Novo Planeta

links patrocinados

Novo Planeta

Novo planeta

Em setembro de 2010, um grupo de cientistas da Universidade da Califórnia, localizada em Santa Cruz, e do Instituto Carnegie, em Washington, anunciaram a descoberta de um novo planeta, que recebeu o nome de Gliese 581-G.

Descoberta do Gliese 581-G

O planeta recém-descoberto recebeu este nome por ser um dos seis que orbitam em torno da estrela anã vermelha Gliese 581, que por sua vez foi batizada em homenagem ao seu descobridor, o astrônomo alemão Wilhelm Gliese. O novo planeta, descoberto após cerca de onze anos de pesquisas, é um dos mais semelhantes ao planeta Terra e um dos mais propensos a receber habitantes extraterrestres.

Características do novo planeta

Gliese 581-G é, na verdade, um exoplaneta, por estar localizado fora do sistema solar. Ele orbita a estrela anã Gliese 581, que está localizada na constelação de Libra. O novo planeta possui uma superfície rochosa, com massa três vezes superior a do planeta Terra e com raio de 1,2 a 1,5 maior que o planeta habitado pelos seres humanos.
O planeta Gliese 581-G possui um período orbital, ou seja, quanto tempo demora para dar uma volta completa na estrela Gliese, de 37 dias. Os cientistas que descobriram o planeta puderam observar que Gliese apresenta o fenômeno conhecido como acoplamento de maré, exatamente igual ao existente na Lua. Tal fenômeno faz com que o planeta sempre mostre o mesmo lado para a estrela-mãe, sendo assim, no lado que recebe luz do sol é sempre dia e no lado que não recebe a noite é eterna.

Localizado a vinte anos luz de distância do planeta Terra, o planeta Gliese 581-G possui uma gravidade bastante semelhante à encontrada na Terra, o que garantiria que um visitante pudesse caminhar em linha reta e ereto sem maiores complicações.

Os cientistas ainda não sabem se o novo planeta possui atmosfera e caso possua, também ainda não conseguem dizer do que ela seria formada. As temperaturas em Gliese 581-G variam bastante, principalmente por conta das duas regiões, uma iluminada e outra eternamente escura, e geralmente oscilam entre 12 e 31 graus Celsius negativos. De acordo com os cientistas, a zona de transição entre escuro e claro apresentaria temperaturas mais amenas.

Habitabilidade de Gliese 581-G

De acordo com um artigo científico publicado na revista Astrobiology, o planeta Gliese 581-G seria, entre diversos outros analisados, o mais propenso e preparado para receber vida extraterrestre. Para chegar a esta conclusão, o grupo de cientistas pesquisadores analisou os planetas e os comparou ao planeta Terra e também usou indicadores variados, como os que analisam existência de atmosfera e também de elementos químicos.

O planeta Gliese 581-G está localizado exatamente no meio da zona habitável do seu sistema solar, conhecida popularmente como zona dos cachinhos dourados, em alusão ao conto infantil Cachinhos Dourados e os Três Ursos. De acordo com o princípio dos cachinhos dourados, apenas uma situação entre muitas é considerada correta. Neste caso, o planeta Gliese 581-G não está tão longe nem tão perto de uma estrela para excluir a possibilidade de existência de vida extraterrestre.

Fotos

Confira Fotos sobre Novo Planeta: Informações sobre o Novo Planeta Gliese 581-G Onde está o Novo Planeta Novo Planeta descoberto

Pesquisar
Artigos Relacionados