Apple Tablet

links patrocinados

Apple Tablet

Apple Tablet

Os tablets são a última novidade em informática. Em formato de prancheta e tela touchscreen, possuem quase todas as funcionalidades de um computador comum, como acesso à Internet, armazenamento e visualização de fotos, vídeos e música.

Origem

O formato tablet é bem recente. Quando Steve Jobs apresentou ao mundo o iPad, a grande maioria dos veículos especializados criticou o produto, por não reconhecer sua funcionalidade. O iPad foi comparado a um iPod gigante.

Entretanto, com o passar do tempo, os críticos e usuários começaram a perceber a revolução que o tablet da Apple estava anunciando. Nenhum produto havia causado tantas mudanças desde o notebook.

Com o sucesso do iPad, diversas empresas passaram a criar seus próprios tablets, como Motorola e Samsung. Isto diversificou o mercado e permitiu que muitas pessoas pudessem ter acesso aos tablets. Hoje é possível encontrar alguns modelos por cerca de R$300.

O iPad

Apesar da concorrência, o iPad ainda é o maior sonho de consumo para quem deseja adquirir um tablet. A primeira versão do iPad possuía tela de 9,7 polegadas, 1,3 centímetro de espessura e 680 gramas. A capacidade de armazenagem variava entre 16 e 32 gigabytes. O iPad vem com o sistema operacional iOS 4, o mesmo utilizado no iPhone e no iPod. No início, o iOS 4 não permitia a execução de conteúdos em flash, mas a Apple autorizou a venda de um aplicativo para corrigir esta limitação.

Atualmente, a Apple investe pesado no iPad 2, a nova geração em tablets da empresa. O aparelho está 33% mais fino e 15% mais leve. Com seu chip A5 Dual Core, o iPad 2 dobrou a velocidade de processamento em relação ao primeiro modelo. Também foram realizados aperfeiçoamentos no sistema touch e na iluminação de LED da tela.

O iPad 2 chega ao Brasil custando em torno de R$1600. A versão anterior do produto pode ser encontrada por R$1000. O iPad é encontrado nas principais lojas virtuais brasileiras, como Saraiva e Fnac.

Apple

Para se destacar no mercado de vendas é preciso mostrar algum diferencial perante seus concorrentes. Ao mesmo tempo em que existem milhares de nomes diferentes de empresas que comercializam produtos do mesmo segmento, algumas não apresentam verdadeiro risco àqueles que se consolidam pela qualidade garantida. Para isso, é necessário tempo e investimento, que depois devem retornar em forma de lucro.

Reconhecimento da empresa

No caso do segmento da tecnologia, a empresa considerada como a mais valiosa do mundo atualmente é a Apple, cofundada por Steve Jobs, Steve Wozniak e Ronald Wayne. Registrada em 1974 com o nome de Apple Computers, já nos seus primeiros anos existia uma diferença entre ela e os concorrentes.

Hoje em dia, a Apple é conhecida principalmente pelos produtos: iPod, iPhone, iPad, MacBook, iOS, entre outros. No caso do iPhone, o dispositivo foi o primeiro a mostrar a tecnologia que permite realizar as funções com o toque na tela, conhecida como touchscreen. Quando foi primeiramente apresentada, a tecnologia representou uma revolução na maneira como as pessoas se relacionavam com as máquinas.

Até o dia 24 de agosto, o principal executivo da empresa era Steve Jobs, um dos seus cofundadores. Porém, por motivos de saúde, Jobs renunciou ao cargo e nomeou Tim Cook como seu sucessor.

Estabilidade incerta

A saída de Steve Jobs não estava clara no primeiro momento, pois o executivo nunca confirmou que estava deixando seu posto por conta de complicações na sua saúde. Porém, Jobs vinha lutando contra um câncer pancreático desde 2004, quando foi primeiramente diagnosticado.

Também ficou mais claro que teria sido este o motivo depois do anúncio sobre a sua morte, em 5 de outubro. A chuva de informações a respeito do cofundador da Apple mostrou que Jobs teria sido informado que seu câncer estava em fase terminal em fevereiro deste ano. Com isso, as ações da Apple sofreram alterações pela perspectiva da empresa sem o seu principal visionário.

Recentemente, a Apple apresentou sua mais recente atualização para o iPhone 4, a qual foi batizada de 4S. Ao mesmo tempo em que mostra algumas vantagens para os seus consumidores, o 4S decepcionou o público que estava ansioso pela notícia de lançamento do iPhone 5.

Pesquisar
Artigos Relacionados