Gripe Suína

links patrocinados

Gripe Suína

Gripe Suína

A gripe suína que se tornou uma pandemia no ano de 2009, voltou a atingir centenas de indivíduos em 2012. Esta tem a característica de ser mais contagiosa e também muito mais perigosa aos humanos que a gripe comum. Nos seres humanos a transmissão do vírus ocorre principalmente pelas vias aéreas, isto é, não é necessário o contato direto com o indivíduo que foi contaminado pelo vírus.

Histórico da Gripe Suína

Acredita-se que a doença teve origem a partir de uma combinação do vírus de gripe humana, aviária e suína, esse vírus sofreu uma mutação ao ser contraído pelos porcos, e se tornou na gripe H1N1. Esse vírus teve origem no México, espalhando-se pelos Estados Unidos e por diversos países de todos os continentes. O maior problema foi o descolamento de pessoas com o vírus para outros países o que provocou ainda mais o contágio da doença.

Tratamento para a doença

Todos aqueles que apresentam sintomas de gripe devem procurar um médico o mais rápido possível para poder haver o diagnóstico de uma gripe H1N1. Somente a vacina contra a gripe comum não é suficiente para impedir que o contágio da doença. Caso seja comprovada ou haja suspeita da gripe, as medicinas utilizadas mais comuns são Tamiflu e Relenza. No entanto, ambos os medicamentos devem ser utilizados no início da doença, caso contrário o efeito será quase nulo ou bem menos eficaz.

Como proteger

A vacina contra a H1N1 é uma das formas mais eficazes de proteção contra a gripe. No entanto, o indivíduo que tomou a vacina não está 100% imune da gripe, outros cuidados são necessários. Lavar as mãos sempre antes das refeições, e antes de leva-las a boca, nariz e olhos. O álcool em gel para a limpeza das mãos também é muito recomendado. Também, as pessoas devem evitar viajar e ir a lugares que tenham um grande número de indivíduos contaminados.

Um fator importante é fortalecer o organismo, não apenas em relação a gripe, mas em relação a outras doenças também. Para isso, é necessário o consumo de alimentos ricos em A, C e E. A precaução também é muito importante, como evitar locais fechados, ou ambientes muito cheios, principalmente no inverno, em que a incidência da gripe é ainda maior. E quando frequentar lugares de risco, deve-se utilizar máscaras cirúrgicas.

Sintomas da gripe H1N1

Os principais sintomas da gripe suína são: tosse, febre alta (acima de 39º), dor de cabeça forte, irritação na garganta, nos olhos e nas narinas, calafrios, cansaço, presença de muco, e dor musculares e também nas articulações. As principais diferenças entre a gripe comum e a H1N1 é porque a febre é alta, a dor de cabeça intensa, os calafrios são frequentes, o cansaço é muito alto, a dor de garganta é leve, tosse é seca e contínua, a presença do muco é bem baixa, as dores musculares são bem intensas e ardor nos olhos são intensos.

Fotos

Confira Fotos da Gripe Suína:

Gripe Suína Gripe Suína Gripe Suína Gripe Suína

Pesquisar
Artigos Relacionados