Cartão Alimentação

Cartão Alimentação

Cartão alimentação – Bolsa Família

Antes de 2004, quando foi implantado no Brasil o programa Bolsa Família, as famílias consideradas pobres ou extremamente pobres eram beneficiadas pelos chamados programas de complementação de renda, entre eles Cartão Alimentação, Bolsa Escola, Auxílio Gás e Bolsa Alimentação.

O Cartão Alimentação pagava R$50 para famílias, com crianças ou não, que participavam do programa Fome Zero, o Bolsa Escola concedia o benefício de R$15 para cada criança de 6 a 15 anos, o Auxílio Gás destinava R$7,50 para que as famílias incorporassem o valor ao preço do botijão de gás e o Bolsa Alimentação oferecia R$15 para cada criança de 6 anos por família.

Bolsa Família

Ao longo do tempo, porém, o governo federal percebeu que, por não haver um cadastro unificado para todos estes programas, muitas famílias recebiam menos do que precisavam, estavam enquadradas em mais de um programa ou então, por falta de informação, nada recebiam.

Para melhorar a vida destas famílias e também a utilização dos recursos públicos é que foi criado o Bolsa Família, que uniu todos os programas remanescentes e passou a beneficiar a família como um todo, facilitando ainda a vida dos menos esclarecidos, que a partir deste momento só precisariam recorrer a um órgão, e não à vários ministérios como acontecia anteriormente, no caso de dúvidas ou para receber o benefício do programa.

Benefícios do programa

Atualmente mais de onze milhões de famílias recebem o benefício do Bolsa Família, cujo valor varia de acordo com a faixa salarial e idade dos membros da família. O benefício Básico é oferecido às famílias consideradas extremamente pobres, ou seja, aquelas que possuem renda per capita de até R$70 por mês. Tais famílias, independente do número de pessoas que moram na mesma casa, têm direito a receber R$70 mensalmente.

Existe também o benefício Variável, cujo valor mínimo de R$32 é destinado às famílias extremamente pobres e pobres que tenham filhos ou sejam responsáveis por crianças e jovens de zero a quinze anos. Neste caso a família tem direito a até cinco benefícios, totalizando R$160.

O benefício chamado de Variável para Jovem é oferecido para famílias consideradas pobres ou extremamente pobres que tenham sob suas responsabilidades jovens de 16 ou 17 anos que frequentem a escola. O valor deste benefício é de R$38 e cada família pode receber até dois benefícios, resultando em R$76.

Por fim há o benefício Superação da Extrema Pobreza na Primeira Infância. Este benefício possui valor variável de acordo com a faixa de renda, e têm direito a ele as famílias situadas na extrema pobreza que tenham em casa crianças com idades entre zero e seis anos.

Exigências do Bolsa Família

Para receber os benefícios do programa as famílias precisam se cadastrar nas prefeituras municipais, que podem ou não conceder o auxílio em dinheiro. Caso a família tenha o direito de receber o benefício, ela deverá obedecer a algumas exigências do programa para que o valor não deixe de ser pago, entre elas, ficar atento à carteira de vacinação das crianças, garantir que os menores frequentem a escola regularmente e participar de cursos profissionalizantes, o que permite que as famílias ganhem autonomia e garantam suas vagas no mercado de trabalho.

Fotos

Confira Fotos sobre Cartão Alimentação:

Benefícios Cartão Alimentação Vantagens Cartão Alimentação Como conseguir o Cartão Alimentação Alimentação Cartão

GD Star Rating
loading...
Cartão Alimentação, Nota: 4.5 de 5 com 2 votos
Pesquisar
Artigos Relacionados


1 comentário em "Cartão Alimentação"

  1. adriana cruz 12/10/2009 às 14:21

    gostaria de participar deste programa cartao alimentação.