CREA RS

links patrocinados

CREA RS

CREA-RS

Poucas instituições conseguem se estabelecer no mundo atual, cheio de brigas dentro do mercado financeiro e desavenças entre os próprios funcionários. Uma das poucas que conseguem sobreviver a isso em território brasileiro é o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA). Presente em todos os 26 estados da Federação e mais o Distrito Federal, esse órgão serve como controle e desenvolvimento dos mais de 70 mil indivíduos cadastrados no Conselho.

Sobre o CREA

Por ser uma entidade regional, o CREA é administrado por outro órgão, o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA). A principal atividade do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia é averiguar, fiscalizar e orientar os profissionais da área de acordo com as regras do CONFEA e as leis presentes na Constituição Brasileira. O CREA nada mais é que um órgão que defende a sociedade dos maus engenheiros, agrônomos, arquitetos, geógrafos, geólogos e metereologistas. O Conselho tem o objetivo de ser reconhecido como uma entidade responsável, tanto pelos cidadãos quanto pelos profissionais do sistema. Outra meta do órgão é estar sempre comprometido com a capacitação técnica e os resultados organizacionais.

História do CREA-RS

Com foro e sede na capital do Rio Grande do Sul, a cidade de Porto Alegre, o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Rio Grande do Sul (CREA-RS) é um órgão autárquico de inspeção das atividades e exercícios dos profissionais da área que trabalham no estado do Rio Grande do Sul. A entidade foi fundada a partir da resolução nº 2, do dia 23 de abril de 1934, na forma constituída pelo Decreto Federal nº 23.569, do dia 11 de dezembro do ano de 1993, sendo que é sustentado pela Lei nº 5.194, que data do dia 24 de dezembro de 1966.

Profissões protegidas pelo CREA-RS

É importante relembrar que todos os Conselhos Profissionais não recebem nenhuma verba do Governo e também são todos conectados ao Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA). Devido a sua importância para a sociedade gaúcha, o Conselho consegue abranger várias áreas para a fiscalização da atividade profissional, entre elas estão a Engenharia Elétrica e Eletrônica, a Engenharia Mecânica, a Engenharia Civil, a Eletrotécnica, a Engenharia Química, a Engenharia Naval, a Geologia, a Química, a Engenharia Florestal, a Têxtil, a Engenharia Industrial, a Aeronáutica e Metalúrgica, a Engenharia de Minas, a Metereologia, os cursos técnicos de Nível Médio e a Agronomia. Atualmente, existem cerca de 40 inspetorias em atuação no estado do Rio Grande do Sul, seis Inspetorias Especiais e 10 representações de municípios.

Objetivos e Atribuições do Conselho

Como toda instituição respeitável, o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Rio Grande do Sul têm seus ideias, sendo os principais desse o registro e cadastramento dos profissionais e companhias da área tecnológica, a garantia de que apenas profissionais habilitados serão responsáveis por obras e/ou serviços relacionados ao campo, além de vigiar a atuação dos registrados para o bem da comunidade.

Já as atribuições do CREA-RS é o registro do documento que explica quais são os direitos e deveres dos profissionais que trabalharão na área da Engenharia, da Agronomia e da Arquitetura, sendo mais conhecido como Anotação de Responsabilidade Técnica (ART). Outra imputação do Conselho é alimentar o Acervo Técnico do profissional, com o cadastramento de todos seus serviços prestados e obras realizadas.

Fotos

Confira Fotos sobre CREA RS: Fiscalização CREA RS Site CREA RS Sede CREA RS Sobre CREA RS

Pesquisar
Artigos Relacionados