CBO Serviços Gerais

CBO Serviços Gerais

CBO Serviços Gerais

Trazendo a descrição das inúmeras atividades trabalhistas no Brasil, a Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) existe a mais de 20 anos no Brasil, e é um documento que além de reconhecer, também apresenta as peculiares das profissões existentes no mercado de trabalho brasileiro.

A classificação

A primeira publicação do CBO foi em 1982 e com o passar dos anos veio sofrendo pequenas mudanças tanto estruturais quanto metodológicas. A última mudança aconteceu em 2002.

O principal objetivo do CBO é descrever as características e nomear os trabalhos e profissões do Brasil. Além disso deve indicar as mudanças sofridas pela mesma e se elas têm relação com as mudanças ocorridas no próprio país, seja no cenário econômico ou social.

Na última versão as ocupações foram estabelecidas e apresentadas por famílias sendo que cada uma constitui um grupo de trabalho similar e cada grupo corresponde a um domínio mais amplo.

O documento com todas as classificações pode ser encontrado no site do Ministério do Trabalho e também é disponibilizado para a população através de um CD.

Novo documento

Nesta nova versão um das maiores novidades está no método empregado para fazer a descrição de cada atividade, envolvendo comitês de profissionais que trabalham nas famílias descritas, levando em consideração o fato de que a melhor forma de descrever um trabalho é aquele que é feita por quem exerce de forma efetiva à ocupação.

Para realizar essa investigação, pesquisadores da Unicamp, UFMG e Fipe/USP e profissionais do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – Senai estiveram em contato com as pessoas que exercem essa ocupação. Foi um trabalho de âmbito nacional e que contou com o apoio e auxílio de milhares de pessoas em vários locais do país.

A importância da reformulação da CBO está no fato de que a padronização de códigos e descrições pode ser usada pelos diversos setores do mercado de trabalho além de ter um grande valor para a relação das políticas públicas desenvolvidas pelo Ministério do Trabalho e Emprego, principalmente àqueles relacionados a programas que visam o desenvolvimento e qualificação profissional, assim como a efetividade de sua implementação.

A estrutura

A CBO está estruturada de forma hierárquica, sendo composta por: dez grandes grupos (GG), 47 sete subgrupos principais (SGP), 192 subgrupos (SG), 596 grupos de base ou famílias ocupacionais (SG). Dentro dessa estrutura se encontram mais de duas mil ocupações.

A classificação enumerativa e outra descritiva, sendo que a primeira corresponde a um código utilizado para registros administrativos, assim como para pesquisas e censos populacionais. Já a classificação descritiva é o detalhamento das tarefas realizadas dentro daquela ocupação assim como as condições para exercer a mesma.

Grandes Grupos

É o nível mais aglomerado de todo o documento onde dez conjuntos foram reunidos por nível de competência e atividades similares, ficando divididos nos seguintes grupos: Forças Armadas, Policiais e Bombeiros Militares; Membros superiores do poder público; dirigentes de organizações de interesse público, de empresas e gerentes; Profissionais das ciências e das artes; Técnicos de nível médio; Trabalhadores de serviços administrativos; Trabalhadores dos serviços, vendedores do comércio em lojas e mercados; Trabalhadores agropecuários, florestais, da caça e pesca; Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais; Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais; e Trabalhadores de manutenção e reparação.

Fotos

Confira Fotos da CBO Serviços Gerais:

CBOCBO
Serviços GeraisServiços Gerais
ProfissõesProfissões

GD Star Rating
loading...
Pesquisar
Artigos Relacionados