KC-390

links patrocinados

KC-390

KC-390

Juntamente ao Exército e à Marinha, a Força Aérea Brasileira (FAB) é responsável pela manutenção da soberania nacional em vias aéreas. Com um efetivo de mais de 67 mil militares, a Força Aérea de nosso país é a maior da América Latina não só em contingente, mas também em número de aviões.

Aeronaves

A FAB conta com aviões para as mais diversas funções, como transporte, treinamento, ataque e caça. Os modelos mais conhecidos são o EMB-110 Bandeirante, utilizado para transporte, o EMB-312 Tucano, para ataque leve e treinamento, e o AMX, desenvolvido em parceria com a Itália e utilizado para ataque ao solo.

Com exceção do último modelo mencionado, todos os outros são produtos exclusivamente nacionais. A aeronáutica brasileira recebe grandes investimentos em tecnologia para estar sempre atualizando sua frota. Prova disso é o desenvolvimento do modelo mais recente da FAB, o KC-390.

Histórico

A FAB anunciou o desenvolvimento do KC-390 em 2007, no Rio de Janeiro. O avião é multiuso, projetado para transporte militar tático e para reabastecer outras aeronaves em pleno vôo. A responsabilidade do projeto é da Embraer, e este será o avião mais pesado já desenvolvido pelo fabricante.

Especificações

O KC-390 terá turbinas a jato e uma capacidade de carga de mais de 23 toneladas, o que permitirá à Força Aérea Brasileira o transporte de veículos pesados. O avião tem espaço para até 80 soldados ou 64 paraquedistas.

O investimento inicial no projeto do KC-390 foi de R$50 milhões de reais, número que significa ago em torno de 5% do preço total do desenvolvimento. Está prevista a produção inicial de 22 a 30 unidades. O KC-390 tem previsão de lançamento para 2015.

Dentre as missões em que será utilizado, destacam-se o transporte de cargas e tropas, operações em pistas curtas e sem pavimento, lançamento de paraquedistas, transporte de aeromédico – como UTIs móveis, por exemplo – e ajuda humanitária.

Aviões Webjet

Aviões Webjet

Sobre os Aviões Webjet

Enquanto algumas pessoas morrem de medo de viajar de avião, outras preferem este meio de transporte pela sua agilidade para levar os passageiros de um canto a outro com velocidade muito maior do que os meios terrestres, por exemplo. De qualquer maneira, é importante conhecer quais os instrumentos usados para a viagem dos passageiros.

Modelo das aeronaves

Empresa que começou a trabalhar recentemente com viagens no Brasil, a Webjet conta com uma frota de 24 aviões levando seus clientes nos percursos domésticos. O modelo escolhido pela empresa foi o Boeing 737-300, com capacidade para transportar um total de 148 pessoas. Além dessa empresa, os modelos da Boeing são vendidos para diversas outras.

O fato de ser usado por mais de uma empresa do ramo da aviação, o modelo escolhido pela Webjet passa a ter maior confiança entre aqueles que acabam optando por comprar as passagens com a empresa. A média calculada para estimar qual o número de decolagens desse modelo é de uma a cada cinco segundos.

Com dados a respeito da fabricante dos modelos de aeronaves, quantidade de vôos, entre outras questões, é um fator que ajuda a passar confiança aos clientes que tem receio de viajar de avião. Assim, quanto maior o número de informações, maior pode ser o número de passageiros comprando passagens.

Funcionalidade aérea

Por ser uma empresa relativamente recente, a Webjet ainda está expandindo a sua área de abrangência de vôos nacionais. Por enquanto, os destinos possíveis partem de ou vão para São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e Salvador. (Confira mais informações sobre as passagens aéreas webjet)

As capitais incluídas no serviço da Webjet são as principais do país, fator que permite dar maior importância aos trajetos escolhidos pela empresa. Aqueles que viajam bastante a trabalho, por exemplo, podem contar com a Webjet para chegar ao destino de uma reunião de negócios importante.

Como cada viagem exige um tipo de bagagem diferente, a Webjet tem políticas especiais para cada utensílio que pode ser levado no avião. A empresa coloca categorias como: de mão, despachada, de bandas, sujeita a aprovação, entre outras. Para verificar qual o seu caso, acesse o site oficial da empresa e tire todas as suas dúvidas.

Pesquisar
Artigos Relacionados