Whirlpool Latin America: vagas para jovens aprendizes 2015

links patrocinados

Confira mais informações sobre como ser elegível ao Whirlpool Latin America: vagas para jovens aprendizes 2015

Sobre a empresa Whirlpool

A Whirlpool Latin Americana é uma companhia responsável pela produção de diversas marcas famosas
Todos os anos a Whirlpool Latin America abre vagas para jovens aprendizes

Eleita pela revista Exame como uma das melhores empresas para se trabalhar, saber sobre a Whirlpool Latin America: vagas para jovens aprendizes 2015 é essencial para aqueles que querem começar a prosperar desde cedo. A companhia é responsável pela produção de marcas famosas do mercado como Cônsul, Brastemp, KitchenAid e Maytag, sendo que está presente em praticamente todas as partes do mundo.

Todos os anos o programa da Whirlpool Latin America: vagas para jovens aprendizes 2015 é acionado para que a empresa consiga encontrar e lapidar novos talentos para dentro da corporação, com altas chances de contratação no futuro no caso daqueles que se destacarem de forma positiva. Uma notícia que também já andou circulando é o fato da Whirlpool estar aumentando o número de vagas para o projeto.

Regras do Whirlpool Latin America: vagas para jovens aprendizes 2015

O Jovem Aprendiz, como funciona na Whirlpool Latin America: vagas para jovens aprendizes 2015, é um programa que está previsto na Lei da Aprendizagem. Todas as empresas que se encaixam nas categorias de médio ou grande porte precisam ter espaço para esse tipo de funcionário, que obrigatoriamente deve estar estudando em algum curso técnico ou profissional.

A ideia é que ele possa aprender também em seu ambiente de trabalho, sendo que os aprendizes devem ter entre 14 e 24 anos para participar do Whirlpool Latin America: vagas para jovens aprendizes 2015. Os contratados possuem comprovação da experiência em sua Carteira de Trabalho, além de salário por horas trabalhadas e férias no mesmo período do recesso escolar.

O Programa Jovem Aprendiz está previsto na Lei da Aprendizagem

Se inscrevendo no programa

É preciso saber como se inscrever na Whirlpool Latin America: vagas para jovens aprendizes 2015 para que o seu currículo e qualificações sejam considerados na hora da empresa fazer as contratações. É necessário fazer o cadastro no site da corporação e passar pelo processo seletivo, que começa com testes online na própria plataforma da inscrição.

Além disso, ainda há a entrevista para ver quais são os candidatos que mais se encaixam nas vagas oferecidas pela Whirlpool Latin America: vagas para jovens aprendizes 2015. Lembrando que as oportunidades são para diversas áreas, incluindo a administrativa, na qual os jovens possuem pouco espaço dentro de outras empresas.

Os contratados no programa da Whirlpool Latin America recebem comprovação na Carteira de Trabalho

Locais de trabalho da Whirlpool Latin America: vagas para jovens aprendizes 2015

O Whirlpool Latin America: vagas para jovens aprendizes 2015 oferece disponibilidade de contratação dos estudantes para as suas unidades no Brasil, que ficam localizadas A Whirlpool possui sedes físicas nas cidades de Joinville – SC, Rio Claro – SP e Manaus – AM. Assim, é preciso que a fábrica fique no mesmo território em que o jovem estuda.

Caso não tenha nenhuma unidade próxima à sua casa, consulte no site de empresas da sua região e na própria instituição de ensino sobre outras oportunidades na área para Jovens Aprendizes.

Menor Aprendiz 2011

Menor Aprendiz 2011

Sobre o Menor Aprendiz 2011

Desde que foi criado, o Programa Jovem Aprendiz, idealizado pelo Ministério do Trabalho, conseguiu criar apenas 18,64% das vagas que estavam previstas para todo o país. No estado de São Paulo, que possui a maior concentração de trabalhadores, essa proporção cai para 17,67%.

Pela lei, as empresas que possuem a partir de sete funcionários são obrigadas a contratar jovens com idade entre 14 e 24 anos. O não cumprimento dessa exigência legal pode resultar em multa.

No entanto, entre outros fatores que explicam os resultados ruins do Programa, está a falta de conscientização das empresas. Mais do que fiscalização, que já não é forte, é preciso que a lei seja conhecida pelo empresariado nacional.
No Brasil, até fevereiro deste ano, o número total de aprendizes era de 198 mil, bem abaixo dos 800 mil que o governo estabeleceu como meta para o final do ano passado.

Os baixos números de contratações, entretanto, não são o único problema da adesão das empresas ao Programa Jovem Aprendiz. Está faltando também oferecer orientação ao trabalho dos jovens.

Por conta da falta de fiscalização, os jovens são usados em trabalhos que não tem relação ou que não favorecem sua formação, como prevê a lei. Em muitos casos, nem mesmo a jornada máxima de seis horas diárias é respeitada. As empresas utilizam jovens “aprendizes” somente como uma forma de pagar salários menores.

Programa Jovem Aprendiz

O Programa Jovem Aprendiz tem como objetivo facilitar a inserção dos jovens no mercado de trabalho. A nova lei que regulamenta o Programa não visa somente criar vagas para jovens, tornando a contratação deles obrigatória, mas também fortalecer a relação de aprendizado que eles estabelecem com as empresas. Por isso, uma cartilha do Ministério do Trabalho prevê que os jovens contratados tenham um monitor que acompanhe e oriente seu trabalho.

Empresas

Toda empresa com sete ou mais funcionários é obrigada a ter um jovem em seu quadro. A lei considera “jovem”, o indivíduo com idade de 14 a 24 anos. No entanto, não são só empresas privadas que estão abrindo vagas para esses trabalhadores. Empresas como a Petrobrás e os Correios, por exemplo, estão aderindo ao Programa Jovem Aprendiz.

Pesquisar
Artigos Relacionados