Erosão do solo

links patrocinados

Erosão do solo

Erosão do solo

Sobre a Erosão do solo

A erosão é uma atividade natural ou artificial de destruição do sola, das rochas e do seu transporte, geralmente causa pela água da chuva, pelo vento ou ainda pela ação do gelo, quando este acaba expandindo o material no qual se infiltra e a água congela. A erosão acontece com a destruição das estruturas que compõe o solo. Os solos podem ser compostos de areias, argilas, óxidos e húmus.

Quando os solos são cobertos por uma vegetação, a erosão é muito pequena ou quase inexistente, sendo um processo natural que é importante para a formação dos relevos. Porém, o processo também pode ser causado quando o homens destrói a vegetação com o uso de insumos agrícolas e deixa o solo exporto. Essa ação pode severa e levar a desertificação.

A erosão pode ser um processo muito sério para a superfície do planeta, por isso são estudadas práticas de conservação do solo que buscam minimizar o problema.

Fatores que contribuem com a erosão do solo

Muitas atividades do homem pode adiantar o processo de erosão natural, como: o desmatamento e desflorestamento que desprotegem os solos das chuvas; o avanço imobiliário em encostas que além de acabar com a vegetação provocam a erosão acelerada devido ao declive do terreno; as técnicas agrícolas sem supervisionamento que promovem a desflorestação extensiva para dar área aos locais de plantio; a ocupação do solo que impede grandes áreas de terreno de cumprirem o papel de absorver a água e aumento a potencialidade do transporte de materiais, graças ao escoamento superficial.

Tipos de erosão do solo

A erosão possui várias formas. Uma delas é a erosão por gravidade, que é quando o movimento das rochas e sedimentos vão abaixo devido à força da gravidade. A erosão pluvial é provocada pela retirada do material de parte da superfície do sola pelas águas da chuva, esse processo é acelerando quando a água encontra um solo sem a proteção de vegetação. Já a erosão eólica acontece quando o vento, que transporta pequenas partículas, atinge rochas e acabam dividindo em mais partículas que se chocam com outras rochas.

A erosão marinha é o processo de atrito da água do mar com as rochas que após o tempo se transformam em grão. Esses grãos formam a areia das praias. A erosão química consiste nos processos químicos que entram em contato com as rochas, como as variações do clima e de temperaturas. A erosão glacial é o descolamento lento, no sentido descendente, causado pela sedimentação glacial das geleiras. E a erosão fluvial abrange o desgaste das margens e dos leitos de rios pelas águas.

Conseqüências da erosão do solo

A erosão quando causa pela homem pode ser extremamente prejudicial. Ela tem efeitos poluidores, como o arrastamentos que podem cobrir porções de terrenos férteis e sepultá-los com materiais áridos, a morte da flora e fauna do fundo dos rios e lagos soterrados, águas turvas que dificultam a ação da luz do sol na realização da fotossíntese e impedir a purificação e oxigenação da água, o assoreamento e instabilidade nas áreas mais elevadas que resultam no deslocamento repetindo no terra e rocha, causando tragédias.

Pesquisar
Artigos Relacionados