Piso salarial dos professores do Brasil – Sul

links patrocinados

Piso salarial dos professores do Brasil – Sul

Uma análise dos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, confira mostra qual é o piso salarial dos professores do Brasil – Sul.

Como funciona a lei do piso salarial

Piso salarial dos professores do Brasil - Sul Piso salarial dos professores do Brasil

No começo do ano de 2014, o governo do Brasil instituiu um aumento no piso salarial do professor para R$ 1.567 reais, uma mudança que corresponde a 8,3% em relação ao que era em 2013. Mas como será que anda o piso salarial dos professores do Brasil – Sul? Muitos estados do país ainda não respeitam as regras impostas, o que é muito prejudicial e não valoriza o trabalho desse profissional tão importante para a melhora da educação.

Isso está previsto em lei de acordo com a Lei Nacional do Piso no Magistério, desde o ano de 2008. Veja quais são os estados que cumprem e os que não cumprem essa regra do piso salarial dos professores do Brasil – Sul.

Conheça o piso salarial dos professores do Brasil - Sul

Piso salarial dos professores do Brasil – Sul: como anda no Paraná

Vamos começar a falar sobre o piso salarial dos professores do Brasil – Sul em relação ao estado do Paraná. Os profissionais que trabalham na capital Curitiba, por exemplo, recebem pela lei um valor de R$ 946,46 reais a cada 20 horas trabalhadas, ou seja, como o piso se trata de uma jornada de 40 horas, logo a regra instituída é cumprida dentro da sua principal cidade.

Dessa forma, em uma carga horária semanal comum, o profissional receberia R$ 1.892 reais, o que representa R$ 325 reais a mais no piso salarial dos professores do Brasil – Sul. Existe ainda um projeto de lei que visa aumentar o mínimo na remuneração do profissional, que, se aprovado, passa a ter um acréscimo de 11%.

Confira o piso salarial dos professores do Brasil - Sul

Santa Catarina

Já o estado catarinense cumpre a risca o piso salarial dos professores do Brasil – Sul, com uma jornada de 40 horas semanais. A remuneração é de, no mínimo, R$ 1.567, como previsto na Lei Nacional do Piso do Magistério, pelo menos em sua capital Florianópolis. Já outros levantamentos mostram que tanto os docentes de nível médio como aqueles com licenciatura plena também ganham de acordo com o registrado.

Cidades de Santa Catarina como São José do Cedro, São José do Oeste, Iporã do oeste, Antônio Carlos e Itapiranga possuem maior destaque quando o assunto é educação, mostrando que a valorização do piso salarial dos professores do Brasil – Sul pode se mostrar positivo a educação.

Piso salarial dos professores do Brasil - Sul - saiba mais

Piso salarial dos professores do Brasil – Sul: Rio Grande do Sul

No ano de 2013, o estado do Rio Grande do Sul foi eleito como um dos únicos salários do piso salarial dos professores do Brasil – Sul que não cumpria o que está escrito conforme a lei. De acordo com um levantamento, a capital Porto Alegre registra uma remuneração maior do que o mínimo, de R$ 2.187 para uma carga horária de 40 horas por semana. Entretanto, muitas cidades do estado ainda aceitam professores que não possuam nenhuma graduação em seus concursos públicos.

Piso salarial dos professores do Brasil – Sudeste

Piso salarial dos professores do Brasil – Sudeste

Quanto será que ganha um professor da rede de ensino nos estados de São Paulo, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Minas Gerais? Confira como está o piso salarial dos professores do Brasil – Sudeste.

Sobre os salários oferecidos no Espírito Santo

Piso salarial dos professores do Brasil - Sudeste Piso salarial dos professores do Brasil

Um aumento instituído no começo do ano de 2014 obriga o pagamento de pelo menos R$ 1.697 por uma jornada de trabalho de 40 horas semanais. O primeiro piso salarial dos professores do Brasil – Sudeste a ser analisado é o de Espírito Santo, que além de cumprir a Lei Federal ainda possui um piso maior e entre os maiores do país para o profissional.

De acordo com o piso salarial dos professores do Brasil – Sudeste, a capital Vitória possui uma remuneração mínima de R$ 2.782 reais, válido para os docentes que atuam na rede municipal de ensino. Entretanto, de acordo com levantamentos da página CNTE, a média de remuneração no Ensino Médio seria de R$ 1.046, o que fica abaixo do piso em mais de 30%.

Confira o piso salarial dos professores do Brasil - Sudeste

Piso salarial dos professores do Brasil – Sudeste: Minas Gerais

Até o ano de 2012, o estado de Minas Gerais registrava irregularidades no pagamento do piso salarial dos professores do Brasil – Sudeste, o que parece ter avançado em pesquisas feitas em 2014. De acordo com dados da Prefeitura de Belo Horizonte, o piso oferecido aos docentes é de R$ 1.040 reais a cada 22,5 horas trabalhadas.

Se passada para uma jornada de 40 horas, esse valor vai para R$ 2.038, ou seja, dentro do que foi instituído para a legalidade do piso salarial dos professores do Brasil – Sudeste. Isso equivale a R$ 331 reais acima do que está na Lei Federal se fomos considerar de forma proporcional.

Piso salarial dos professores

Sobre a remuneração em São Paulo

Já o estado de São Paulo, conhecido por ser o mais populoso do país possui uma quantidade expressiva de pessoas no corpo discente e docente das escolas. Contando o piso salarial dos professores do Brasil – Sudeste, até o ano de 2010 se mostrava sempre acima do mínimo exigido pela lei federal, e, na média, possui o terceiro melhor salário para o profissional no Brasil.

De acordo com a Secretaria de Educação, são R$ 2.600 reais mínimos oferecidos em uma jornada de trabalho de 40 horas semanais, sendo que todos possuem nível superior na atuação. Sendo o piso salarial dos professores do Brasil – Sudeste no estado, corresponde a um pouco mais de R$ 900 reais acima do mínimo federal.

Piso salarial dos professores do Brasil - Sudeste - saiba mais

Piso salarial dos professores do Brasil – Sudeste: Rio de Janeiro

De todos os salários oferecidos para docentes no Brasil, os três melhores se encontram na região sudeste: 3° Vitória, 2° São Paulo e 1° Rio de Janeiro, sempre acima do piso salarial dos professores do Brasil – Sudeste. São R$ 2.933,72 reais oferecidos para uma carga horária normal de 40 horas por semana.

Ao todo, o salário oferecido aos professores do estado fluminense é 72% maior do que o todo o piso salarial dos professores do Brasil – Sudeste, de R$ 1.697 reais.

Pesquisar
Artigos Relacionados