Cyclone-4

links patrocinados

Cyclone-4

Cyclone-4

Sobre o Cyclone-4

O homem hoje precisa estar presente em todos os locais do planeta, inclusive no espaço. A forma de chegar e conseguir lançar satélites em órbita, é feita através de foguetes que não são operados por astronautas.

O Brasil também está se lançando na área espacial. O foguete Cyclone-4 tem como objetivo colocar satélites comerciais em órbita terrestre. O lançamento é feito em solo brasileiro, no Centro de Lançamento Alcântara (CLA).

O primeiro lançamento do Cyclone-4 foi realizado em julho de 2010 e abriu as paras brasileiras para a exploração comercial de atividades espaciais, com satélites e controle espacial. O Cyclone-4 é um ponto decisivo em explorar o potencial espacial que o Brasil vem desenvolvendo nos últimos anos.

Foguete Cyclone-4

O foguete Cyclone-4 foi desenvolvido na Ucrânia e é topo de linha da família de foguetes da família Cyclone. Como o país não possui uma central de lançamentos, o Brasil entrou com o espaço e criou-se uma empresa binacional, chamada Alcântara Cyclone Space. Que busca o desenvolvimento de veículos lançadores de satélite a sua operação.

Os lançamentos do Cyclone-4 acontecem no Maranhão, sobe responsabilidade do CLA, que faz parte do Comando-Geral de Tecnologia Aeroespacial. Com essa localização, os lançamentos conseguem economizar até 30% do combustível em seu momento de aceleração, uma vez que está próximo a linha do Equador.

Os satélites que são colocados em órbita pelo Cyclone-4 pode chegar até 5.3 toneladas em baixa órbita e localizados a até 2 mil km de distância do solo, ou ainda com peso de até 1.8 toneladas em órbita de transferência geostacionária, numa distância de 36 mil km do planeta.

Novos modelos da linha Cyclone

Com os olhos no sucesso da operação aeroespacial, a binacional vem estudando a possibilidade de desenvolver novos modelos de foguetes. Brasil e Ucrânia vem trabalhando juntos no projeto do foguete Cyclone-5.

Maps Satélite

Maps Satélite

Sobre o Maps Satélite

Você já imaginou viajar pelo mundo sem sair de casa? Conhecer a China, o Japão, a Alemanha? Pois é, graças aos mapas via satélite, isto é possível. Tudo que você precisa é de um computador com acesso a internet. As fotos, tiradas por satélite, possui ótima resolução e é possível avistar ruas, prédios e parques do mundo inteiro.

Um dos primeiros a lançar essa ideia, e hoje o mais famoso, é o Maps do Google. Através dele as pessoas puderam procurar endereços e obter o resultado em um mapa que pode ser um foto de satélite ou não, depende da escolha no menu. Além disso, é possível utilizar o mapa para ver as formas do terreno e ainda ter boas imagens através das imagens que os próprios internautas enviam.

O nível do zoom é escolhido pelo usuário, mas nem todas as cidades aparecem em boas resoluções. Cidades maiores, ou que estão localizadas em pontos altos, ou bem próximas ao litoral possuem melhores fotos e mapas.

Utilidades e facilidades

Além de muito interessante, a ideia é extremamente divertida e pode ser muito útil na hora de escolher as melhores ruas para trafegar, ou alugar aquela casa na praia por telefone. Acessando os mapas, seus deslocamentos podem ficar muito mais rápidos.

A interface é amigável, funciona no modo tradicional, com um clique se da zoom, arrastando se caminha pela cidade. Você pode acessar via internet ou fazer o download do Google Earth. Além do Google, várias empresas especializadas no serviço oferecem as imagens de satélite ao vivo e de graça.

O Google é o mais famoso, principalmente após a compra do satélite ômega 3 que passou a permitir que o visitante interessado tenha na hora o foco no que desejar e possuir imagens em tempo real. Em alguns casos, é possível o controlar através de câmeras com apenas um simples clique do mouse tornando a exploração espacial doméstica uma realidade em nossas vidas!

Para esta função, é só acessar o Google Earth e clicar no menu “visualizar” e escolher a opção “imagens ao vivo”. Você pode se divertir muito e usar as imagens para facilitar sua vida de deslocamento de um lugar para o outro.

Pesquisar
Artigos Relacionados