DNRC DF

links patrocinados

DNRC DF

DNRC DF

Sobre o DNRC DF

Para garantir que o país consiga funcionar de maneira que todos os setores atuem em harmonia, cada um cumprindo com as suas obrigações e permitindo que todos contribuam para o desenvolvimento da nação em conjunto, a estrutura da organização teve que ser dividida em diversos departamentos. No Brasil, os Ministérios são os responsáveis por dar andamentos aos projetos relativos de cada setor.

Delegar funções

No caso do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, da mesma maneira como acontece com os outros, existem ainda subdivisões dentro da sua própria estrutura. Uma dessas subcategorias é o DNRC – Departamento Nacional de Registro do Comércio, que tem sua sede no Distrito Federal (DF).

Ainda, como uma só estrutura não é suficiente para dar conta de todos os processos que existem dentro do comércio, sendo que este por si só já é muito abrangente, o DNRC tem as suas próprias vertentes. Com o Órgão Central como principal responsável pelas atividades da instituição, este ainda conta com os Órgãos Locais.

De acordo com o site oficial do próprio órgão, o primeiro tem como responsabilidades a supervisão, orientação, coordenação e normatização, no plano técnico; e supletiva, no plano administrativo. Em seguida, os locais servem para executar e administrar os serviços de registro. Assim, da mesma maneira como acontece no nível mais alto da hierarquia, um depende do outro para atuar.

Perspectiva da melhoria

Para complementar ainda mais a importância do DNRC, que tem sua sede no DF, o mesmo faz parte do Sistema Nacional de Registro Mercantil (Sinrem). Todo o conjunto da obra existe para auxiliar o empresário e o pequeno empreendedor a regularizar sua situação.

Assim, as entidades atuam diretamente no sentido de dar soluções para constituir a empresa, evitar que os trabalhadores passem para a informalidade, auxiliar os informais a deixarem esse estilo de vida, ajudar com a burocracia, simplificar o processo do registro e da localização, entre outras medidas que visam principalmente simplificar a vida das pessoas.

Portanto, o DNRC, do DF, serve para melhorar a vida dos empresários. Seu trabalho depende da atuação em conjunto das outras instituições integradas, mas todas tem o mesmo objetivo em comum. Assim, os empresários precisam buscar pelo órgão mais próximo da sua residência para que possa receber o devido auxílio.

 

Como fazer o cálculo de horas extras

Uma grande preocupação tanto para empresas quanto para funcionários é o número total de horas trabalhadas. O normal é que as empresas instituam 8 horas semanais, dependendo do regime de trabalho, mas a verdade é que cada empresa pode decidir de que maneira irá trabalhar no que diz respeito a horas, e é claro, quanto ao rendimento do trabalho. É comum que pessoas fiquem horas a mais no escritório e lidem com isso de maneira positiva, praticamente considerando isso como um diferencial.

Confira mais

Como fazer o cálculo de horas extras Saiba Como fazer o cálculo de horas extras

Sabemos que quando se trabalha bem e de maneira organizada, as horas extras acabam sendo desnecessárias. É claro que podem surgir imprevistos ou trabalhos fora de hora, o que exige de alguns funcionários a tal hora extra. E aí, é preciso ser acordado entre a empresa e o funcionário qual será o funcionamento das horas trabalhadas a mais: existem organizações que optam por trabalhar com banco de horas, sendo que o funcionário que trabalhar x horas a mais, poderá tirar essas mesmas horas de folga. Ou então, as horas extras são revertidas em pagamento das mesmas para o funcionário.

Confira Como fazer o cálculo de horas extras

Como fazer o cálculo de horas extras

A maneira como fazer o cálculo de horas extras depende mesmo de como a empresa quer se posicionar frente a sua equipe. Dentro da lei, é possível definir qual é a melhor maneira de calcular as horas trabalhadas a mais, assim como as horas que são trabalhadas a menos.

Isso tudo deve estar acordado entre as duas partes e principalmente, deve estar formalizado através de um contrato. Para você conseguir calcular qual o valor de suas horas extras e se elas estão sendo contabilizadas da maneira correta, é necessário dividir seu salário pelo tanto de horas trabalhadas mensalmente. O resultado será qual o valor de sua hora de trabalho, e aí, para calcular quanto vale sua hora extra, adicione 50% do valor da hora comum às horas extras. O mínimo adicional pelas horas extras é de 50%, mas depende muito do acordo entre as empresas.

Como fazer o cálculo de horas extras

Saúde dentro e fora do trabalho

Independente do que foi acordado na empresa em que você trabalha, é muito importante que você dê atenção à sua capacidade (ou não) de trabalhar durante todas as horas propostas pela organização. É comum que as pessoas queiram se responsabilizar por muitas coisas ao mesmo tempo, o que fará com que elas cumpram horas extras na maioria do tempo, sendo que esse não é o ideal!

Pessoas que trabalham mais do que as horas propostas para o dia acabam sofrendo de insônia, ansiedade e outros sintomas decorrentes de excesso de trabalho. Preste atenção no seu dia a dia e na sua satisfação em relação a ele.

Saiba Como fazer o cálculo de horas extras

O rendimento do seu trabalho

Além de a saúde ser um fator muito importante, o rendimento das horas trabalhadas também é. Não adianta você ter várias horas extras sendo que o resultado não é condizente com esse tempo extra no escritório.

GD Star Rating
loading...
Pesquisar
Artigos Relacionados