia de gestão estratégica.

Requisitos para definição dos indicadores

São necessários requisitos para estabelecer os indicadores que tratam sobre o modelo de administração de serviços e da busca pela maximização dos resultados. Estes modelos são baseados em quatro perspectivas embasadas na estratégia e visão da empresa: aprendizado e crescimento, processos internos, clientes e financeira.

Este é um projeto lógico e genérico de um sistema de gestão para organizações. Deste modo, o administrador deve determinar e implantar as variáveis de controle, metas e interpretações para o desempenho positivo com o crescimento com o passar do tempo. Tudo isso pode ser feito, por exemplo, através do Sistema de informação e gestão.

BSC

Campos (1998) nomeia o BSC como sendo o Cenário Balanceado. Isso porque o termo “indicadores balanceados” refere-se à escolha dos indicadores de uma empresa onde os fatores econômico-financeiros não são os únicos levados em conta. Neste sistema, os ativos intangíveis também fazem parte dos indicadores, como: inovação, tecnologia, desempenho de mercado junto ao cliente, desempenho de processos internos e pessoas.

Estes fatores juntos ajudam a impulsionar o desempenho desejado para a organização, criando, consequentemente, valor futuro. Desde que foi criado, o BSC vem sendo o preferido entre muitas companhias, entre elas do setor público, privado e ONGs. Esta metodologia foi escolhida pela revista Harvard Business Review um dos modelos em gestão mais revolucionários do último século.

Pesquisar
Artigos Relacionados