Cálculo de Férias

links patrocinados

Cálculo de Férias

Benefícios do trabalhador

Todo trabalhador brasileiro possui vários direitos se contratado dentro das leis trabalhistas vigentes. Aqueles que possuem carteira assinada contam com uma extensa lista de benefícios que devem ser garantidos pelos seus contratantes a fim de cumprir as leis da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT.
A CLT é recente na história do Brasil e traz diversas regras e direitos dos trabalhadores, que são considerados o elo mais fraco do sistema empresarial. Entre os principais direitos adquiridos pelos trabalhadores a partir da CLT estão o seguro desemprego, o terço de férias, o décimo terceiro salário, o vale refeição ou vale alimentação, entre outros. Os empregadores são obrigados a garantir a maioria destes benefícios aos seus funcionários. No entanto há alguns que são optativos. As férias, por exemplo, são obrigatórias a partir de algumas situações.

A importância das férias

O terço constitucional de férias é algo que todo trabalhador tem direito. Há alguns regimes de trabalho como os freelancers, por exemplo, que não tem direito de férias e cabe aos empregadores conceder este benefício ou não. De qualquer forma, é preciso que todo trabalhador consiga tirar um período de férias durante o ano para repor as energias e fazer coisas diferentes com a família. O período de férias é importante, pois dá a oportunidade ao funcionário de conhecer novos lugares, manter uma vida social mais ativa e viver com menos preocupações num período de tempo.
No entanto, é preciso ser cuidadoso com o benefício das férias, pois há muitas informações e vários cálculos a serem feitos para que este período seja realmente relaxante e sem problemas.

Cálculo de férias

O cálculo de férias é simples, mas é preciso estar atento. Em primeiro lugar é preciso entender que o período é de 30 dias. O funcionário pode “vender” dez dias a empresa e tirar apenas 20 dias de férias. Neste caso, a empresa pagará ao funcionário um valor extra referente aos dez dias trabalhados. Esta troca, deve acontecer em comum acordo entre as partes.
É possível que o funcionário tire férias em duas partes. No entanto, uma destas partes não deve ser inferior a dez dias de descanso.
O cálculo de férias é feito com base no salário bruto médio recebido ao longo dos últimos 12 meses e também no tempo de serviço. Muitas empresas concedem férias próximas umas das outras porque já extrapolaram o limite do funcionário. Neste caso, o valor das férias é proporcional aos meses trabalhados. Sobre o valor total das férias é acrescido um terço de abono de férias. Contribuições como o INSS e o Imposto de Renda são descontadas e abatidas do valor total que o funcionário irá receber.

Exija seus direitos

Seus direitos foram conquistados com muito suor e muito trabalho de outras pessoas ao longo dos anos. Por isso, não importa a situação, você precisa estar de olho e acompanhar os procedimentos que sua empresa realiza para garantir seus direitos e benefícios. O terço de férias não pode ser omitido ou retirado do trabalhador. No entanto, este benefício não pode ser dado de qualquer jeito. Há regras a serem seguidas e você tem o dever de fiscalizar, analisar e até denunciar uma empresa que não está cumprindo as regras da CLT.

O cálculo de férias é simples e qualquer pessoa pode fazer. Há vários sites na internet que disponibilizam ferramentas para os trabalhadores consultarem o valor de seus benefícios. Tire suas dúvidas nestes sites também. O que importa é que seus direitos sejam garantidos.

GD Star Rating
loading...
Cálculo de Férias, Nota: 4.5 de 5 com 18 votos
Pesquisar
Artigos Relacionados