Circuito Universitário

links patrocinados

Circuito Universitário

Circuito Universitário

Sobre o Circuito Universitário

A vida universitária da maioria dos jovens não é tão diferente daquela mostrada nas comédias de filmes americanos. Uma coisa ou outra difere, mas o que é certo é que, na faculdade, você vai fazer muita festa. Afinal de contas, dependendo do curso escolhido, são quatro anos de estudo e muito agito.

Desde o primeiro ano do calouro, os estudantes já começam, teoricamente, a pensar sobre a formatura, considerada um dos eventos mais importantes durante toda a trajetória acadêmica. Por isso, é sempre bom ir juntando dinheiro desde o começo, para evitar muitas despesas no último ano.

Pensando em ajudar os universitários a conseguirem arrecadar mais dinheiro com as festas promovidas pelos cursos, surgiu, em Curitiba, a empresa ‘Circuito Universitário‘. O intuito é basicamente juntar-se com as comissões de formatura dos cursos e promover festas na cidade para conseguir mais dinheiro.

A empresa Circuito Universitário é bastante famosa entre os acadêmicos e até mesmo fora desse meio. Possui mais de quatro anos de existência e já realizou inúmeras festas, nas melhores baladas de Curitiba. Além disso, conta com, praticamente, com 100% de participação das faculdades de Curitiba e se caracteriza como a única empresa deste ramo ainda em funcionamento no sul do Brasil.

Como participar do Circuito Universitário

Para sua turma participar, é bastante fácil e lucrativo. A princípio, basta a comissão de formatura da sua turma escolher o local desejado e a equipe do Circuito promove a melhor festa para você. São três opções de festas para os universitários: festa da turma, as festas temáticas ou as festas fechadas. O legal de participar deste negócio é que a turma não tem gasto nenhum e o lucro é líquido. Além disso, as empresas responsáveis pela formatura de cada turma têm total acesso às festas feitas pelo circuito! É dinheiro e diversão garantida!

Awake Festival Fortaleza 2011

Awake Festival Fortaleza 2011

Sobre o Awake 2011

Até o momento não há nada certo sobre uma possível edição 2011 do Awake Festival. O evento aconteceu uma única vez até hoje, no Siará Hall em Fortaleza, em agosto de 2009.

Entre as atrações principais do festival estavam Angra (heavy metal), Sepultura (trash/death metal), Country Core (Matanza) e Krisiun (death/metal), o que nos dá uma ideia sobre a variedade presente de estilos do metal.

O público, de todas as faixas etárias e estilos, cantou, gritou e mexeu a cabeça ao longo de toda a noite. A diversão foi consenso entre fãs alucinados, conhecedores das bandas e estreantes em shows de metal.

O festival foi realizado pela produtora Awake Media, de Curitiba, que planejou todo o evento pensando na diversidade. Logo na abertura, três bandas cearenses tocaram estilos diversos.

A banda Alma foi responsável pelos primeiros acordes ouvidos no festival, com traços de trash metal e letras em português. A segunda banda a entrar no palco foi Roadsider, com um som stoner rock. Em seguida, Rebel se apresentou, com seu heavy metal mais tradicional.

Matanza e Krisiun no Awake Festival Fortaleza

No palco Titatium, os cariocas do Matanza abriram seu show com “Santa Madre Cassino” e apresentaram um repertório bastante semelhante ao álbum MTV Apresenta Matanza, de 2008.

Logo depois foi a vez do Krisiun, que além de tocar boa música, interagiu muito com o público, elogiou a cena musical cearense e falou da importância da reunião de tantos estilos diferentes.

Angra e Sepultura no Awake Festival

Angra abriu seu show com Carry On e Nova Era, passando a alternar músicas mais leves com outras energéticas. Tocando sucessos de todos os álbuns, a banda finalizou com Rebirth e Spread Your Fire.

Já o Sepultura levou ao palco um extenso repertório, que incluía diversas músicas do CD A-Lex, o mais recente, baseado no livro Laranja Mecânica. O vocalista da banda norte-americana chegou a conversar com o público em português e o Sepultura tocou um trecho de Aquarela do Brasil.

Para completar a noite, Angra se juntou ao Sepultura no palco e as bandas tocaram covers de clássicos de Black Sabbath e Poison, encerrando o festival que teve mais de oito horas de música.

Pesquisar
Artigos Relacionados