Receita Federal Restituição

links patrocinados

Receita Federal Restituição

Receita Federal Restituição

O Imposto de Renda da Receita Federal é, muito provavelmente, o principal imposto que existe no país. Muito mais comum que o IPVA e o DPVAT, que devem ser pagos apenas por portadores de veículos e ainda com um limite de ano. O Imposto de Renda torna-se algo mais comum a cada ano, sendo que mais e mais pessoas são inclusas no processo de cadastramento. Proporcional ao grande número de pessoas que devem prestar contas com a Receita Federal, é o número de pessoas com dúvidas sobre o que deve ou não ser declarado junto à receita. Para esclarecer dúvidas, para ajudar a compreender as principais pegadinhas e para conseguir entender como funciona o sistema de declaração da Receita Federal, preparamos este especial.

Quem precisa declarar o Imposto de Renda?

Basicamente, qualquer pessoa que ganhe mais que 3 salários mínimos precisa declarar o Imposto de Renda. Com uma conta aproximada, este valor se torna uma boa base para o trabalhador assalariado, já que precisamos incluir aí o 13º salário e eventualmente um ganho extra. Desta forma, é bem difícil encontrar alguém que não precise fazer a declaração, lembrando sempre que este tipo de serviço deve ser feito de forma honesta, sem tentar omitir dados, já que muito provavelmente qualquer erro poderá cair na malha fina da Receita, o que pode levar a uma série de problemas futuros.

As datas previstas para a restituição

Conforme já é conhecido, embora muitas pessoas precisem declarar seu Imposto de Renda, muitos têm direito à restituição sobre o imposto pago. Dessa forma, é preciso ficar atento às datas de restituição. Para não haver dúvidas, descriminamos abaixo a tabela utilizada durante 2015:

• 1º lote: 15/06

• 2º lote: 15/07

• 3º lote: 17/08

• 4º lote: 15/09

• 5º lote: 15/10

• 6º lote: 16/11

• 7º lote: 15/12

E, de acordo com a data, o valor poderá sofrer reajuste, já que ele acompanha a própria Taxa Selic do Brasil. Assim, a pessoa que recebe no 1º lote pode não necessariamente receber o mesmo do que aquela pessoa que recebe no 7º lote.

Como saber minha situação com a Receita Federal?

O jeito mais simples de verificar se está tudo certo com o seu cadastro é acessando o site da Receita Federal, consultando sua declaração e vendo se ela está certo ou não. Basicamente, em todas as situações os códigos informados são os mesmos, mas em raríssimas exceções podem ser constatadas condições excepcionais de informações, o que é verificado rapidamente junto à receita, seja para a restituição ou para o pagamento de um débito.

De qualquer forma, mesmo que você esteja na malha fina, a própria receita dará a informação correta sobre o que precisa ser feito, além do passo a passo de como é possível resolver a situação o mais rápido possível, garantindo a normalização de sua situação frente a Receita Federal.

Como a restituição é feita?

Conforme já foi mencionado, cada pessoa pode receber um valor específico e em uma data diferente, seguindo a ordem de quem declarou primeiro, ou não, o Imposto de Renda. E quem realiza a declaração deve lembrar da necessidade de incluir uma conta bancária durante o processo. Esta mesma conta bancária será utilizada para o depósito do dinheiro, lembrando que apenas com um extrato bancário você saberá se o dinheiro foi depositado ou não.

Restituicao Receita Federal

Restituicao Imposto de Renda

Organizacao da Restituicao Receita Federal

Imposto Receita Federal Contribuicao Receita Federal

Pesquisar
Artigos Relacionados