Greve dos Correios

links patrocinados

Greve dos Correios

Greve dos Correios

Em setembro de 2011 os funcionários organizaram uma Greve dos Correios que paralisou os serviços de entrega em praticamente o Brasil todo, uma vez que ao todo 35 sindicatos da categoria aderiram ao protesto em busca de melhorias para a profissão. A categoria lutou naquele ano por um real aumento de ordenado em R$400 e por a instituição de um piso salarial R$1.635,00,além de aumento no valor do vale alimentação para R$30 e o aumento do vale-cesta em R$200. Segundo a coordenação da greve do Correios ao todo 23 estados da federação brasileira se juntaram ao movimento de paralisação. O país viveu dias difíceis e extremamente conturbados no decorrer da greve, pois a categoria conseguiu estagnar quase 100% das atividades no setor.

Greve dos Correios em números

Correios em greve

Para se ter uma ideia do tamanho da crise instaurada em apenas três dias da greve dos Correios mais de 42 milhões de entregas não foram cumpridas no Brasil, isso corresponde a 40% do total de volume de encomendas para o país. Ao todo a Empresa de Correios e Telégrafos no Brasil agrega 110 mil colaboradores, e informou que destes, pelo menos 30% haviam cruzado os braços. Já a direção da greve do Correios informou na mídia que cerca de 80% dos funcionários pararam devido a insatisfação em relação ao salários e benefícios recebidos na empresa. Também se constatou que a maior parte de trabalhadores que paralisaram foi a de carteiros, mas boa parte do pessoal do setor administrativo e tecnológico também se uniram aos demais.

Greve dos Correios atinge entregas online

Entregas Correios

A greve dos Correios não atingiu somente entregas tradicionais de correspondências, realizadas sobretudo pelos carteiros, mas também atingiu as entregas feitas a partir de sites. Empresas como Subamarino, Shoptime e Americanas, que têm grande contingente de compras online, informaram seus clientes que as entregas dos pedidos não chegariam no prazo estipulado por conta da greve dos Correios. Outras lojas como Livraria Cultura, Estante Virtual, entre outras, também tiveram problemas por causa dos atrasos.

A greve na cidade de São Paulo

Greve dos Correios 2013

Na maior cidade do Brasil, São Paulo, a greve dos Correios teve um forte impacto, com cerca de cinco milhões de entregas em atraso durante o tempo que durou a paralisação, isto é, quase um mês. A cidade de São Paulo foi um dos locais que mais houve adesão ao protesto pelos funcionários da Empresa de Correios e Telégrafos do Brasil.

Negociações e fim da greve dos Correios

Depois de 28 longos dias de greve e após intensas negociações entre a coordenação, centrais sindicais e a empresa, a paralisação teve fim. O acordo firmado, depois de uma conversa de cerca de quatro horas, entre as partes ocorreu após votação de todos os grevistas em assembleia geral. Com o movimento os grevistas conseguiram ser atendidos em algumas das reivindicações, mas não integralmente. Ficou acertado o aumento salarial de 6,87% para agosto do ano de 2011, por exemplo. Os funcionários aceitaram trabalhar nos feriados e finais de semana para conseguir suprir as entregas em atraso.

Carteiros em greve Funcionarios Correios

Pesquisar
Artigos Relacionados