Moedas Antigas

links patrocinados

Moedas Antigas

Moedas Antigas

Quando o dinheiro não tem mais valor, pode ser que ele se torne ainda mais valioso. Paradoxal, não? Mas os colecionadores de moedas antigas lhes atribuem um valor que as torna especiais, únicas e efetivamente muito mais valiosas que seu poder de compra.

Como surgiu a moeda?

Na antiguidade, os povos sumérios, que habitavam a Babilônia e a Assíria, foram os primeiros a estabelecerem valores de referências para cálculos. O ouro e a prata, metais valiosos e de difícil obtenção, passaram a ser usados como a primeira referência de valor para embasar as negociações.

As moedas de bronze surgiram na China e tinham formas variadas. Não eram circulares como hoje conhecemos, mas imitavam objetos e símbolos naturais, como facas, peixes, conchas etc. Essas formas variavam de acordo com a mercadoria a ser trocada e as moedas levavam seu valor e o nome da autoridade que as emitiu.

Colecionando moedas

Há pessoas que tem certo fascínio por coleções. Entre eles, os colecionadores de moedas são relativamente comuns e esse é um tipo de hobby que é chamado de “passatempo dos reis”. Há colecionadores que o fazem por prazer e outros por negócio ou investimento: comprar e revender moedas antigas gera lucro que movimenta as coleções. Além disso, há quem compre e guarde moedas e espere o tempo passar para ver seu valor aumentar e, somente então, vendê-las.

Moedas em estado de conservação bom valem mais. O ideal é levar as moedas antigas a um avaliador oficial que determinará o valor atual da moeda. No site da Imprensa Nacional Casa da Moeda, nos sites da Sociedade Americana de Avaliadores e da Sociedade Internacional de Avaliadores.

As moedas antigas do Brasil

Dizem que o dinheiro de um país pode contar a história do próprio lugar. Em muitos aspectos essa é uma afirmação verdadeira: o dinheiro traz informações sobre os diferentes momentos econômicos, tem gravado sobre si dados que podem mostrar as ideologias, momentos políticos e outros dados sobre o seu lugar de origem.

O Brasil, que já passou por diversas reformas monetárias traz uma variedade considerável de moedas, a saber:

Os réis, as mais antigas;
Mil-réis;
Cruzeiro (que teve versões distintas em três momentos: prefaciou o Cruzeiro Novo, o Cruzado Novo e o Cruzeiro Real);
Cruzeiro Novo;
Cruzado;
Cruzado Novo;
Cruzeiro Real;
O Real.

Os réis, as primeiras moedas do País, são caracterizados pelas influências do monetário português e seus costumes.

Moedas Antigas – Como colecionar

Mesmo que a pretensão inicial não seja tão ambiciosa, se pode iniciar a qualquer momento uma coleção de moedas antigas. Não é preciso gastar muito para iniciar uma coleção, mas na verdade, utilizando somente o troco do lanche já é possível conservar.

Conseguindo um gaveteiro, armário ou pote para guardar suas moedas, você minimiza a possibilidade de perdê-las. Manter no bolso ou deixá-las em uma gaveta ou lugar com acesso comum pode fazer com que elas sejam perdidas com facilidades ou algum desavisado pegue para tentar usá-las.

Depois de possuir suas moedas mais comuns, comece a pesquisar entre seus amigos e contatos e pela internet também, caso queira gastar um pouco mais com seu hobby.

Seu bolso: Um bom começo

Partindo do pressuposto que todas as moedas novas serão antigas a partir de um determinado tempo, quando forem substituídas ou retiradas de circulação, é um ótimo começo guardar um tipo de cada, ou mais, para começar humildemente sua coleção, sem perder o foco, pois, em pouco tempo, aparecerão várias oportunidades de acrescentar novas moedas à sua coleção.

GD Star Rating
loading...
Moedas Antigas, Nota: 4.4 de 5 com 63 votos
Pesquisar
Artigos Relacionados