Aquecimento Global e Efeito Estufa

Aquecimento Global e Efeito Estufa

Aquecimento Global e Efeito Estufa

O conceito de aquecimento global é uma das bandeiras ambientalistas de mais destaque atualmente. Governos, autoridades internacionais e organizações não-estatais voltadas à preservação do meio-ambiente vêm discutindo há tempos a própria existêcia desse fenômeno, os impactos ambientais, climáticos, econômicos e sociais, e como criar iniciativas para diminuir a emissão de poluentes na atmosfera e amortizar os efeitos negativos já perceptíveis.

O aquecimento global é a consequência mais debatida de um fenômeno já bastante conhecido – o efeito-estufa. Ambos estão associados à poluição das camadas mais baixas da atmosfera, e seus impactos atingem o planeta como um todo, tornando a questão uma responsabilidade não apenas das nações industrializadas, mas um tema para o qual devem ser criadas políticas globais.

O que é o efeito estufa?

O efeito estufa é um fenômeno natural, causado pela própria existência da atmosfera, e é graças a essa estufa que foi possível o desenvolvimento das formas de vida, do clima e dos ecossistemas complexos que existem no planeta. Dos raios solares que chegam à Terra, cerca de 50% são retidos na superfície, e o restante é refletido na forma de calor que circula pela atmosfera, formando a ‘estufa’ que impede variações extremas de temperatura na superfície do globo.

Aquecimento Global

O que preocupa cientistas, líderes políticos e ambientalistas é o agravamento desse efeito estufa por ação humana. Ao longo dos anos, a emissão de grandes quantidades dos chamados ‘gases-estufa’ óxido nitroso (N2O), metano (CH4) e, especialmente, dióxido de carbono (CO2) criou uma espécie de ‘cobertor’ formado por esses poluentes, e que impede que parte do calor proveniente do sol se dissipe. A maior parte desses gases é resultado da queima de combustíveis como carvão, petróleo e seus derivados – elementos essenciais na economia industrial e nas sociedades urbanas.

Aquecimento global como consequência

Uma vez que os gases-estufa retém mais calor nas camadas baixas da atmosfera, uma das consequências mais prováveis do efeito estufa é o chamado aquecimento global – um aumento constante e permanente na temperatura média da Terra. Estimativas da Organização das Nações Unidas apontam que durante o século 20, a temperatura geral do planeta fou entre 0,3°C e 0,6°C mais elevada.

Causas do Aquecimento Global

Os números podem parecer pequenos, mas têm um impacto tremendo. Por menor que seja, a elevação da temperatura global causa alterações nos climas regionais e afeta a biodiversidade de ecossistemas que precisam de um equilíbrio muito delicado para se manterem.

O degelo nos pólos é outra consequência grave do aquecimento global. A água congelada que forma geleiras e icebergs no Pólo Norte e cobre o continente da Antártica no Pólo Sul pode elevar o nível geral dos oceanos caso elas derretam, além de afetar as condições de vida de toda a fauna nos dois pólos.

Há indícios claros da diminuição de longo prazo do gelo não apenas nos extremos do planeta, mas também nas altas altitudes. Cadeias de montanhas como os Alpes, na Europa, e o monte Kilimanjaro, maior pico da África, registraram perda de 40% em média do gelo.

Políticas internacionais contra o efeito estufa e aquecimento global

Consequencias do Aquecimento Global

Os efeitos da emissão de gases-estufa e do aquecimento da Terra não conhecem fronteiras e podem ser sentidos e locais muito distantes das nações industrializadas que produzem os poluentes lançados na atmosfera. Por isso, governos e entidades internacionais atualmente tratam o aquecimento global e efeito estufal como questões de política global, e há cada vez mais cobrança para acordos de colaboração mútua para minimizar os impactos ambientais e evitar o agravamento do problema.

O acordo mais conhecido para o combate conjunto Às mudanças climáticas é o Protocolo de Kyoto, assinado em 1997 por 189 países, e que passou a vigorar em 2005 com metas previstas até o ano de 2012. A finalidade do documento foi propor percentuais de redução de gases poluentes. As metas eram diferentes para cada nação participante, e foram mais claras para os países desenvolvidos como Alemanha, Estados Unidos e Japão.

Outra proposta é o chamado ‘comércio de carbono’, que permite aos países industrializados ‘comprar’ a capacidade ociosa de países que emitem menos poluentes.

Existe mesmo aquecimento global?

Um dos grandes argumentos contrários ao discurso do aquecimento global e das mudanças climáticas propõe que a ação humana não influencia de forma tão expressiva a temperatura da terra, e que os aumentos registrados ao longo dos últimos séculos são, na verdade, parte de um ciclo de aquecimento natural pelo qual o planeta está passando.

Apesar do consenso na área científica de que ainterferência do homem é causa do aquecimento global. Há setores da sociedade que acusam cientistas e organizações de proteção ao meio-ambiente de espalhar um discurso alarmista e que pode prejudicar o desenvolvimento econômico não apenas dos países de industrialização já está vel, mas também das nações emergentes que procuram mecanizar e diversificar suas economias.ar e diversificar suas economias.

Efeito Estufa pelo mundo Consequencias do Efeito Estufa

GD Star Rating
loading...
Aquecimento Global e Efeito Estufa, Nota: 5.0 de 5 com 2 votos
Pesquisar
Artigos Relacionados