RCG Exército

links patrocinados

RCG Exército

RCG Exército

Sobre o RCG Exército

O Regimento de Cavalarias da Guarda (RCG) é uma unidade do exército brasileiro, criada em 1808. Ele é denominado Dragões da Independência e foi o primeiro a ser inaugurado, com sede em Brasília. Além deste, existem outros RCG espalhados pelo Brasil, como no Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

História

Esta unidade foi criada pelo príncipe-regente D. João de Bragança, no ano de 1808. O contexto social no qual ele se insere é naquele onde a corte portuguesa se muda para o Brasil, fugindo da invasão de Napoleão em Portugal. Em 1822, após a independência do Brasil e proclamação do Império, a unidade se tornou Imperial Guarda da Honra dos Mosqueteiros de Dom Pedro I, e assim se manteve até 1831.

Por muito tempo, a história da RCG ficou perdida, até que em 1916 o historiador e então deputado do governo, Gustavo Barroso, encaminhou uma ação no sentido de exaltar as tradições militares brasileiras. Assim, após fazer uma análise da cronologia do 1º RCG apresentou, na Câmara dos Deputados, um projeto de lei pedindo a permissão para resgatar as tradições do regimento.

O pedido foi feito em 1917, mas a aprovação final veio apenas dez anos depois, em 1927, pelo Senado brasileiro. Naquele mesmo ano, no desfile de comemoração do 7 de setembro, o uniforme da RCG voltou a ser envergado pela unidade.

Os uniformes

Para fazer os uniformes que foram usados em 1927, foram tirados moldes das peças autênticas, que se encontravam no acervo do Museu Histórico Nacional. As peças eram pertencentes aos antigos oficiais da Imperial Guarda de Honra. Algumas modificações foram feitas nas peças.

Uma das modificações foi a substituição da sigla PI (que significava Pedro I) por uma estrela; as Armas do Império foram substituídas pelas Armas da República. Do mesmo modo, a cor dos penachos do capacete também foi modificada.

As cores ficaram da seguinte forma: cor branca reservada ao comandante do regimento; cor verde utilizado pela fanfarra; amarelo utilizado pelos oficiais e postos de subcomandantes; e o vermelho era utilizado pelos praças. Até hoje os Dragões da Independência participam dos desfiles oficiais brasileiros.

Exército brasileiro

Exército brasileiro

Exército brasileiro

O mundo em que vivemos é um lugar muito perigoso. Por mais que não pareça ser, são muitos os casos de violência, agressões, e crimes em geral. Porém, o problema fica maior ainda quando duas nações entram em conflito, o que pode acabar resultado em uma guerra. Em duas ocasiões aconteceram Guerras Mundiais, que acabaram influenciando o modo de vida de diversos países.

Alistamento obrigatório

Para que a proteção correta à nação seja garantida, o governo precisa investir na sua defesa e, para isso, precisa recrutar pessoas que estejam dispostas a lutar pelo seu país. No caso do Brasil, o alistamento ao Exército é obrigatório para todos os homens que completam 18 anos, mas nem todos são convocados.

Existem diversas variáveis que podem fazer com que os alguns homens sejam liberados do treinamento militar, como condições de saúde, responsabilidade com a educação e com empregos. Porém, é necessária uma equipe para ser treinada para as necessidades que o país tem em relação a sua defesa

Além dos homens, as mulheres podem se alistar voluntariamente. Afinal, não são todos que desejam ser dispensados do Exército. No caso do sexo feminino, realmente existe uma escolha para decidir se quer fazer parte desse estilo de vida ou não.

Ensino continuado

A participação no Exército brasileiro não precisa começar somente depois dos 18 anos. Em todo o Brasil existem Colégios Militares, que visam passar os valores desejados para os profissionais que vão fazer dessa instituição uma meta de vida. Essas escolas são amplamente conhecidas por terem uma educação mais rígida e por ensinar assuntos que entram no campo militar.

A experiência no ensino militar pode continuar mesmo depois de concluir o currículo nos colégios. A principal ambição de quem tem esse desejo é a Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), que exige o curso preparatório na Escola Preparatória de Cadetes do Exército para aceitar novos alunos.

Para saber tudo sobre as oportunidades que existem na carreira militar, que incluem concursos para carreira profissional, basta acessar a página oficial da instituição na internet. Ali estão publicadas todas as informações necessárias para quem gosta dessa área e tem interesse em se formar numa carreira militar.

Pesquisar
Artigos Relacionados