Redução do IPI

links patrocinados

Redução do IPI

Redução do IPI

A hora de comprar um carro é agora. A fim de estimular o consumo, o governo brasileiro concedeu aos fabricantes de veículos um pacote de diversas medidas com o objetivo de baratear o preço de carros e, assim, conquistar mais consumidores. Trata-se da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) dos carros. O IPI é um imposto federal que é aplicado em produtos industrializados no Brasil. Com a diminuição dessa taxa em até 7%, o que pode fazer uma grande diferença no bolso do consumidor interessado em comprar um carro. De acordo com informações do Ministério da Fazenda, a perspectiva é a de que a redução do IPI dure vários meses.

Para os veículos movidos a gasolina e flex de até mil cilindradas, a alíquota do IPI fica em 3,5% em vez dos 7% habituais. Para os carros flex que tem mais de mil cilindradas, não há mudança no IPI: permanece em 7% sem subir para 9%. Já os carros movidos a gasolina com mais de mil cilindradas têm o IPI mantido em 8% em vez de 10%. Em veículos comerciais leves, foi mantida a taxa de 2% do IPI. Para informações mais detalhadas a respeito da alíquota e redução do IPI dependendo do tipo de veículo que deseja adquirir, consulte a tabela oficial emitida pelo governo federal.

O que é IPI

Carros com Reducao de IPI

O Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) é um dos vários impostos que são aplicados a veículos importados pelo governo brasileiro. A taxa está prevista na Constituição Federal. É um imposto aplicado ao importador ou comerciante do veículo, e acaba encarecendo o preço final da venda para o consumidor final. Como é o governo federal que controla a cotação do IPI, lhe é permitido também fazer o controle sobre a procura e demanda por automóveis ou qualquer outro tipo de produto, como faz nas ocasiões de redução de IPI. Assim, o mercado se aquece quando o governo percebe que há necessidade disso. O contrário também funciona: um aumento no IPI estimularia o efeito reverso.

Últimas reduções

Moveis com IPI reduzido

Esta não é a primeira vez que o governo diminui o IPI na intenção de aquecer o mercado de vendas no Brasil. Em 2009, uma redução do IPI para produtos como fogões e geladeiras ocasionou um aumento em 30% das vendas destes produtos. Em 2010, a redução do IPI favoreceu a venda de automóveis. Com o sucesso dessa manobra, ficou estabelecido o esquema como um método eficaz de corrigir anormalidades no mercado brasileiro sem a necessidade de se impor novas regras, que podem gerar riscos.

Carros usados

Linha Branca com IPI reduzido

A redução do IPI não tem impacto na venda ou compra de carros usados. No entanto, pode acabar tendo alguma influência, já que um mercado de automóveis aquecido beneficia a todo tipo de negócio. Por conta da redução do IPI, muitas concessionárias de automóveis passaram a recusar carros usados em antecipação aos negócios que iriam fazer com os importados.

No entanto, tudo pode colaborar para um aquecimento no mercado de carros usados após vendas substanciais serem feitas por conta da redução do IPI.

Reducao do IPI Geladeiras Diminuicao do IPI

Pesquisar
Artigos Relacionados